Discípulo ou multidão?

Postado em
2

BLOG GUTO EMERY-14Quando Deus guia você para participar de um projeto dEle, Ele não tem em vista tirar algo de você e sim lhe abençoar. Se observarmos a Bíblia veremos que na visita de Elias àquela viúva de Sarepta, ela não enxergou que podia faltar para ela quando obedecesse. Dando comida ao profeta ela viu uma oportunidade de Deus e foi mantida sobrenaturalmente no que precisava. Isso porque ela entendeu que participar do projeto de Deus trás vantagem (leia 1 Reis 17: 8-16). Parte do que Deus quer contigo envolve o dar.

Jesus fala a dois segmentos: multidões e discípulos. As multidões acompanhavam Jesus e, para elas, Ele dizia que só aquele que está disposto a pagar o preço de oferecer resistência ao errado, preferindo ficar com o certo, pode ser seu discípulo (leia Lucas 14: 25 ao 27). Quem disse isto foi o próprio Jesus, o Cabeça da Igreja e não é possível negligenciarmos uma condição ou exigência e ainda assim ela funcionar em nossas vidas nos abençoando.

A pergunta que veio ao meu coração é: “Quem é você, discípulo ou multidão? Não é o fato de você dizer que é um discípulo que afirma que você o é. O fato de ser membro desta igreja não te faz ser um discípulo. Examine-se a si mesmo. Não é sabedoria você enganar-se a si mesmo. Uma vida cristã sem fervor, por exemplo, é resultado de ser multidão. Os discípulos ficam fervorosos, entendem bem tudo, participam dos mistérios de Deus (leia Mateus 13: 10, 11 e 15).

 O que fazer para ser discípulo? É uma questão de decisão. Discípulo é aquele que está fazendo o que Jesus mandou (leia João 15:14). O fato de vir à igreja aos domingos ou ser fiel nos dízimos e ofertas não é tudo. Pessoas estão fazendo de uma forma parcial o que Jesus mandou, ficando com uma consciência de plenitude, no entanto, não estão sendo abençoadas. Se nós não temos o procedimento como o do mestre, não somos discípulos, somos multidão. Um discípulo não se conforma com o mundo, mas tem uma natureza diferente.

Já a Multidão não contraria o mundo. São as atitudes das pessoas que determinam de que grupo elas fazem parte. Os ensinamentos que nos torna discípulo não funcionam apenas com as Escrituras nas mãos de um pregador, mas na sua consciência de que o Espírito Santo habita em você para lhe instruir em todo tempo.

Prefira ser discípulo e, se tem alguma coisa que precisa mudar, se esforce para mudar, mas não queira ser excluído dos mistérios de Deus, não queira comer das migalhas que caem debaixo da mesa quando Deus lhe deu o direito de sentar à mesa como filho. Quando você está com o propósito errado não entende os mistérios de Deus, mas quando você se deleita no Senhor, Ele satisfaz os desejos do seu coração.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA