A cultura do reino de Deus

Postado em
0

por André Martins

Um dos assuntos que mais tem me influenciado positivamente, nesses últimos anos, é a compreensão e o valor de uma cultura. Eu sou nordestino por origem. Embora esteja radicado fora do Nordeste, há muitos anos, tenho muito carinho e guardo com gratidão as recordações da minha cidade natal.

Se você perguntar a um nordestino raiz se ele é brasileiro, ele irá dizer: “Sou nordestino sim sinhô!”. Nordestino tem um jeito só seu de ser. Sua culinária, sotaque, hospitalidade, humor, servidão e criatividade fazem com que o povo nordestino possua uma cultura distinta. Provavelmente, se você falar da sua região e do seu povo, verá outras características.

Tenho descoberto que tudo na vida tem uma cultura, nossa vida tem uma cultura, nosso casamento, lar, negócios, relacionamentos, nossas igrejas têm uma cultura. “Cultura é o conjunto de atitudes compartilhadas, valores, objetivos e práticas que caracterizam uma instituição ou organização.”

“Cultura é o resultado de comportamentos vivenciados que são dirigidos através de valores fundamentais.”

Valores fundamentais são a manifestação da forma que vemos as coisas e experimentamos a vida através da nossa personalidade. Ou seja, cultura é o que de fato somos. O que estabelece uma cultura em nosso meio, são os nossos valores. Valores criam uma cultura ao nosso redor.

Olhando para a Bíblia, conseguimos perceber que, o motivo para o qual Deus criou o universo e um planeta, em particular, foi para criar seres humanos à sua imagem e semelhança, dando a eles a honra de manifestar seus dons e talentos, liderando através d’Ele. Com uma direção específica, Ele nos criou para sermos frutíferos, multiplicando e enchendo a terra, estabelecendo uma florescente cultura humana.

“E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra” (Gênesis 1.26-28).

Fomos feitos para criar uma cultura em nosso ambiente, influenciado por Ele mesmo!

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Romanos 14.17).

Deus tem um jeito de ser. Seu reino é movido por valores como: justiça, paz, alegria e tantos outros valores fundamentais, fruto do Seu caráter. Agora, lembre-se da ordem divina: “Sejam produtivos! Encham a terra! Influenciem!”. Essa é a nossa responsabilidade: descobrir e implementar os valores do céu aqui na terra.

Quando descobrimos a Sua vontade e assumimos esse desafio, isso traz um impacto em nós e outras pessoas podem mensurar. Em outras palavras, os efeitos da cultura dos céus irá nos influenciar positivamente.

Entender o conceito de cultura, e o seu impacto, revela o nosso potencial em trazer uma influência saudável em nosso meio, afetando positivamente o ambiente da nossa vida. A maneira como processamos a vida, definimos relacionamentos, a forma como nos comunicamos uns com os outros, como tratamos nossa família, a forma como lideramos a nós mesmos, são produtos da cultura de onde viemos, ou a cultura que temos trabalhado para construir em nosso meio.

Decidi em meu coração a viver em prol de uma cultura na qual eu acredito. O meu acreditar envolve conhecer as bases desse reino e me comprometer em construir esses valores, de forma intencional, por onde quer que eu vá.

Tenho um filho, de 3 anos, Benício. Eu e minha esposa decidimos, antecipadamente, que iríamos criá-lo em um ambiente de alegria, criatividade e amor. Todos os dias, quando chego em casa, sou recebido por ele com muita festa! “Papai chegou, a festa começou!”, ele canta. Claro, de tanto me ouvir cantar essa canção, ele foi influenciado por meu jeito de ser. O resultado? Temos um filho alegre, amoroso e muito estimulado em sua criatividade. Entende? Não aconteceu por acaso. Ele vive essa realidade, pois ela é fruto de valores que abraçamos em nossas vidas.

Em nossa igreja, em Florianópolis, temos um jeito de ser bem definido. Tudo que realizamos no culto, desde a recepção, até o momento da música, avisos, ensino e pós-culto, tudo gira em torno da cultura que desejamos. Gosto de ouvir as pessoas falarem, após estarem conosco em um culto: “Esse lugar transborda fé, alegria e amor!”. E é verdade.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA