Fé não é sentimento

Postado em
2

Quem anda por sentimentos está fora da realidade de Deus. Está vivendo uma vida paralela e vai desenvolver um entendimento que Deus não existe e que sua Palavra não é a verdade.

Mas aqui está o ensinamento de hoje: Desperta o dom de Deus que está em ti. Quando o irmão Hagin começou a declarar a Palavra ele não estava com um sentimento em si mesmo para fazer isso. Mas ele estava falando de uma realidade espiritual.

Isso não está em linha com o Salmos 103 ? Que diz: “Bendize oh minh’alma ao Senhor”. Por que mandar a alma bendizer? Porque ela não está sentindo o desejo de bendizer.

Em nossa alma estão os sentimentos e emoções. Esse versículo está no mesmo contexto. Ou seja, você não deve esperar sentir. Mas deve começar a fazer. Isso é um indicativo de fé em operação, porque a fé fala. Fé não sente.

Falar é uma demonstração que a fé está em operação. E você fala o que está crendo no coração e nem sempre o que estamos crendo é o que estamos sentindo.

Existe uma confusão no nosso meio, porque muitos relacionam o crer com o sentir. Mas não é sentindo, é crendo. Você fala o que está crendo, e não o que está sentindo.

Quando Jesus falou sobre fé Ele disse: “Em verdade em verdade eu vos digo. Se alguém disser a este monte ergue-te e lança-te no mar e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará o que disse assim será com ele” Marcos 11.23

Agora eu te pergunto: O que te impede de falar?

O que te levará a falar daqui pra frente?

Eu não posso te levar a declarar a Palavra. Posso te ajudar a fazer confissões. Mas se as confissões não forem produto das tuas convicções não faz efeito em sua vida.

É como alguém que empurra o carro na esperança do motor pegar. Mas se o motor não pegar aquilo se dá por encerrado. Já viu alguém empurrando um carro? Depois de tentar e não conseguir ver o barulho do motor, chega um ponto que se desiste.

Às vezes, o pregador diz, repita comigo: “Eu posso todas as coisas!” É um empurrão para ver se o seu motor pega. E quando ele parar de mandar você dizer, já comece a dizer por você mesmo.

O grande problema é que chegamos à igreja esperando o que Deus irá fazer e Deus está esperando o que nós vamos fazer, porque Ele quer confirmar com poder. Ele quer dar respostas aqueles que têm fé.

Você já aprendeu que não é falar o que está sentindo, mas falar o que está crendo.

A Bíblia diz também que devemos ser fervorosos no espírito, servindo ao Senhor. Precisamos tomar a decisão de sermos intensos nas coisas espirituais.

2 COMENTÁRIOS

  1. Graça e Paz para Pr. João Roberto, e todos leitores desta coluna. Sou muitíssimo grato a Deus pela sua vida, saber que temos um grande mestre, sempre nos ajustando no que se faz necessário, colocando expectativa para que sejamos crentes fervorosos, sendo grato a Deus, tendo uma vida de consagração a Deus, sempre ensinando que devemos renovar a nossa mente pela palavra, para que entendermos a importância do viver sob o governo de Deus. Ele está sempre ensinando a perseverar em obediência a palavra de Deus, porque devemos plantar, é semeando que colhemos os frutos, ensinando perseverar, estar sempre satisfeito, praticando o amor incondicional, não deturpar valores, sempre ensina lidar com os invejosos, os negativos, trazendo eles para verdade para assim se libertar. “Que não é só conhecer a verdade, precisamos também andar praticando a verdade para alcançar libertação”(João 8:32). estas praticas diferencia o discípula da multidão.
    Ele nos ensina com riquezas de detalhes como se mover diante das adversidades diárias. diferenciando Fé de Emoções, para assim ter atitudes, ação para se mover em Fé genuína, sempre priorizando a palavra de Deus colocando assim os nossos talentos em movimentos influenciando as outras pessoas crescer em Deus. isto é “compartilhar do pão. Isto é vida no altar.
    Pastor João Roberto eu lhe desejo “Mais de Deus em menos tempo”. em o nome de Jesus.
    assim seja, amém.

DEIXE UMA RESPOSTA