Igreja de Arujá festejou “colheita” dos cinco anos de fundação

Postado em
0

A Igreja em Minha vida“.  Esse é o tema central que a igreja Verbo da Vida, de Arujá (SP), está vivenciando, esses dias, em comemoração dos cinco anos de sua fundação. Durante todo o mês, e em clima de muita festa, alguns membros testemunharam como conheceram a igreja e também falaram dos frutos colhidos nesse tempo. 

Nesse sentido, um evento foi realizado para a celebrar a importante data. No primeiro dia, o culto iniciou com um vídeo da retrospectiva seguido de depoimentos de pessoas que fizeram e fazem parte dessa história. 

Na oportunidade, o pastor Lucas Brezzan, líder da igreja local, pregou a Palavra de Deus. Ele começou explicando que Paulo falava que os crentes deveriam desejar ardentemente a Palavra, para assim desfrutar plenamente dessa verdade. Mas, trouxe um contra ponto dizendo que não é Deus o responsável pelo desenvolvimento de cada um. Ele já deu todas as ferramentas necessárias para isso.

“Crescimento sem amadurecimento traz vergonha”

E concluiu dizendo que é preciso se relacionar, pois só assim haverá amadurecimento. Ser cristão sem aplicação prática não resulta em amadurecimento.

Encerrando o culto, o pastor Lucas pediu que cada um procurasse um irmão e demonstrasse amor, dizendo palavras de encorajamento e afeto.

2º CULTO

Feito isso, a igreja recebeu com grande alegria a visita do Pr. João Roberto Albuquerque, líder da Igreja Verbo da Vida Sede, de Campina Grande (PB), como preletor da noite. Ele iniciou a mensagem com a seguinte ilustração:

“Imagine umas dessas notícias que tem falado sobre meteoros ou coisas que têm caído do espaço. E pessoas interessadas em estudar, fazem grandes viagens para ter contato com aquele material, na curiosidade de obter algumas respostas.

Mas para nós cristãos, imagine que foi identificado que algo do céu, do trono de Deus, está sobre a terra. Uma barra de ouro, algo de Seu trono que Ele permitiu que viesse para terra, imaginou? Você teria algum interesse em chegar perto daquilo? Você estaria disposto a viajar para tocar e poder de alguma forma ser abençoado, ou até mesmo suprir uma curiosidade sobre Deus?”

Após os questionamentos, ele continuou dizendo que tem algo que vem do céu com a mesma intensidade e valor, mas muitas vezes, se torna material de depósito em nossa casa: a Palavra. Ela é algo enviado do céu. O próprio Cristo é a Palavra de Deus encarnada na terra. Deus quer ser ouvido e compreendido. Porque Ele sabe que, com ela, vai restaurar a obra prima que Ele criou para cada um ser.

Temos o endereço certo e, muitas vezes, não temos valorizado o que já está disponível para nós. Em certos momentos, demos importância a algo palpável”asseverou.

Pr. João disse ainda que Deus é espírito e importa que cada filho seu possa evoluir e passe a adorá-Lo na dimensão espiritual. Deus não quer deixar Seus filhos analfabetos, Ele vai trabalhar para os tirar do comodismo para que venham conhecer mais dEle.

“Qual é a nossa atitude com as coisas enviadas do céu para nós? Tratamos com admiração ou apenas queremos transportar essa ‘desconfortável’ presença na esperança de ir para o céu?”

 

Durante o encerramento, duas pessoas foram batizadas no Espírito Santo com a evidência bíblica de falar em outras línguas. Foram dias de muito regozijo, colheita, gratidão e honra por tudo que o Senhor tem realizado naquele lugar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA