PORTO VELHO (RO): Rhema encerrou o semestre com muita comunhão

Postado em
0

 

O Centro de Treinamento Bíblico Rhema em Porto Velho, (RO), fechou o semestre com a realização de uma entrega delivery de presentes para os alunos.

Mas, mesmo durante as férias, os alunos continuaram em comunhão, através de um desafio no qual eles se sentiram mais próximos uns dos outros e também foram fortalecidos na fé. 

Anualmente, no período de recesso das aulas o Rhema local promove o “Dia Rhema“, um dia especial entre os alunos para edificação, e também muita diversão. Pensando nisso, a diretora do Rhema, Anna Paula Borges, decidiu fazer a “Semana Rhema“. Uma semana de atividades e interação entre os alunos através do aplicativo WhatsApp.

Essas atividades foram propostas como desafios, que deveriam ser cumpridos e, alguns deles, concluídos com postagens no grupo da turma. Tarefas como: encher um balão e desenhar o rosto de um colega da turma que gostaria de dar um abraço; tirar 10 min para glorificar ao Senhor; orar pelos colegas; gravar um vídeo falando o significado de “Comunhão”; fazer um desenho com o tema “Eu Posso”, dentre outros, fizeram parte da experiência.

Outro desafio foi fazer uma rima e enviar o vídeo no grupo, o que revelou muitos talentos, como também os alunos externaram a sua gratidão ao Senhor pela transformação que o conhecimento da Palavra de Deus lhes causou. 

Para a diretora, essa semana foi essencial, pois “Vimos o Espírito Santo ministrando aos corações dos alunos e tivemos vários testemunhos. Foi um tempo maravilhoso, no qual percebemos que eles se sentiram mais próximos como também motivaram uns aos outros a permanecerem firmes“, disse Anna Paula.

Encerrando, a diretoria da escola, Anna Paula, escreveu uma mensagem para os alunos, que você pode conferir abaixo: 

Nenhum tempo de preparação é tempo perdido

Instruções acatadas ou não, revelam muita coisa do que temos por dentro, mesmo que sejam simples, pareçam banais ou achemos que em nada teremos proveito. Nossas atitudes mostram o quanto respeitamos autoridades, o quanto estamos dispostos a nos submeter, mostram como reagimos às zonas de conforto, o que diremos em meio às circunstâncias, a desculpas e justificativas.

Ninguém é tão sábio ou bom o bastante que não possa receber de uma criança, de uma autoridade eclesiástica ou qualquer pessoa. Quando queremos, nós nos despimos daquilo que achamos e acatamos a visão de que “Eu posso receber mais”, “Eu posso receber algo de valor para crescimento, mesmo que aos olhos naturais pareça insignificante”. A questão é como enxergamos e como nos comportamos diante daquilo que chega até nós.

Um homem de Deus disse: “Esteja perto de pessoas que o instigue a sair da zona de conforto, certamente querem seu crescimento e avanço”. Se o está  incomodando, chegue ainda mais perto!

Quando encaramos de bom grado, aproveitamos as oportunidades para crescer, aprender, vencer timidez, superar traumas, ser mais humildes e entender conceitos como honra. “A unção que você honra, é a unção que você recebe”.

Muitos não tropeçam em grandes coisas no caminho, porque é fácil de ver e logo se desviam, no entanto, pequenos “tocos de árvores” que passam desapercebidos podem trazer quedas indesejadas ou atrasos na caminhada.

Paulo disse em Filipenses 2: “Se por estamos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos.Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.”

Jesus é o maior exemplo de que é possível.
Nós somos o que a Palavra diz que nós somos, nós podemos o que a Palavra diz que nós podemos e nós temos o que a Palavra diz que nós temos.
Nada vai nos parar!

Assista abaixo alguns dos vídeos dos alunos publicados no grupo da turma demonstrando o poder da Palavra em transformar as suas vidas. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA