Seja bem sucedido

Postado em
0
980

por João Roberto

Em João 8.32 está escrito: “e conhecereis a verdade, e a verdade vós libertará”. A tradição fez com que o povo resistisse a Jesus. Eles defendiam algo errado, acreditando estar certo. Mas fizeram tudo isso, por falta de conhecimento.

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta conhecimento” (Oseias 4.6b)

Quando nos expomos à Palavra de Deus, ela traz luz e entendimento e somos libertos.

Se mudamos para outro país, vamos procurar conhecer as leis, cultura e língua. No Reino de Deus, também é assim. Satanás quer nos impedir de desfrutarmos dos bens. Em João 10. 10 está escrito: “O ladrão não vem, senão para roubar, matar e destruir”. Tem muita gente achando que Deus tirou os seus bens. Como você levanta as mãos dizendo que Deus é bom com essa mentalidade? Deus tem levado culpa de coisas que Ele não é o autor. Se essa fosse a forma de Deus agir, Ele teria feito desde o princípio – no Jardim do Éden.

Precisamos ter para socorrer os necessitados. Deus não tem prazer na escarces. A natureza de Deus é dar. Ele deu Jesus e, se somos seus filhos, devemos ser como nosso Pai. Jesus nasceu em uma manjedoura, não foi porque era pobre, mas porque não havia vagas naquele dia.

O nascimento de Jesus foi anunciado por uma estrela, ele recebeu visitas de reis. Entre os presentes estavam os mais caros daquela época, como: Ouro, mirra e incenso. Deus não tem problema em nos fazer prosperar. Mas, se só queremos receber, tem alguma coisa errada.

“Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam ser generosos em qualquer ocasião…”

(II Coríntios 9.11)

Deus não abençoa propósitos errados. Porque Ele não vai acrescentar males. Precisamos desvincular humildade de escarces. Humildade é um valor interior, não a falta externa. Para prosperarmos é preciso estrutura. Ninguém aprova um médico ou advogado sem ética. Então, porque para ser filho de Deus tem que ser de qualquer jeito? Essa deveria ser a posição mais importante da face da Terra.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA