Cumprindo toda a justiça

Postado em
2

Foi levantado no meu coração um assunto e tenho entendido que é propósito de Deus que eu ensine isto:

Ser cristão é ser como Cristo. Esta é a nossa missão. O apóstolo Paulo conseguiu cumprir esta missão e nos alertou: “Sede meus imitadores como também eu sou de Cristo”. Alguns infelizmente estão ligados e se adequando ao padrão de denominações, se intitulam “verbianos”, “assembleianos”, “presbiterianos”, etc. Mas nós devemos ser cristãos.

Jesus intercedeu por nós para que tivéssemos a mesma ajuda que Ele tinha, o Espírito Santo. Todo aquele que nas eu de novo recebeu o Espírito Santo, Ele veio habitar em nós.

“Mas Jesus lhe respondeu:Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu” (Mateus 3:15)

O cuidado de Jesus era cumprir toda a justiça. Esse deve ser o nosso maior cuidado, a nossa prioridade. Ele mesmo ensinou para buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça (Mateus 6:33). O reino de Deus tem uma forma de agir, há critérios estabelecidos por Ele. Há uma justiça, há um conjunto de leis concernentes ao reino de Deus.

Quando Jesus ouviu de João Batista que ele não iria batizá-lo, Ele disse, batize-me para que se cumpra toda a justiça. Era a recomendação. É esse cuidado que devemos ter em todas as situações com as quais nos depararmos.

Quando estiver diante de qualquer situação, não aja de acordo com as emoções e nem se deixe levar pelas paixões carnais, lembre-se das recomendações de Deus e as cumpra. Cumpra a justiça, seja obediente a Deus.

Os galardões de Deus estão nas missões que Ele nos dá. Quando Pedro emprestou o barco, a recompensa veio com uma missão. Ele a obedeceu e um grande milagre aconteceu, foi uma grande recompensa, uma pesca maravilhosa.

Quantas pessoas, infelizmente, não estão praticando essa obediência? Quando Deus disser: “pare!”,  é para você parar, não ultrapasse o sinal vermelho. Não viole as leis de Deus. Deus é misericordioso. Agora, entenda algo, a misericórdia de Deus é para

lhe esperar, não para lhe aceitar. Deus está esperando você mudar, isto não significa que Ele está lhe aprovando. Mude! Tenha cuidado, a desobediência também traz uma recompensa, o salário do pecado é a morte.

Há pessoas que se acham juízes. De tão religiosos, eles estabelecem padrões de justiça, mas quem dá as leis e quem julga é Deus. Eu era assim. Eu julgava quem era salvo e quem não era. Mas, graças a Deus porque eu tive os meus olhos espirituais abertos. Eu comecei a perceber que aquilo que eu criticava e julgava, com o tempo, eu vivia a mesma experiência.  A colheita não vem na mesma estação, mas vem! Quem lhe colocou na cadeira de juiz? Quem lhe fez ser carcereiro do céu para dizer quem vai entrar e quem não vai? Cuidado para não julgar as pessoas e dizer: “nunca farei isso!”. Seja misericordioso, porque um diz você vai precisar de misericórdia.

Jesus agiu assim. Alguns estão usando o critério: “apedreja!”, quando Jesus usou o critério “eu não lhe condeno”. Ser misericordioso não é ser conivente ou cúmplice, mas é não querer sujar as mãos.

“Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi- o com espírito de brandura; e guarda- te para que não sejas também tentado” (Gálatas 6:1)

O que lhe garante não cair quando for tentado? Está guardado no amor de Deus, cumprindo a justiça. Porque se a graça de Deus não estiver lhe alcançando, se você não estiver praticando a justiça, cuidando de si mesmo, você poderá cair também. Ninguém está em pé por virtude própria, se não fosse a graça de Deus você não seria quem era. Então, não se afaste da graça de Deus.

Paulo escreveu a Timóteo: “Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente, disciplinando com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando- se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade” (2 Timóteo 2:24-26)

Ao servo de Deus não convém contender. Cuidado com o que você discute e comenta nas redes sociais. Não fale do que não é da sua responsabilidade. Se Jesus estivesse em um site de relacionamento, o que Ele postaria? Pense assim e submeta a sua “vida online” a Deus. Passa no padrão da justiça e do amor de Deus? Pecado na internet é pecado como qualquer outro.

Infelizmente, há pessoas que se acham tão perfeitas que se acham na condição de acusar os outros. Há frutas que parecem tão maduras, mas acabam podres. Alguns estão assim. Há pessoas que não são totalmente certas porque usam dos acertos para condenar outros. Você não deve viver na justiça esperando alguém que erre para levantar o seu outdoor de retidão para os outros: “estão errados!”. Ser certo é o certo, mas seja certo em tudo. Cumpra toda a justiça, não só uma parte. Onde está o seu amor? A misericórdia? A compaixão?

Como Jesus tratou Judas? Cheio de misericórdia: “O que é amigo?”. Mesmo as pessoas saindo do padrão, Jesus nunca saiu. Não foi encontrado nEle nenhum ato ou nenhuma palavra que transgredisse a justiça de Deus. Sejamos assim! Se você se diz cristão, lembre-se de que ser cristão é ser como Cristo. Se você não vai carregar esta missão, mude a sua nomenclatura.

*Mensagem transcrita de parte de uma ministração na IEVV sede em Campina Grande-PB

2 COMENTÁRIOS

  1. Que palavra vinda do coração de Deus para edificação do seu povo! Ser discípulo de Cristo é andar, como ele andou e fazer o que ele fez!

DEIXE UMA RESPOSTA