A África é o novo lar da missionária Leide Andrade. Leia carta

Postado em
3
1402

Leide Andrade passou por um longo período de treinamento desde que compreendeu o chamado missionário transcultural em sua vida. No ano passado, ela visitou a África e realizou alguns trabalhos sociais na nação, no mesmo ano retornou e fixou moradia. Leia a carta notícia com os relatos desta missionária:

Leide Andrade na direita ao lado da amiga Angolana.

Olá queridos, graça e paz!

África, meu novo lar.

É com grande alegria que desejo compartilhar com vocês notícias do Continente Africano.

Em 2017, eu estava concluindo o curso de enfermagem, como já era do conhecimento de alguns dos irmãos que acompanham meu período de treinamento missionário. O objetivo era de em 2018 iniciar o voo para retornar ao campo. Minha primeira visita a Angola foi à unidade do Rhema local, no ano de 2012, e há muito tempo eu desejava voltar e atuar como missionária nesta nação. Contudo, sabemos que existe um tempo e um modo para todo propósito debaixo dos céus, já dizia Salomão.

Os pensamentos de Deus que são mais altos do que os nossos me fizeram regressar a África em Junho de 2017. Bem diferente do que havia planejado, porém ainda melhor. Na ocasião, tive a oportunidade de ir ao Congo Democrático e a Angola. Passei um período de três meses com a equipe do Projeto Baluarte; realizei ações sociais, visitei Igrejas, orfanatos e também ensinei na unidade do Rhema Angola. Na viagem também conheci projetos missionários já existentes nas duas nações que atuam na área de educação e saúde. Tudo me acrescentou experiência para atuar no campo missionário. 

Parcerias, amizades, irmandade, é o que mais existe no nosso mundo missionário e graças a Deus por isso! É maravilhoso amados. Retornei ao Brasil, em setembro de 2017, já em preparação da carta convite de um ano para retornar a Angola. E cá estou em Angola, já vivendo como “Mangolê (angolana)”, como se fala aqui em Luanda, capital do país. Aprendendo a viver na África, costumo dizer que é uma aventura. Mas, sem dúvidas, me sinto em casa.

De início, a proposta era desenvolver trabalhos na área da saúde e educação cristã com os irmãos do projeto Aldeia Nissi, na Província do Bié, conhecida como o coração de Angola. Além de continuar em parceria com a ONG Baluarte no inicio de seus projetos na área de educação. Porém o Senhor tem Seus planos e, como está escrito em Jeremias 10.23: “Não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem aquele que cMaminha lhe dirigir os passos”. Recebi um convite pela diretoria do nosso Ministério para assumir a direção do Rhema Angola. Confesso que foi algo que realmente não estava nos meus planos, porém, me senti honrada pela confiança e responsabilidade a mim entregues. Agradeço ao Ministério Verbo da Vida por essa oportunidade de contribuir com o avanço da Palavra revelada nesta nação.

Muitas notícias, certo! E emocionantes!

O NOVO TEMPO

Este ano trabalharemos com a direção do Rhema Angola, mas, não me esqueço das províncias e boas parcerias que o Senhor abriu em nosso caminho. Neste mês de abril estive na província do Huambo e do Bié, revendo companheiros de missões que têm dedicado suas vidas no campo missionário e aprendendo com eles cada vez mais sobre a cultura angolana.

A Jocum Huambo e Aldeia Nissi são duas instituições de grande força nesta nação, e que têm alcançado a vida de muitas crianças, adolescentes e jovens que estão sendo transformados pelos projetos por eles desenvolvidos. Estamos juntos pela mesma causa. Essas parceiras são muito boas, porque também fazem as pessoas conhecerem quem somos como Rhema Angola na nação. Assim, damos as mãos pelo mesmo objetivo: ver o Reino de Deus sendo anunciado em todo o mundo.

O Rhema Angola é realmente uma fonte de salvação para esta nação. Há tantos que ainda precisam conhecer a Palavra. Muitas pessoas nos ligam de Benguela, Huambo, Uige e outras províncias pedindo uma unidade do Rhema. Temos cerca de dez anos em Angola e, ainda assim, vemos, a cada ano, mais e mais pessoas chegando com desejo de ouvir a revelação da Palavra da fé. Este ano, ex-alunos retornaram para cursar o Rhema novamente. Isto é a demonstração da fome e da sede que o povo africano tem de ouvir as verdades da Palavra de Deus.

Outra novidade boa queridos, e que peço que estejam orando, é que no mês de maio, apesar de todo trabalho que temos no Rhema Angola, sinto que podemos ajudar ainda mais esta nação: iniciaremos o projeto Baluarte ALFA. É um projeto de reforço escolar em parceira com a ONG Baluarte, da qual faço parte juntamente com o nosso irmão Marcos Freire. As atuações acontecerão no bairro do Capolo, uma comunidade carente em Luanda. Trabalharemos com aproximadamente 50 a 70 crianças oferecendo reforço escolar. Em Angola, e eu diria na África em geral, a qualidade do ensino é muito baixa. Isso gera um déficit muito grande na educação do país. A iniciativa do Baluarte ALFA irá ajudar essas crianças com um complemento na educação, de uma forma cristã sim, mas com a intenção de melhorar suas vidas! Apenas quem vive na África sabe o que essas crianças vivenciam todos os dias. Estou com grandes expectativas para o início deste trabalho.

Orem por nós. E agradeço pelo amor e carinho que cada um dos irmãos têm demonstrado ao longo da minha trajetória missionária. Amo muito vocês e tenho saudades.

Missões, aprendendo a amar e ajudar na África dos africanos.

Mzambe Apombola yo na Kombo na Iesu – Deus te abençoe no nome de Jesus

DADOS BANCÁRIOS

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
AGENCIA: 1922 
CONTA: 34256-1 OP. 13 TIPO: P

Tuapandula – Obrigada

 

Abraços

Leide Andrade

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Yaya (irmão mais velho) eu que agradeço todo apoio que você e sua família tem nos dado nesta obra! Já dizia Ronaldo Lidório, um grande missionário que atuou na África; “tenha um amigo na cultura e isso vai te ajudar a entender melhor o coração dos nacionais.” Matonde Mingue por ser essa pessoas. Amamos sua família!!!

DEIXE UMA RESPOSTA