1

Tenho 30 anos, sou a filha caçula de 5 irmãos. Somos quatro mulheres e apenas um homem (pastor Isaías Tavares). Minha família é o meu lugar de refúgio. Como sou a mais nova, meus irmãos cuidaram de mim como uma filha. Por isso, ouço muito os conselhos deles. Meu pai já faleceu e, hoje, cuidamos da nossa mãe. Nossa família é muito unida. Lá em casa a dor de um é a dor do outro, assim como a alegria. Nossos pais nos ensinaram isso e eles sempre foram cuidadosos em evitar competição em casa. Meu pai nos ensinou a amar e elogiar uns aos outros e a nunca denegrir a imagem dos irmãos.

Meu pai era muito decidido, forte nas palavras, duro algumas vezes, mas muito amoroso e carinhoso com as filhas. Cresci em um lar de muito cuidado e carinho. Minha mãe é uma mulher muito forte e corajosa. Ela criou os cinco filhos muito bem. Fez disso a sua prioridade. Ela decidiu ser uma dona de casa em prol dos filhos e hoje todos nós, adultos, vemos que as boas sementes foram plantadas e estamos dando frutos. Aprendi a ser uma dona de casa com ela, cuido do meu marido e cuidarei dos meus filhos, assim como ela me ensinou. Ao mesmo tempo que ela é forte, é muito sensível (eu e minhas irmãs aprendemos isso com ela). Minha mãe é engraçada, divertida, gosta de contar piadas, é bem humorada.

2

Perilo, o meu esposo, é um ser humano incrível. Ele é em casa o que as pessoas veem fora. É muito autêntico, não tem medo do que vão pensar dele. Perilo é ele mesmo e ponto final. Admiro a integridade dele. O certo é certo e o errado é errado. Ele não barganha nada. Não é de “dar um jeitinho”, é um homem muito guiado por Deus. Um homem de oração. Às vezes, eu me deparo com ele aqui na sala deitado orando e, quando vejo, está derramado em lágrimas ou em risos na presença de Deus. Para ele, louvar e adorar na Igreja é fácil, porque ele faz isso em casa.

Ele é rápido para consertar as coisas dentro dele. É rápido em pedir perdão e reconhecer o erro. Sempre quer acertar com Deus. Já o vi chorando muito diante de Deus pedindo perdão, seja por algo que deveria ter falado e não falou, ou ter feito e não fez. Da mesma forma, ele é comigo. Conversamos muito, dando feedback’s. Quando não estou gostando de algo, falo e ele procura mudar imediatamente. Somos casados há mais de 5 anos, temos muito a viver ainda. Meu marido é um homem simples, que ama ao Senhor. Para ele, servir ao ministério é algo sério. Perilo também ama pregar e entende que não é ele quem faz, mas Deus através dele. Isso ele aprendeu com o pastor Bud e sempre está se lembrando disso.

3

Sou graduada em turismo. Quando fiz o curso, não posso dizer que fui guiada pelo Senhor (apesar de achar lindo isso), mas fui impulsionada ao ver a grade curricular, pois eram assuntos que eu gostava. Sempre gostei de países, povos, idiomas, culturas, isso sempre fez meus olhos brilharem desde criança, quando nem imaginava que iria me envolver com Missões. Meu pai comprava revistas de viagens e turismo e ele me dizia: “Você ainda vai viajar muito”. Entrei no curso e me identifiquei, sou turismóloga e gosto disso. Quando comecei a ficar mais intima de Deus, buscando o que Ele tinha para mim e me vi diante de missões, vi a identificação. Gosto de ir a um lugar e me misturar, me aculturar.

Vejo hoje coisas que estudei e posso aplicar ao trabalho na Agência de Missões. A importância de saber chegar a um país, como se comportar e se mover em diferentes culturas. Quando ajudava no cerimonial do Rhema, lembrava de uma cadeira (disciplina) que paguei sobre cerimonial e protocolo. Assim como aprendi a recepcionar e hospedar, hoje posso colocar em prática tudo isso no meu trabalho, no Rhema. Não trabalho exatamente na minha profissão, mas vejo que, ministerialmente, posso utilizar muitas das coisas que aprendi na faculdade.

4

O meu maior sonho é ter os nossos filhos e viajar com meu marido e com eles para vários lugares. Tem vários países que nós gostaríamos de conhecer, de provar a comida daqueles lugares… Não gosto de investir meu dinheiro em coisas que passam e quebram, mas em viagens. Porque as experiências vividas ficam para sempre dentro de nós, voltamos diferentes. É muito bom. Essas experiências marcam. Se pudesse, voltaria a todos os lugares que já estive, para cada uma das cidades, dentro ou fora do Brasil, grandes ou pequenas.

5

Vejo o casamento como algo muito sério. Não é algo descartável, é uma aliança que você não fez apenas com aquela pessoa, mas principalmente com Deus. E quando Deus está envolvido em algo, devemos ter temor e reverência a Ele e a instituição que Ele criou. Casamento é a grande responsabilidade de você fazer alguém feliz. Porque se você casa para ser feliz apenas, não está cumprindo com o principio da Palavra, que é o amor de Deus, um amor sem egoísmo.

Se me caso só para ser feliz, não estou fazendo valer a pena esse principio criado por Deus, e não vou poder usufruir dos reais benefícios de estar casada. Casamento é renúncia e isso é algo bom, porque me faz mais misericordiosa e amável. Se você quer ter um casamento bem sucedido, o segredo é ser crente mesmo.

6

Na maioria das vezes, quando o casamento não está indo bem é porque as pessoas não estão perto da Palavra de Deus, estão pendendo mais para a carne. Se nos empenharmos em andar no amor de Deus, teremos um casamento bem sucedido. Claro que, todos nós, ainda estamos crescendo e nos aperfeiçoando no amor de Deus, e ainda teremos erros e deveremos pedir perdão e mudar o mais rápido possível.

Para os solteiros, aconselho a ser uma pessoa que exala o amor de Deus e, quando casar, será mais fácil se mover nesse amor. Se observarmos os casamentos dos nossos pais e avós, veremos quantas coisas eles suportaram para construir e manter uma família com filhos cheios de princípios. Alguns suportaram até traição e tantas outras coisas. Hoje, vejo tantas pessoas com muito conhecimento de Deus, da sua Palavra e da vida, mas desistindo do casamento facilmente, mesmo com ferramentas que muitos outros não tinham anos atrás. É lamentável! Casamento não é descartável.

7

Em geral, sou reservada e calada. Mas, claro, existem algumas coisas que me trazem indignação. Às vezes, eu só respiro fundo e consigo me calar. Mas, tem horas em que eu falo, falo mesmo (risos), mas depois, ao refletir, percebo que algumas coisas não deveriam ser ditas e me arrependo. Considero-me tranquila! Com as coisas de casa sou mais agitada, gosto de ter tudo organizado, de fazer as coisas em casa, gosto de cuidar, limpar, cozinhar, mas nem sempre posso fazer o que preciso e fico muito cansada, porque tenho muitas atividades.

Quando me frustro com algo, fico bem calada, passo um tempo quieta mesmo, pensando… Quando era adolescente, era muito calada até demais, mas quando fui tendo contato com a Palavra fui vendo como lidar com as frustrações e, hoje, me vejo agindo bem diferente. Sou rápida para me perdoar. Tenho mais cuidado com as minhas emoções, crio critérios para não me frustrar. Se eu não tivesse a Palavra, absorveria muito as coisas. Hoje, sou livre e feliz!

8

Quando vejo pessoas que eram cheias de limitações avançando em Deus, eu me alegro demais. Isso me faz sorrir… Alguém que ninguém dava nada por ele, mas Deus levantou. Eu sei bem o que é isso!

Meu casamento me faz rir, eu me divirto, amo estar na minha casa, com Perilo e com os nossos familiares. A minha família é muito alegre. Meu irmão, Isaías, já acorda sorrindo ao dar bom dia.

Algumas coisas me fazem chorar… ver casamentos quebrados, alianças destruídas. Pessoas que tinham tudo para serem bem resolvidas, pois têm o Senhor, a Palavra e o Espírito Santo, mas não conseguem lidar consigo mesmas e fracassam.

Também me faz chorar pessoas que poderiam ser ajudadas, mas decidiram não ser ajudadas. Elas não conseguem vencer algumas coisas sozinhas e, por isso, o nome do Senhor não é glorificado na vida delas.

9

Eu sou uma pessoa que ama estar e servir nos bastidores. Isso é sublime demais. Algumas pessoas preferem os holofotes, mas para você ser bem sucedida quando os holofotes estiverem em você, é preciso ser bem sucedida nos bastidores. Se você se treinar no anonimato, o púlpito será uma conseqüência e, quando vier, você estará pronta para ele. Muitas pessoas são chamadas para o púlpito, mas não chegarão lá imediatamente, existe um caminho a ser percorrido nos bastidores. Quer o púlpito? Conserte-se por dentro, ajuste a sua conduta, porque quando chegarem os holofotes, eles irão lhe mostrar muito bem para as pessoas, inclusive as suas falhas.

Enquanto está nos bastidores, aproveite para amadurecer a sua vida, para que ao chegar no púlpito você seja bem sucedido. Ministério é serviço e não ser visto. É necessário amadurecer e entender o tempo das coisas em nossa vida. Vejo os bastidores como algo muito honroso. Eu sei que ninguém está me vendo, mas Deus está. É uma honra estar servindo pessoas. Me sinto grande quando sirvo e me sinto pequena quando sou servida. Quer se sentir grande e privilegiada, com status com Deus? Sirva. O ministério de socorros é o suporte e a coluna da igreja. Se ele não existisse, muitas coisas ficariam defeituosas.

10

Uma das minhas maiores experiências com Deus foi à época em que perdi o meu pai. Ele sempre me ensinou muito e as suas experiências, bem como o seu cuidado por mim, fizeram-me sentir muito a perda dele. Eu contava tudo para o meu pai, ele era um amigo. Quando ele faleceu, eu me senti órfã mesmo, parecia que tudo tinha desabado dentro de mim, mas daí percebi a graça e a paternidade de Deus mais intensamente. Eu nem conseguia chorar tanto, sentia a falta, mas era preenchida por Deus. Ele me mostrou que era meu Pai. Senti-me anestesiada, sabia que ia doer, mas consegui resolver as coisas. O meu marido também me ajudou muito.

11

Eu vi a mão de Deus sobre mim. Lembro-me de que as minhas irmãs diziam: “Você está bem forte, mas quando isso passar”… E passou, mas eu continuei forte. Essa foi uma experiência que me mostrou que, em qualquer situação difícil que eu viver, a paternidade de Deus irá me assistir. Eu tenho um Pai, Ele vai cuidar sempre de mim. Até hoje, lembro-me muito do meu pai, penso como ele agiria e, às vezes, eu choro de saudade, mas é um choro que não me deixa permanecer triste, logo me lembro das alegrias, de quão engraçado ele era e sigo a minha vida. Isso é por causa de Deus. Tudo o que sou é por causa de Deus, sempre…

12

Tenho algumas pessoas que me influenciam. Perilo é a pessoa mais próxima a mim. Então, o que ele fala tem muito peso, porque ele é autoridade sobre a minha vida e gosto de receber dessa unção do cabeça que ele é.

Minha mãe, eu a admiro muito e ouço sempre os conselhos delas. Ela é muito sábia. Já viveu muito e sabe mais sobre casamento do que eu. Meus irmãos, são espelhos para mim e uma grande e boa influência. Cada um tem uma características forte. Admiro muito os meus sogros também, são como pais para mim.

13

Tenho uma grande amiga, Tayara Teles, ela foi a pessoa que me acolheu na igreja quando eu cheguei. Ela investiu em mim quando ninguém me conhecia. Ela é uma pessoa admirável. Ela está morando distante, mas sempre estamos nos falamos.

No contexto do ministério, tenho Guto e Suellen como as maiores influências. Emociono-me ao falar sobre eles. Suellen acreditou em mim, viu o meu amor por missões que só Perilo via. Esse amor por estar nos bastidores eu também aprendi com ela.

A minha admiração e respeito por Guto também veio com a influência de Perilo. Desde quando começamos o nosso relacionamento, eu e meu esposo oramos por eles, pois são nossos referenciais de liderança, são simples e acessíveis, aprendemos isso com eles. Amo aprender com as pessoas que estão à minha volta. Quero aprender algo novo todos os dias da minha vida!

8 COMENTÁRIOS

  1. Nossa Missionária que com sua delicadeza nos faz desejar ir mais longe,pois sabe exatamente acreditar no potencial das pessoas com sua forma influenciadora de ser.

  2. Sempre falo isso e vou falar de novo: Pr Perilo e Stefani vcs são Pai e Mãe… É assim q os considero… É assim que os vejo…
    Amei…coisa liiiiiiiiiiinnnndaaa.

  3. Admiramos demais você , você verdadeiramente exala o perfume de Cristo, cremos que grandes coisas estão por vir na tua vida, avança cada vez mais!

  4. Minha gente é pra chorar!!!! Que lindo. Assim como você tem essas pessoas como referência saiba que você é referência pra muitos, mas falo com muita segurança sobre o que você é pra mim. Sei que ama os bastidores mas te digo que meu coração se enche de alegria e os meus olhos de lágrimas quando você fala pra muitos… Eu aprendo tanto e desejo que todos escutem a mesma coisa pra receberem também. Te amo viu e te admiro cada dia mais…

  5. Stephani minha grande amiga, quase irmã! Rsrs!! Como eu amo sua vida, seu coração tão puro, sua essência e tudo o que vc é….vc é muito preciosa e a cada dia me alegro em te ver avançando e crescendo em Deus!!! O Senhor já tem feito e continuará fazendo grandes coisas em sua vida e através de ti!

  6. Nossa, como ela me ensina, ela nem sabe que eu existo, mas não me esqueço quantas vezes fui amada com um simples sorriso ou um simples: Oi.
    Mas é isso que a torna diferente, sua essência! Exala Jesus, é impossível olhar pra ela e não ver Ele.

    É uma referência para minha vida e para essa geração.
    Amo sua vida, Stephani, ♥ ♥ ♥

  7. Que linda, sábia e admirável. Só pela entrevista já causou uma grande influência aqui, uma grande referencia! Que o Senhor continue sendo o centro de sua vida e que você e seu esposo continue inspirando muitas outras pessoas!

DEIXE UMA RESPOSTA