Dirigidos pelo Espírito

Postado em
0

por Guto Emery

Existem muitas pessoas que aparentemente conhecem a Palavra de Deus, mas não usufruem dela. Muitas não têm desfrutado do que o Senhor tem para as suas vidas por não tomarem posse das verdades que a Palavra fala sobre elas.

O Espírito Santo deve ser o nosso maior mentor.

Jesus deixou pessoas para nos auxiliar, mas não anulou a pessoa do Espírito Santo. Talvez, um mentor possa lhe dar instruções, mas só o Espírito Santo pode nos dar instruções precisas para acertarmos.

A Bíblia classifica três tipos de homem:

  • O natural – que nasceu, mas não recebeu a Cristo;
  • O carnal – que o recebeu, mas não é dirigido pelo Espírito;
  • O homem espiritual – que é dirigido pelo Espírito Santo.

Qual é você destes três? A Bíblia relata que há homens que já deveriam ser mestres, mas necessitam de ensinamentos primordiais, como aqueles que estão começando a sua jornada, mas ainda precisam do leite espiritual.

“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte” (Provérbios 14.12)

“O sábio teme, e desvia-se do mal, mas o tolo se encoleriza, e dá-se por seguro” (Provérbios 14.16)

Necessitamos buscar por conhecimento, mas muitos colocam como empecilho o valor a ser pago, por exemplo; porém este não deve ser um empecilho, pois o conhecimento, muitas vezes, têm um valor a ser pago.

“O avisado vê o mal e esconde-se; mas os simples passam e sofrem a pena” (Provérbios 27.12)

O conhecimento nos traz segurança nas decisões, em todas as áreas. Quando Deus tirou o povo do Egito, Ele deu instruções a uma pessoa. Neste caso, Ele instruiu a Moisés, que orientava o povo no deserto; povo este, que precisava ver coisas naturais para que se movesse e fosse guiado por elas. Isso no Antigo Testamento, mas hoje não devemos tomar decisões baseadas em fatos, observando situações naturais, ainda assim, muitos ainda o fazem.

Lembro-me de uma irmã que contava sobre uma oportunidade de emprego que a faria prosperar financeiramente, recebendo o dobro do salário que recebera, mas num local onde não tinha nenhuma igreja que pudesse congregar. Aconteceu no início da minha vida ministerial e eu a abençoei, orei por ela. Quando o Ap. Bud soube do caso, lhe instruiu a não ir, pois ela não deveria considerar as coisas naturais desprezando a condição espiritual.

Jamais devemos tomar decisões observando apenas as condições que teremos naturalmente, mas considerando as instruções do Espírito, sendo assertivos nas nossas decisões.

Alguns estudos relatam que animais têm uma espécie de sexto sentido, que os orienta em possíveis situações catastróficas. Se os animais possuem sentidos apurados, nós possuímos o Espírito Santo, que é o nosso guia em todas as situações.

O que eu quero dizer com isso? Se nos colocamos em um ambiente em que somos sempre direcionados pelo Espírito Santo, seremos também guiados por Ele.

Quando eu estava andando com o Ap. Bud sempre o via orando em línguas e, quando o questionava o porquê, ele dizia que era porque haviam muitas decisões a serem tomadas. Ele explicava que essas decisões chegavam primeiro ao seu coração, sendo regadas pela oração em línguas, até serem confirmadas por Ele.

Nós podemos sempre permanecer orando em línguas em qualquer situação do nosso dia a dia.

Houve uma situação em que eu fui instruído pelo Espírito a guardar o meu carro na garagem quando fiz uma passagem rápida em casa, sendo que acabei não sendo obediente à instrução. Meu carro foi roubado e, logo em seguida, orei ao Senhor pedindo que fosse devolvido, pois ele era instrumento de trabalho para o Reino. O Diabo regava casos de incredulidade em minha mente, para que eu desprezasse a verdade que Palavra me garantia. Até que um certo dia, depois de muitas declarações de fé, recebi uma ligação do delegado de polícia falando que o meu carro havia sido encontrado.

O que eu quero te dizer é que se tomamos todas as decisões guiados por Ele, seguindo Ele, seremos assertivos e abençoados. Isso se aplica até mesmo aos relacionamentos, nos quais muitos têm se machucado por não ouvir aquilo que o Espírito de Deus os fala. Irmãos, quando começamos a ter essas “sensações” e agimos de acordo com elas, começamos a ser luz para nós mesmos e para os outros, pois muitos podem e necessitam de uma instrução inspirada por Deus.

Deus quer se manifestar à você e, mesmo que você esteja pensando nos erros cometidos, que trouxeram muitas aflições a sua família, ou até mesmo se achar que já é tarde demais, eu te digo: para Deus não é assim.

Precisamos orar em línguas para que tenhamos a paz de Deus em nós, pois a mente que não é guiada pelo Espírito é uma mente barulhenta. Está chegando o tempo de termos uma vida controlada e guiada pelo Espírito. Deus sabe como fazer isso: guiando e dirigindo as nossas vidas, para que andemos na Sua vontade.

*Texto retirado do Site da Igreja verbo da Vida em Campina Grande-PB.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA