Tem casamento de Aliny e Agnaldo Marques no “Eu e minha casa”

Postado em
0

Em meio aos dias de distanciamento social o casal Aliny e Agnaldo Marques disse: “Sim!”. No “Eu e minha casa”, desta quarta, temos mais um relato emocionante de um casamento atípico, que aconteceu no Centro de Operações do Ministério Verbo da Vida em Campina Grande (PB). Na ocasião, o Apóstolo Guto Emery realizou a cerimônia religiosa. Além dos familiares dos noivos presentes, Aliny e Agnaldo Marques contaram com muitos convidados que participaram da cerimônia à distância, através do Youtube. Conheça a história deles no relato abaixo:

por Aliny Marques

“Quando o Neto me pediu em casamento, começamos de fato a pensar nos detalhes e imaginar como seria. E sim! Seria na praia, os pés na areia numa manhã de sol, com um mar encontrando o céu no horizonte. Então, meses antes do grande dia, começamos a busca pelo lugar, pelo vestido, por cada detalhe sonhado. Estava tudo pronto e, com menos de um mês para o nosso tão esperado dia, uma pandemia originada na China, que parecia algo tão distante, estava batendo à nossa porta, diante dos nossos olhos.

Nós escolhemos dar um passo, nos casar, assim como Pedro que desejou andar sobre as águas e, quando estava andando, o contexto era como João contou em seu evangelho (capítulos 6, verso 18): “Soprava um vento forte, e as águas estavam agitadas”. Pedro sendo um pescador, tinha uma vivência no mar, acredito que ele sabia o dano que aquelas condições naturais poderiam trazer, ele naturalmente corria risco. Assim como o nosso sonho de sermos um. Mas o mesmo Jesus que estendeu a mão a Pedro e impediu que ele afundasse (Mateus 14.31) é o nosso Senhor e Salvador. Conosco, não seria diferente, a poderosa mão do Senhor está sobre nós e Ele nos leva a viver o extraordinário.

Casar na quarentena foi desfrutar de um milagre, da promessa que Deus é aquele que faz, infinitamente, além do que pedimos ou pensamos (Efésios 3.20), é desfrutar do inesperado, de viver além do planejamento, expectativa ou sonho inicial. E assim foi o nosso dia, tão diferente do planejamento inicial, sem a presença física da maioria dos nossos familiares e amigos, sem o mar colorindo o horizonte.

Num contexto histórico de pandemia, onde muitos fecharam as portas, precisamos lembrar que nós servimos a um Deus que ABRE portas, que opera milagres, que cria caminhos, Aquele que é luz na escuridão e foi isso o que vivemos. Onde aparentemente não havia alternativas ou possibilidades, nós vivemos o favor e a graça de Deus diante dos homens. Uma juíza entendendo que estávamos privados de iniciar uma nova fase da vida juntos, sem nos casar, pois isso é algo que fere a fé que professamos, abriu uma exceção para realizar o nosso casamento. A nossa fé abre portas! Não importa o contexto ou a circunstância atual, Deus não está preso a isso.

Meus pais, que são considerados grupo de risco e moram no Rio de Janeiro, não puderam estar presentes fisicamente e eu pedi a Deus uma forma de honrá-los. Mais uma vez o Senhor nos surpreendeu, a juíza marcou o nosso casamento na mesma data que meus pais se casaram, há 42 anos, e agora celebraremos juntos esse dia até que Jesus venha. As nossas famílias, de sangue e da fé, escolheram sonhar e viver esse sonho junto conosco e se dedicaram a fazer esse dia ainda mais especial.

Nosso casamento foi transmitido on-line para os amigos e familiares, que não estavam presentes, e pela distância muitos deles não poderiam participar desse momento mesmo sem contexto de pandemia. Pessoas nos abençoaram com seus dons e talentos, com Palavras que nos sustentaram, com suas finanças e com a disposição no coração de fazer desse dia especial.

A gratidão transborda ao ver tudo que o que vivemos, o que a nossa família Ministério Verbo da Vida nos proporcionou, cada detalhe pensado com carinho, o cenário, a transmissão, a cobertura do nosso casamento foi realizada pela melhor equipe de Comunicação. Gratidão aos que estavam “presentes”, a cada comentário feito durante a transmissão, as pessoas estavam fisicamente distantes, mas o coração conectado ao nosso, vibrando e se emocionando junto conosco. Fomos impactados com a manifestação do amor de Deus através da vida das pessoas.

Nós tivemos um casamento civil em forma de poesia, escrita pela juíza Ivna Mozart, uma celebração feita pelo Apóstolo Guto que transborda o amor de Deus e pelo Pr. Cláudio Alexandre, um homem de Deus cheio de ousadia e fé. Também recebemos conselhos preciosos dos nossos familiares que estavam presentes: Agnaldo e Adrina Marques (os pais do Neto) e Renato e Klycia Gaudard (meu irmão e cunhada).

Meus pais participaram ao vivo durante a transmissão, não imaginava viver esse dia sem eles por perto fisicamente, mas o mais importante é que estávamos juntos de coração, o nosso elo, não há distância física que possa mudar laços feitos no coração.

Uma das coisas mais importantes, nesse processo, foi de não permitir que o fato de ser tudo diferente do que planejamos, roubasse a nossa alegria em viver esse sonho tão esperado. Deus fez do que seria algo diferente, o extraordinário. Fomos surpreendidos em tudo e vimos o amor, a paternidade, a generosidade de Deus em cada detalhe.

Hoje seguimos firmes nas Palavras que recebemos, somos benditos em tudo o que formos fazer, não há espaço para o medo, seremos extraordinários em meio a impossibilidades, não pela força do nosso braço, mas pelo poder da Palavra que nos sustenta. Não importa o que os nossos olhos vejam, o que as notícias dizem ou a previsão dos especialistas, temos um Pai que não muda, que é bom e amável, que tem prazer em realizar sonhos e sempre vai além das nossas expectativas. O homem pode falhar, mas Deus é aquele que nunca nos decepciona. E se alguém já pensou que Deus não cumpre suas promessas, calma, seja perseverante na fé o suficiente, para chegar ao que Deus reservou. Ele é especialista em promover finais felizes. Andar com Deus é viver além do natural.”

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA