A Vida Cristã

Postado em
1

por André Martins

Em Hebreus 11.1-3, diz que a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Deus é um Deus de fé; tudo o que Ele criou, foi por meio de fé. Tudo o que Ele falou, veio a existir. Essa é a lei da fé. Fé tem uma voz e confessa aquilo que espera!

Confissão é afirmar alguma coisa na qual nós cremos, testemunhar uma verdade que nós abraçamos. Aquilo que eu creio é o que sai dos meus lábios.

Aquilo que sai da sua boca é o que está dentro de você. No livro de Hebreus fala que devemos nos conservar firmes na nossa confissão. Ou seja, para falar a coisa certa, você precisa crer na coisa certa e, para crer na coisa certa, você precisa pensar na coisa certa.

Lemos em Hebreus 4.1-2, que a mensagem tem que ser acompanhada por fé. Não é comum você falar a coisa errada, crer na coisa errada e querer viver uma vida abençoada. Incredulidade é a incapacidade de ser persuadido. A pessoa não se deixa ser convencido pela Palavra de Deus. Acreditar não é questão de sentir, mas sim, de fé.

Podemos ver dois tipos de incredulidade:

  1. A incredulidade pode vir pela falta de conhecimento certo, pois assim não tem como ter a crença certa.
  2. A incredulidade pela incapacidade de ser persuadido.

Precisamos viver a Palavra por meio da fé. O que você crê tem que sair dos seus lábios, aquilo que você acredita, precisa ser falado, sair da sua boca.

Já parou para pensar sobre o que determina o sucesso na vida de uma pessoa?

Deus considera um princípio: fé. Ao ler Hebreus 11, vimos que sem fé é impossível agradar a Deus. Aquele que se aproxima de Deus tem que crer que Ele existe e que se torna galardoador daqueles que o buscam. Precisamos fazer uma confissão contínua, ao ponto de renovar a nossa mente, mudando, assim, a nossa realidade natural.

Uma promessa da Palavra de Deus, deve ser confessada antes mesmo que você esteja a vivendo. Em Isaías 41.10, podemos ler Deus dizendo: “Não temas eu sou contigo”. Mesmo que todos os sentimentos sejam contrários a essa verdade, isso não é hipocrisia, mas, sim, fé.

Em Josué, capítulo 1.8; Deus falou com Josué: “Tenha coragem!”

Provavelmente, Josué estava com medo. Claro, havia um desafio imenso a ser enfrentado. Josué precisava de coragem para fazer aquilo que ele tinha convicção. Coragem não é a ausência de medo. Coragem é fazer exatamente o que você está com medo de fazer!

Deus deu um conselho incrível a Josué: “Não cesses de falar da Palavra; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado em fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem sucedido!” (Josué 1.8)

De dia e de noite. Porque? Para não dar tempo de pensar em problemas.

Em Romanos 12.1-2, Paulo fala sobre a renovação da mente, para que você experimente o melhor do evangelho, experimentando a vontade de Deus que é boa perfeita e agradável.

A vida cristã nunca foi e nunca será uma vida de passividade. Eu não estou falando de ativismo ou meritocracia. Falo sobre uma atitude de fé que é firme nas verdades poderosas da Palavra de Deus. A vida cristã é assumir responsabilidades, uma vida diária de crenças e convicções. Essas confissões, baseadas nas suas crenças, determinam o seu sucesso.

Sim, você nasceu para o sucesso!

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA