Projeto “Verbo Xadrez” no Rio de Janeiro encerrou atividades com torneio e muita comemoração

Postado em
0

A primeira turma do projeto “Verbo Xadrez” da Igreja Verbo da Vida de Campo Grande, no Rio de Janeiro (RJ),  encerrou suas atividades com a realização de um torneio, seguido de uma confraternização. 

O projeto, cujas aulas foram iniciadas no dia 13 de março,  reuniu alunos de diferentes faixas etárias, e teve como objetivo incentivar a prática do xadrez, que é considerado um método de desenvolvimento psicossocial. Além de atrair os membros da igreja, o projeto atraiu muitas pessoas de fora,  inclusive aquelas que nunca tinham  entrado em uma igreja evangélica e se mostraram admiradas com o ambiente alegre e descontraído que encontraram.

Ao final do torneio, foram entregues medalhas e certificados para todos os participantes. Os três primeiros lugares receberam troféus representando as colocações de ouro, prata e bronze. Além das premiações, o encerramento também contou com a comemoração das equipes e muita alegria.

Os quatro primeiros colocados foram, respectivamente: Juan Matheus, Flávio Corrêa, Júlia Scardini e Milena Marques. Juan, que faz parte do Ministério Unidos – departamento de Jovens da igreja local – contou que joga xadrez desde os 12 anos e que já competiu em diversos torneios no Rio. “Eu nunca tinha visto uma atividade assim dentro de uma igreja, então fiquei muito feliz quando soube que esse projeto viria para cá. Creio que foi algo do coração de Deus para nossas vidas”, disse.

Após a entrega das premiações, Ednilson fez um discurso de agradecimento a todos os participantes, e confirmou que, em breve, o projeto terá novas turmas abertas. Ele comunicou ainda que haverá uma turma especial para o público da terceira idade, que deverá ter início em agosto de 2019. O encontro foi encerrado em clima de comemoração e agradecimento.

O PROJETO

O projeto “Verbo Xadrex” foi coordenado por Ednilson Rosas, líder do Departamento de Projeção da Igreja local e vice-presidente Técnico da Federação de Xadrez do Estado do Rio de Janeiro (FEXERJ, juntamente com sua esposa, Cristiane Rosas, coordenadora Pedagógica e Professora da Escola de Crianças da igreja local.

 

“Eu considero esse trabalho como uma forma de evangelismo, onde trazemos pessoas de fora para conhecer o ambiente da igreja. Sem contar que o xadrez proporciona diversos benefícios em todas as idades. Para os jovens, auxilia no planejamento e na tomada de decisões; para as crianças, é um método excelente de adquirir disciplina e melhorar o foco; e no caso dos adultos e idosos, já foi comprovado cientificamente que o xadrez contribui para a aceleração da memória, prevenindo doenças como Alzheimer, por exemplo”, ressaltou Ednilson.

De acordo com Cristiane, o projeto também promoveu integração entre membros da igreja, tanto novos quanto mais antigos. “Esta nossa experiência, com o curso, trouxe um tempo muito bom de unidade. Percebemos que a atividade foi uma forma de promover comunhão, estreitando laços entre os membros da nossa igreja que participaram. O projeto ajudou inclusive pessoas que estavam apenas visitando a igreja a tomarem a decisão de permanecer conosco.” disse a coordenadora.

O casal Flávio Corrêa e Ana Paula Amaral eram recém-chegados quando conheceram o projeto. Eles explicam que o curso cooperou para um propósito, facilitando o ingresso deles no Evangelho e na Verbo da Vida.

“Eu estava chegando na igreja, e ouvi falar do projeto, então decidi participar e trouxe meu marido e minha filha. Depois desse curso nos aproximamos mais da igreja, e tivemos ainda mais certeza de que é aqui que queremos ficar. Já éramos cristãos, mas de um jeito diferente. Nós achávamos que igreja era um local onde as pessoas ficavam sérias e compenetradas. E descobrimos aqui um ambiente de muita alegria”, contou Ana Paula.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA