Rhema no Sistema Prisional inaugurou fábrica de travesseiros em Petrolina (PE)

Postado em
1

O Rhema no Sistema Prisional, por meio da ONG Movimento, em parceria com o empresário Marcos Damião da Silva, inaugurou a fábrica de travesseiros “A Toxa” na Penitenciária Edvaldo Gomes, em Petrolina (PE). A inauguração fez parte da programação do Terceiro Encontro da Secretaria Executiva de Ressocialização (SERES), que promoveu um momento com os servidores do sistema prisional para discutirem o tema “Conversando sobre a nossa saúde”.

Palestraram no evento, o gerente da penitenciária masculina de Petrolina, Alessandro Barbosa, a assessora de gabinete da SERES, Hortência Leão Ferro, a representante da APAMI, Izabel Cristina e o pastor Israel Brito, representante da Igreja Verbo da Vida em Petrolina.

Após as palestras, os convidados conheceram as instalações da fábrica de travesseiros, que, inicialmente, produz 600 travesseiros ao dia, mas tem como meta alcançar mil e 200 produções diárias.

A iniciativa vai beneficiar os reeducandos na redução de pena, além de promover capacitação profissional, geração de renda e interação social, preparando-os para serem reinseridos na sociedade. Valter dos Crericuzi, diretor do Rhema no Sistema Prisional em Petrolina, falou sobre a relevância dessa iniciativa “Estive preso durante 4 anos por tráfico de drogas, e por dois anos cumpri pena nessa unidade, aqui eu recebi uma oportunidade de trabalho e entendi que eu podia fazer as coisas da maneira correta. Isso gerou transformação na minha vida”, declarou.

“Nós já temos uma visão maior do que deve ser feito e desejamos ampliar! Os primeiros passos estão bem animadores!” é o que disse o empresário Marcos Damião. O empresário declarou que a implantação da fábrica no presídio surgiu após uma visita no local.

Hortência Leão, representante da SERES, reafirmou que esse investimento é de suma importante para os reeducandos, assim como o acompanhamento espiritual, para que aja conscientização do seu erro e desejo de começar uma nova vida. “Estamos gratos por tudo que o Rhema tem feito em nossas unidades. Quando há mudança no coração do apenado, significa que ele está preparado para voltar a sociedade”, afirmou.

A ONG Movimento acredita nas pessoas e nas iniciativas de quem quer melhorar a vida de outras pessoas. Além do Rhema no Sistema Prisional, os demais projetos desenvolvem,semanalmente, atividades de impacto na vida das pessoas.

Faça parte desse movimento de transformação que está se espalhando pelo Vale do São Francisco! Seja um voluntário ou um parceiro da ONG, envolva-se trabalhando, contribuindo ou investindo. Você estará impactando a vida de alguém. Entre em contato conosco e ajude a transformar vidas!

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Tiedson S Costa Cancelar resposta