Tenho 21 anos e sou de Palotina, PR. Há dois anos vim morar no Rio para jogar no Flamengo, mas já moro fora da minha cidade há alguns anos. Sai de casa cedo, com apenas 12 anos. Meu sonho desde criança era ser jogador de futebol e chegar a seleção brasileira. Nunca sonhei com outra coisa.

Bem jovem, já estava jogando e treinando em um clube de uma cidade vizinha o qual me fez a proposta de ir morar no centro de treinamento deles. E eu fui em busca do meu sonho.


No começo, a minha mãe não queria deixar porque eu era muito novo, mas meu pai sempre sonhou junto comigo, além do meu irmão que sempre desejou. Fui a convencendo, indo para um clube perto de casa, mas depois fui um pouco mais para longe e ai foi mais difícil. Hoje ela se alegra com as notícias a meu respeito e está super feliz por me ver realizando meus sonhos.


Antes de vir para o Rio, fiquei em Porto Alegre por um ano. Fui para São Paulo e fiquei dos 14 até os 17 anos. Depois fui para Portugal e fiquei um ano lá, depois vim para o Flamengo.

Joguei a Copa São Paulo de Juniores e fomos campeões e ali foi o auge para mim nesse começo de carreira. Com isso, consegui ter mais visibilidade.


Me converti com 15 anos. Lembro que toda quinta feira tinha reuniões dos atletas de Cristo e me chamavam para participar, não demorou muito e os meninos descobriram que eu tocava violão e comecei a tocar nessas reuniões.

Eu gostava das reuniões, gostava de tudo aquilo, comecei a me envolver no ambiente de adoração. Quando me converti, já assumi a responsabilidade por estar ali tocando e vi a seriedade. Eu resolvi entrar de cabeça. Passei a congregar na Igreja Casa de Oração em são Paulo.


O Verbo da Vida eu conheci aqui no Rio de Janeiro, através da minha prima Andressa. Ouvi falar do Rhema ainda em Portugal, quando meu líder de células na época fez a escola e ele sempre falava da escola e me emprestava os livros de Kenneth Hagin e eu gostava de ler.


E assim, depois que fui embora de São Paulo para Portugal passei a ir na igreja lá, eu treinava à noite e ia para a igreja de dia. Foi um tempo muito bom. Tranquilo. Portugal é parecido com o Brasil nessa área. 

Mas meu contrato ali estava acabando, vim de férias para o Brasil e nesse tempo, o flamengo fez a proposta e eu vim morar no Rio. Eu tinha um desejo de jogar no flamengo e aceitei na hora.


Foi Deus mesmo que me trouxe para o Rio, porque conheci o Verbo, conheci a minha noiva, a Roberta e sua família.

Fiz o primeiro ano Rhema e servi no ministério de música também. Aqui eu conheci a Palavra e descobri o ambiente de igreja. Comecei a viver pela fé, e isso mudou a minha vida.

Eu decidi mudar, me consagrar e ser sério com Deus. Eu sei como é o ambiente no futebol, a vida que muitos levam, o ambiente de festas, meninas e se o cara levar essa vida, ele acaba se perdendo.

Mas, desde os 16 anos, decidi esperar em Deus, pela minha namorada. Conheci a Roberta com 20 anos. Fiquei uns 4 anos sem me relacionar com ninguém. Porque era necessário, não podia ficar no meio termo, se eu não fosse radical, acabaria caindo.

Eu decidi fazer desse ambiente do futebol um lugar para influenciar pessoas. Até dentro do contexto de concentrações dos jogadores e eles estavam abertos, longe das famílias, alguns acabam passando por situações difíceis. procurei sempre ser uma boa influência.


Depois que conheci essa palavra mudou tudo na minha vida. Porque aprendi a ser dependente de Deus, ser guiado pelo espírito, viver pela fé, ter um proposito maior na minha vida. E, além disso, ganhei uma família que levarei para onde eu for.

Independente do lugar para onde eu for pelo futebol levarei o Verbo da Vida e a palavra da Fé, porque descobri em Deus o meu porto seguro. Tenho para onde voltar.

Como falei fiz o primeiro ano do Rhema, mas pretendo terminar. Só um ano já foi o bastante para mudar a minha vida em muitas áreas, não só a minha vida, mas da minha família.


A minha mãe veio para a Conferência de Mulheres no Rio, se converteu, meu irmão mudou, graças a Deus que é pelo conhecimento que chegou através do Rhema.

Mesmo morando longe deles, sempre que vou lá na minha cidade falo da palavra, porque o Rhema é uma novidade todos os dias. Cada dia que eu os visito tenho uma coisa nova para falar e depois que comecei o Rhema minha família se converteu também. Um por um, as coisas estão acontecendo e Deus fará muito mais…

Eu recebi uma palavra de Deus junto com minha noiva e meu sogro em abril de 2017 sobre meu novo contrato e minha carreira, como Deus faria as coisas…

Para mim está sendo uma experiência de fé desafiadora, todo esse período de espera, estou provando o ensino do Rhema sobre a Fe na prática – você receber uma palavra, crer e tomar posse daquilo e ainda que tudo pareça o contrário quero permanecer confiando que aquele que prometeu é Fiel pra cumprir !


Eu estou muito feliz, animado e cheio de expectativas, pois tenho certeza que o que está por vir  influenciará muitas pessoas, não só a minha vida, mas todo o contexto a minha volta.

Não é só para mim, tem um propósito, se não fosse assim, não valeria de nada.

Meu maior sonho é chegar na seleção brasileira, jogar uma copa do mundo. Eu creio nisso!


Quando me converti me tornei um patinho fora da lagoa, sai do contexto, porque eles não viviam aquela realidade, virei motivo de chacota , por um tempo, porque mudei a linguagem inclusive.

Hoje, toda a minha família está convertida e isso é a manifestação da palavra de Deus.

Esses dias quando fui para casa ministrei o batismo no Espírito Santo para minha mãe e depois meu irmão também recebeu .

Cada vez que vou para lá sei que Deus fará algo diferente. A palavra mudou o contexto da nossa família. Vivemos como quem sonha como diz a minha mãe.
Só tenho gratidão…


Meus pais são separados desde quando eu nasci, mas meu sonho de ser jogador de futebol foi muito alimentado pelo meu pai. Desde criança íamos jogar bola, é um exemplo para mim pelos princípios que tem, ele conquistou as coisas, meu pai não tinha nada e correu atrás.

Ele não era crente, mas vivia os princípios, mas acredito que em breve a palavra o alcançará.

Minha mãe é a minha melhor amiga. É a pessoa que posso confiar e conto tudo para ela, é a minha parceira.

Minha noiva , Roberta, é a prova de que quando você escolhe confiar em Deus em qualquer área, Ele honra. A gente pode falhar no meio do caminho, errar, mas devemos confiar em Deus nessa área também.

Eu sempre declarava que a minha parceira seria uma mulher de Deus fora do comum, ela é a prova viva que Deus me honrou.

Ganhei não só a Roberta de Deus, ganhei uma família, uma segurança. A família dela me abraçou como um filho e vejo em tudo isso a graça de Deus no meu relacionamento. Nunca imaginei viver o que estou vivendo.

A minha oração hoje é que o meu casamento seja tão bom quanto foi o meu namoro, é muita graça de Deus envolvida. Que essa plenitude de hoje seja para sempre…

Tenho algumas realizações em minha vida, mas quero destacar a conversão do meu irmão… Toda história dele envolvida com drogas e o vejo hoje com sua família, em paz, nenhum título no futebol pode mensurar isso. Toda a família é benção, mas a salvação do meu irmão foi muito marcante.

Ele foi dependente de drogas, oramos muito por ele, as coisas foram indo, caminhando e hoje ele é paizão, ama a família, Deus fez um grande milagre, ele é sedento por Deus. Ele tem uma consciência de que foi muito perdoado, então, ele ama mais, sei que todos nós fomos perdoados, mas ele tem uma consciência maior disso e ele ama de forma extravagante.


Deus tem tantos atributos e aprendi isso estudando a palavra, Ele é poderoso, nossa justiça, provedor, mas, antes disso tudo Ele é um grande Pai. Poder chamá-lo de Pai sem barreiras, isso é tudo. Pai é a melhor definição de Deus para mim.

2018 é o ano de colheitas. Eu provei na área de relacionamentos e na minha família que Deus honra quando colocamos nossa confiança e expectativas nEle, então, se Ele fez no meu relacionamento e na minha família, estou convicto que fará na minha profissão e em todas as outras áreas!!!

Seguirei correndo a minha carreira,  confiando em meu Pai, porque eu sei que Ele tem o melhor para mim! Creio firmemente nisso!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA