Livre de si mesmo!

Postado em
3
1126

Por: Fernando Leal

“Alexandre, o ferreiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.
Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.” 
(II Timóteo 4.14-17)

Muitas vezes enfrentamos adversidades e oposições para cumprir a vontade de Deus, como Paulo descreve em sua segunda carta para Timóteo, que ninguém veio em sua defesa no seu julgamento. Uma das coisas mais dolorosas que tem afetado muitas pessoas no decorrer de sua caminhada é o fato de se verem sozinhas em tempos difíceis ou ter a experiência de se doar e investir sua vida em outras pessoas e em um momento de sofrimento e oposição se encontrar sozinho.

Você já passou por algo assim? Onde olhou para todos os lados e não encontrou um apoio ou suporte?

Imagine como nos sentiríamos se sofrêssemos tudo o que Paulo sofreu para abençoar tantos outros, e depois terminássemos sem uma só alma que se levantasse em nosso favor no momento de maior necessidade. Paulo arriscou sua vida pelos outros, mas eles não estavam dispostos a se associar com ele por medo de também serem punidos.

No Entanto, a grande chave de Paulo é que sua base e fundamento nunca estiveram nos homens, mas sim, em Deus. Qual foi sua resposta àquela atitude de abandono? Ele orou para que a falha deles não lhes fosse cobrada. Qual tem sido sua atitude diante de situações como essa? Pois na vida e dentro do que Deus nos chamou sempre vamos acabar vivenciando algo nessa esfera e precisamos ter o posicionamento correto em meio há uma experiência de abandono ou traição.

Sei que não é algo confortável se doar, investir em alguém e em um momento de necessidade se encontrar sozinho. Mas quando estamos dentro dessa consciência que Paulo tinha que o Senhor O assistia, isso vai garantir que nossa caminhada e chamado não seja danificado. Não deixe amargura ou ressentimento entrar, simplesmente mantenha seu foco em Deus e avance, pois tudo o que fazemos, plantamos na vida de alguém e isso manifestará um retorno para nossas vidas.

Desenvolva uma motivação de fazer algo para os outros esperando do Senhor a recompensa, pois muitas vezes estamos nos doando por alguém, firmando uma confiança e esperando respostas e retornos, porem, quando nos firmamos em Deus, Ele nunca falhar, e nada passa desapercebido aos Seus olhos. Tenho visto muitas pessoas caindo em decepção e ressentimento de forma tão profunda que isso tem as feito tropeçar, não cumprindo o seu destino.

Não deixe nada e nem ninguém interferir em sua carreira, se você sofreu uma decepção ou abandono seja de amigos, parentes ou lideres, simplesmente levante-se, coloque seus olhos em Deus e desperte a consciência de que ele estar te assistindo, pois Paulo relata que esse posicionamento fez com que ele fosse livre da boca do leão e assim será com sua vida.

Manter o foco não nos faz dá atenção ao que estar acontecendo ao redor, quando um atleta está em uma corrida, ele não se preocupa com a multidão, as câmeras, os adversários, mas ele mantém em seu foco, na linha de chegada, somente isso importa para aquele momento. Estamos vivendo nos últimos dias e precisamos manter os olhos no Autor e Consumador da nossa fé, não perca tempo com ressentimento ou amargura, seja livre de si mesmo!

Às vezes esses sentimentos podem estar sobre alguém por anos, mas se houver uma decisão de seguir em frente debaixo do auxilio de divino uma fase nova vai se abrir e sua vida e destino entrará em uma esfera de graça e plenitude.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA