Consumidores ou doadores?

Postado em
0
243

por João Roberto

“Quem participa sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si” (I Coríntios 11.29).

Discernir o Corpo de Cristo tem a ver com compreendermos o significado de sermos membros uns dos outros, o ser Igreja. Isto exige comunhão, aproximação, desenvolver relacionamentos… Tem alguém precisando de um abraço? Então, abrace a pessoa ao seu lado, pegue o contato dela, doe-se e exercite o amor. Esteja sensível à necessidade do próximo. Seja um doador!

O próximo precisa ter um lugar em nossas vidas. Dar um lugar honrado para acolher pessoas, não só em nossa casa, ou na Igreja, mas no convívio por onde quer que formos. Aqui na nossa igreja, nós temos departamentos como o Igreja nas Casas e o Grupo Familiar, por exemplo, que nos dão oportunidades para desenvolvermos os dons e os relacionamentos.

Ao praticarmos a unidade, perceberemos os dons fluindo através da nossa vida. Não é preciso ser um pregador para Deus operar através de você. Pela comunhão, damos abertura para sermos amadurecidos, mas também para o Senhor realizar milagres, prodígios e maravilhas. Não sejamos consumidores, mas doadores. Afinal, “melhor é dar do que receber” (Atos 20.35).

Quando consideramos o próximo, o amor e as boas obras são estimulados (Hebreus 10.24). Deus quer que doemos do nosso tempo, da nossa atenção e finanças. A justa cooperação de cada parte é viver o que a igreja em Atos viveu, ao ponto de quem tem dividir com quem não tem: “Perseveravam na comunhão, no partir do pão, e nas orações” (Atos 2.42).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA