Em Lisboa, evento “Habilitados para Servir” animou a igreja local

Postado em
0
267

Habilitados para Servir”, esse foi o tema que marcou o fim de semana na Igreja Verbo da Vida em Lisboa, Portugal.

Em Junho, a igreja foi marcada com uma série de ministrações, falando sobre a importância de servir ao Senhor e em como fazer esse serviço.

O evento teve a participação do supervisor do Ministério Verbo da Vida na Europa, Gleison Cabral, do pastor da Igreja Verbo da Vida em Porto, Márcio Butilheiro, além de integrantes do Projeto Reino da Igreja Verbo da Vida Sede em Campina Grande-PB.

A noite de sábado, teve seu início com o Pr. Márcio Butilheiro falando sobre a importância de permanecer em um lugar de intimidade com o Senhor, onde se pode retirar as “cracas” que aparecem ao longo do caminho, mostrando que assim como um navio que precisa parar em portos antes de chegar ao seu destino final para retirar as impurezas que vão se alojando no casco, o cristão deve permanecer em um lugar com Deus onde ele se desembaraça de todo peso e pecado para correr livremente a carreira que lhe está proposta.

Gleison Cabral deu continuidade e encerrou a noite apresentando a vida de Filipe, o evangelista, como o exemplo de alguém que não se deixou levar pela “fama”, perdendo de vista o propósito pelo qual servia ao Senhor e, com um coração no lugar certo, ele foi rápido para responder aos comandos do Espírito, mesmo que a direção de sair do meio da multidão e ir para um lugar que estava deserto pudesse não fazer sentido para a mente humana e natural.

No domingo pela manhã, Julie Silva ministrou sobre não se colocar em uma posição de vítima devido aos acontecimentos que possam ter ocorrido ao longo da vida e, deixar que isso os impeça de viver os planos de Deus.

Em seguida, Jason Rufino continuou trazendo a congregação uma consciência de que para se tomar uma decisão de viver a Palavra de Deus não se deve estar baseado em  sentimentos e também que deve servir ao Senhor com total comprometimento e não apenas envolvimento.

Pela manhã, aconteceu o encerramento com Wivian Vieira falando sobre não parar por causa dos problemas ou circunstâncias que se levantam durante a caminhada, pois o Senhor nunca disse que não teria aflições, mas que deveria correr mais, não planejando a própria queda devido as pressões e sem desistir dos planos do Senhor.

Houve um grande mover do Espírito e os irmãos saíram fortalecidos e revigorados na força do Senhor e do Seu poder.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA