JulianaToledo_-9585

Meu nome é Kellyane, mas me chamam de Kelly. Tenho 35 anos. Nasci em Campina Grande-PB e sempre vivi aqui. Fui criada pelos meus avós em grande parte da minha infância. Não tinha o hábito de brincar na rua. Por minha mãe ser a única responsável pelas finanças da casa, ela trabalhava o dia todo.

Tive dois irmãos, o Eric e o Eudes (o mais velho). Algo que marcou profundamente a minha adolescência foi o fato de ter perdido meu irmão Eric, aos 18 anos, por conta de um desentendimento com pessoas envolvidas com drogas, ele foi assassinado.

Perdi meu pai aos sete anos e, minha mãe precisou ser pai e mãe ao mesmo tempo. Com isso, ela trabalhava o dia todo para trazer o sustento para a nossa casa. Em virtude da ausência da minha mãe, por suas responsabilidades, meus avós eram os nossos “segundos” pais e nos acompanhavam em tudo.

JulianaToledo_-9589

Tenho poucas lembranças do meu pai. Mas, lembro que ele me levava na casa dos meus avós no fim de semana. Não tenho muitas lembranças da época da sua morte, era bem pequena. Inicialmente, durante a minha infância, não percebi tanto essa ausência. Porém, foi gerada uma carência da figura paterna e, através da Palavra e experiências com Deus conheci a paternidade do Pai e fui suprida pelo amor dEle por mim, foi salvação para a minha vida.

Eu nasci em um lar cristão, mas a salvação mesmo recebi após o meu casamento. Mesmo em um ambiente cristão, a prática da vida com Deus eu nunca tinha vivido. Minhas amizades não eram do ambiente da igreja. Minha adolescência foi em um contexto diferente do que vivo hoje.

Conheci o meu esposo, Marcos, em uma festa junina e começamos a namorar e, logo após, nos casamos. Só após o nosso casamento tivemos um encontro com Deus e fizemos dEle o Senhor das nossas vidas e desde lá servimos a Ele de todo o nosso coração.

O meu propósito, hoje, é influenciar adolescentes e jovens a ter boas conexões. Mas, essa não era a realidade da minha infância e adolescência. Sou muito grata pelo Senhor ter me alcançado primeiro.

JulianaToledo_-9593

A minha mãe é uma fortaleza, muito corajosa, perseverante. Ela ama a família. Ama os filhos. Reconheço que houve grande renúncia por amor a nós, para nos proporcionar uma boa educação. É uma mulher de oração. É a minha influência. Ela me inspira.

JulianaToledo_-9602

Tenho 18 anos de casada. Me casei muito jovem, não tinha maturidade, havia muitos espaços a ser preenchidos no que diz respeito a referencial de família. Então, a Palavra fez toda a diferença, a cada dia me ensina a ser boa esposa, boa mãe e a como me mover neste contexto como um todo. A Palavra é o segredo para ter uma família bem sucedida.

JulianaToledo_-9603

Logo chegou meu primeiro filho, Lucas, foi um momento de expectativas, mas de muito desafio. Mas, nunca tive medo. Isso trouxe muitas realizações pra mim.

Por minha mãe já ser uma grande influência em minha vida, ser mãe para mim fluiu naturalmente. Foram grandes os desafios, mas eu gosto de cuidar, me dedicar, de dar atenção, sou atenciosa mesmo.

JulianaToledo_-9610

Tenho dois filhos. O primeiro, Lucas, é muito parecido com Marcos e, Pedro, o mais novo, parece muito comigo, eu consigo compreendê-lo com mais facilidade. Marcos já sabe exatamente o jeito de Lucas. Isso porque eles se identificam. Lucas é um menino de fé. Ele tem conquistado muitas coisas com aquilo que tem crido, declarado.

Pedro é muito submisso. Muito servo, ele ama ajudar, estar suprindo, ser atencioso é uma de suas características.

JulianaToledo_-9619

Me acho uma mãe atenciosa. Pelo fato de ter tido minha mãe como maior exemplo, é fácil renunciar algo para suprir a necessidade deles. Deus tem me ensinado a fazer com que eles se desenvolvam e não sejam tão dependentes de mim. Lucas, sendo o primeiro filho, vi que algumas coisas que fiz trouxeram muita dependência dele para conosco. Já com Pedro temos procurado que ele tenha mais liberdade. Amo cuidar, dar atenção, corrijo-os bastante.

Gosto de viajar com eles, apesar de não serem muitas as oportunidades, elas são bem aproveitadas. É muito marcante, tanto que eles passam o ano todo falando das férias. Então, isso deixa marcas na vida deles de alguma forma, o tempo dedicado a eles.

Pedro esses dias estava conversando comigo relembrando e contado detalhes da nossa última viagem no início deste ano. Eu gosto de estar em família, estar junto, a minha grande diversão. Geramos oportunidades para isso sempre.

JulianaToledo_-9646

Marcos, meu esposo, gosta de desafios, isso me inspira também. Eu me encaixo bem na rotina, já ele não. Ele gosta de coisas novas. Isso me estica de alguma forma. Isso nos faz crescer, é maravilhoso! É o equilíbrio.

Amo ajudá-lo, auxiliá-lo no ministério. Me sinto útil. Quero que ele cumpra o propósito de Deus na vida dele e ele me ajuda demais a cumprir o meu propósito. Eu sempre me escondi debaixo de uma timidez e isso por um tempo, travou muitas coisas em minha vida que eu poderia ter vivido. Acho que o fato de ter sido criada sem me relacionar muito com as pessoas na infância acabou gerando timidez. Só que Marcos não tem nada de tímido, então, isso me faz crescer mais ainda.

JulianaToledo_-9695

Tenho muitos sonhos, mas um deles é realmente ter uma família que cada vez mais seja referencial, que as pessoas vejam o próprio Deus através de nós. Meu desejo é refletir a glória de Deus a cada dia através da minha vida, que consiga usar, em sua plenitude, os dons e talentos que o Senhor colocou em mim, com o objetivo das pessoas se acheguem a Deus através da minha família.

Conselhos que dou a essa geração:

Sigam o propósito de Deus. Tenha tempo de oração para identificar aquilo que Deus tem para você e ser feliz naquilo que Ele lhe chamou para fazer.

Cuidado com as conexões, porque elas lhe levam para um bom ou mal futuro. Na minha família existe as duas realidades. Um irmão que decidiu as boas conexões e o outro que, infelizmente, não fez a mesma escolha. Ele não identificou isso a tempo. Então, jovens, identifiquem as boas conexões a tempo para que tenham um bom futuro.

JulianaToledo_-9707

Desde criança sempre amei música, mas pelas dificuldades na infância não tive a oportunidade de me dedicar. Amo música. Servir a Deus com a música em si, surgiu com a falta de músicos na igreja. Servíamos na Igreja Verbo da Vida, no bairro Jeremias e, nesse dia tinha faltado a pessoa que cantava, diante da necessidade não houve outra saída, a não ser o de encarar o desafio de cantar pela primeira vez. Daí pra frente ganhei ousadia, fiz aulas de canto para aperfeiçoar as técnicas vocais.

Hoje, servindo nos adolescentes, percebi a falta de um instrumento no grupo de música e sempre desejei tocar teclado e, na necessidade desse instrumento, comecei as aulas de teclado. Sou uma das tecladistas da banda (risos) esse é o ambiente que estou. Não gosto de ficar parada vendo a necessidade e não fazer nada. Já fazem 10 anos que estou envolvida com a música.

Amo auxiliar as pessoas em necessidade. Amo o ministério de socorros, amo fazer o que faço, amo ajudar pessoas no chamado para que elas avancem.

Gosto de ouvir Nívea Soares, Ana Nóbrega, Bethel Music, amo a atmosfera gerada na adoração.

JulianaToledo_-9799

JulianaToledo_-9747

Hoje, trabalho com os adolescentes no Verbo sede em Campina Grande. Eles são a minha segunda família. Amo-os demais! Eu acho que é a continuidade do ser mãe em mim. Mãe espiritual da vida deles. Alguns deles, não tem a atenção dos pais e eles identificam isso em nós. Como eu amo ajudar! Isso me motiva! Quando os vejo fluindo no seu chamado…ah! Como isso alegra o meu coração! É maravilhoso ver cada um deles seguir o plano de Deus. Me sinto útil para servir a Deus nessa geração.

JulianaToledo_-9814

Ainda sou um pouco tímida, mas a Palavra tem me libertado. O Espírito Santo tem me ajudado a romper essa barreira, sou perseverante, corajosa, não sou preguiçosa, sou intensa, elétrica, engraçada… tem hora que tenho que desacelerar mesmo para poder perceber as coisas, gosto de fazer tudo com muita excelência.

JulianaToledo_-9852

Quero honrar meu marido, ele acredita no potencial de Deus em mim. Ele está comigo. Conhece as minhas falhas, fragilidades, minhas qualidades e ele sabe muito bem me liderar. Além de ser o meu esposo, ele é o meu líder, é a pessoa que honro sempre.  Também honro os meus filhos e a minha mãe por tudo, ela é uma verdadeira auxiliadora, ela assiste muito a mim e meu irmão.

1 COMENTÁRIO

  1. Minha lider mas linda, é uma honra e privilégio estar debaixo da sua liderança junto com Marcos, são o melhor de Deus pra aquele departamento abençoando os adolescentes com a vida deles.

DEIXE UMA RESPOSTA