Vila Matilde (SP): Seminário sobre finanças trouxe ensinos enriquecedores

Postado em
0

O Verbo da Vida de Vila Matilde, em São Paulo (SP), realizou uma nova edição do Seminário Restauração Financeira, que trouxe ensinos poderosos, que edificaram os participantes e os abasteceram com bastante conhecimento para o equilíbrio de suas finanças. O Pastor Nemias Silva Jr., idealizador do seminário, foi o palestrante do evento, que aconteceu durante dois dias. O lema de todos os seminários é: “Você encontrará o ponto de ajuste e, com ele, a graça”.  

Nesta edição, em especial, os participantes receberam uma apostila com o conteúdo completo, para poderem acompanhar cada ministração. Além disso, todos os dias aconteceram sorteios de livros sobre educação financeira, “Chaves bíblicas para prosperidade financeira”, de Kenneth E. Hagin, e também “O poder criativo de Deus para finanças”, de Charles Capps.

Primeiro dia

O seminário teve início na sexta-feira à noite, quando o Pr. Nemias explanou o tema “Primeiro princípio: Devolver os dízimos”. O Pr. Nemias começou ensinando que, antes que a prática de devolver dízimo seja um princípio bem estabelecido em nossa vida, não estaremos habilitados para avançar com segurança e estabilidade nas finanças.

O pastor disse que envolver Deus em nossas finanças é uma escolha pessoal e, se quisermos fazer isto, devemos começar pelo dízimo. “Dízimo é o reconhecimento da bênção que já recebemos de Deus. Nunca poderemos dizer com verdade que não temos um décimo de um todo que Deus nos deu”, disse o ministro. 

O ministro ainda falou que as promessas feitas por Deus a Abraão ocorreram 430 anos antes da lei mosaica. Isso nos mostra que, muito antes da lei mosaica, temos a prática de devolver dízimo movido por fé e amor. Ele finalizou, dizendo: “Assim como foi com Abraão, hoje na nova aliança em Cristo Jesus, devolvemos dízimos movidos por fé e amor a Deus”.

Segundo dia – manhã 

Na manhã do segundo dia, os participantes aprenderam sobre o “Segundo princípio: Exercer boa administração”. Nemias falou primeiro sobre dívidas. Segundo ele, dívida é pecado, por isso, requer uma atitude de arrependimento. “Não é correto fazer dívidas em nome da fé. Se fosse assim, todos que financiam algum bem, em 60 parcelas, estariam em fé, sendo crentes ou não, tendo a Palavra ou não e sabemos que não é assim”, comentou o pastor.

Pr. Nemias ensinou que a boa administração começa por não gastar mais do que se ganha e para isto precisamos ter algum planejamento e controle, ou seja, precisamos anotar nossos ganhos e gastos. Ele disse: “Até mesmo quando somos fiéis nos dízimos, podemos entrar em problemas por não exercer uma boa administração”

Segundo o pastor, Jesus falou sobre calcular despesas no texto de Lucas 14.28-30: “Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, 30 dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar”. 

O ministro concluiu sua ministração, falando sobre a importância de honrarmos nossos compromissos financeiros. Ele disse: “Esteja decidido a pagar todas as suas dívidas! Devemos honrar fielmente compromissos financeiros assumidos. Aprendi que não devo exercer fé para pagar um compromisso, isto é, se o compromisso já foi feito o próximo passo é pagar. É uma questão de caráter, não de fé”. 

Após um intervalo para café, o Pr. Nemias retomou o seminário para um período de treinamento prático, quando mostrou aos participantes como administrar seus ganhos e gastos. Ele compartilhou uma planilha de controle financeiro, falou sobre empréstimos, juros, seguros, planos de saúde, entre outras questões importantes que fazem parte de uma boa administração. Em seguida, houve um período de perguntas e respostas, quando os participantes puderam tirar suas dúvidas.

Segundo dia – noite

No período da noite, o pastor ensinou sobre o “Terceiro princípio: Ser generoso”. Ele falou que uma boa administração não significa ausência de ofertas e contribuição com a obra de Deus. “Nada errado em investir e poupar, contudo, é o generoso que prospera. A generosidade é o antídoto contra a avareza. Nossa generosidade deve crescer na proporção de nossa prosperidade”, comentou o ministro. 

Em seguida, ele ensinou o último e “Quarto princípio: Exercer autoridade nas finanças”. O pastor disse que Deus nos deu domínio sobre a obra de suas mãos e pôs tudo debaixo de nossos pés. Mas, isso não inclui os homens ou a vontade humana, mas, envolve as coisas. “Devemos exercitar nossa autoridade em fé, mas, antes de iniciar, precisamos verificar como está nossa paz e alegria. Não devemos fazer nada com ansiedade e preocupação” recomendou.

Depois disso, Nemias continuou ensinando aquilo que ele mesmo tem praticado e que mudou para sempre suas finanças: confessar a palavra de Deus, falar com a terra em nome de Jesus e chamar todas as coisas que necessita, repreender o diabo e exigir que ele solte tudo que é seu e solte a mente das pessoas envolvidas.

Por último, o pastor agradeceu a Deus pela ação de seus anjos e pediu por favor e graça diante das pessoas. Ele concluiu: “Quando falamos em fé, uma vez basta e podemos seguir com ação de graças. Mas, lembre-se que, cada dia e cada mês, podemos ter novos desafios e necessidades. Então, não se trata de anular uma confissão anterior, mas de ter sempre uma resposta de fé a cada necessidade que se apresentar”, finalizou.

Saiba mais sobre os seminários de finanças

O Seminário Restauração Financeira nasceu com a intenção de ajudar pessoas nessa área tão importante, a partir de princípios da Bíblia Sagrada. O pastor Nemias Silva já realizou algumas edições desse seminário, incluindo uma edição internacional na cidade de Miami, nos Estados Unidos. Os assuntos e princípios abordados durante o seminário já foram também matéria da revista Conexões, do Ministério Verbo da Vida (MVV), na sessão direcionada para líderes. Cada vez mais pessoas testemunham mudanças em sua vida pessoal, empresa, família e igreja a partir da compreensão e prática dos princípios bíblicos que são compartilhados nesses eventos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA