Respeito e comprometimento Parte I

Postado em
1

Por: Ap. Guto Emery

Existem alguns ingredientes que nos sinalizam a “forma Verbo da Vida de ser”. Algumas vezes, já falei de três bem importantes: fé, amor e alegria, os quais pude observar bem de perto na vida do pastor Bud e sei que essas coisas são colunas que estabeleceram o nosso Ministério.

Quando você pensa em uma coluna, pensa em algo que para ser feita é necessário misturar alguns materiais como: areia, cimento, água. Existem outros materiais que estão juntos lá, mas não são misturados como o ferro. Sem esse ferro você não consegue estabelecer as coisas da forma correta na coluna como a sustentação.

Existem outras coisas importantes no ministério. Eu acredito que precisamos dessas coisas para viver tranquilamente, mas também sermos eficazes naquilo que Deus nos chamou para fazer.

Quero destacar mais dois ingredientes necessários no Verbo da Vida: respeito e comprometimento.

Quando eu penso em respeito, penso em todas as esferas. Uma família em que os filhos não respeitam os pais ou os pais não respeitam os filhos terá muitos problemas, porque a Bíblia fala para os dois grupos de pessoas. Assim como o respeito entre os conjuges. Sem respeito, qualquer casamento se destrói.

Sem esse ingrediente, há uma corrosão ali. Alguns, podem pensar que isso é tão pequeno, um detalhe, mas, lá na frente, vai dar uma diferença grande. É como o cupim na sua casa. Você observa um pequeno estrago que ele está fazendo na madeira da sua casa e, se não detê-lo logo, ele vai destruir muitas coisas por lá.

Para mim, a falta de respeito dentro da família é um problema sério que precisamos cuidar, cada um dentro das suas esferas. Tratar bem todas as pessoas, considerar o que elas dizem e ser educados uns com os outros. Palavras como “por favor” e “obrigado” nunca devem deixar de ser usadas, independente da intimidade.

Pensando no ministério vejo que a nossa casa é a base da nossa vida e, se não temos esse cuidado lá, ela passa para tudo que vamos fazer na vida. Se não respeitamos as esferas de autoridade, vamos estar agindo assim em todos os lugares e isso é um grande problema.

Lembro-me do respeito que o pastor Bud tinha por Deus, pela vontade de Deus e pela Palavra.  O fato dele sair dos Estados Unidos para o Nordeste, a fim de cumprir a vontade de Deus, mostra o valor que ele tinha pelo Senhor e isso o impulsionava a fazer a vontade do Senhor.

Quem respeita acaba se comprometendo com o que assumiu.

Gosto de uma frase que ouvi:  “Comprometimento é gostar do que faz, ainda que a gente faça o que não gosta”.

Ou seja, é você estar envolvido com o seu coração, mesmo que você esteja fazendo o que você não gosta de fazer. Porque você, na verdade, está fazendo em prol do todo além do que consegue enxergar.

Respeito e compromisso são ingredientes muito importantes no ministério. Se você não constrói isso dentro de você, pode ter fazer pregações maravilhosas, mas aquilo não vai ter sustentação para você. Vai abençoar a vida de pessoas, mas a sua vida não será abençoada.

Quando a gente não tem respeito e nem limites, porque o respeito estabelece limites, até mesmo para ser usado por Deus, na questão dos dons, podemos causar alguns curtos circuitos por não sabermos os limites.

Já vi tanta gente dentro do ministério, por causa do dom, desrespeitar pessoas. Por causa da unção,  desrespeitar algumas autoridades constituídas por Deus. Sabemos que Deus estabeleceu níveis de hierarquia. A unção não é um direito para você fazer o que quer. Ela é lhe dada para você fazer o que Deus quer. Sabemos que, muitas vezes, se não tomarmos cuidado e não administrarmos direito a respeito daquela força que vem sobre nós, podemos nos colocar em apuros e até colocar outras pessoas também.

Quando falamos publicamente algo que deveria ser falado apenas no privado, estamos desrespeitando a unção e as pessoas. Quando descumprimos um tempo que nos foi dado, também estamos desrespeitando. Precisamos ter cuidado porque essa linha é muito tênue.

Eu sei que, eventualmente, na nossa caminhada, por não termos crescido ainda, vamos errar em algumas coisas. Mas, precisamos cultivar esses ingredientes em nós. Respeite as pessoas. Tenha honra e gratidão pelos seus líderes e seja comprometido, faça o melhor em tudo o que fizer e cumpra com os seus deveres assumidos. Você será abençoado e abençoará a muitos!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA