É menino ou menina?

Postado em
1

De quem é a responsabilidade da educação dos filhos?

Quem deve ensinar princípios, ideais e crenças?

De quem é a obrigação de mostrar o que é certo e errado, ou como ser respeitoso e amável?

Se suas respostas para estas perguntas foram “os pais”, saiba que esta também é a opinião de Deus. Veja o que Ele nos diz em Deuteronômio 6.6,7 “Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” (Nova Versão Internacional – NVI)

A Bíblia não diz que devemos deixar para a escola e os professores o papel de educar nossos filhos. Isso nos traz uma responsabilidade do que fazer, mas também do que não devemos permitir.

Comumente temos ouvido testemunhos de pais pelo Brasil que encontraram na mochila de suas crianças livros que estimulam a homossexualidade, a masturbação e, principalmente, incentivam os pequenos a fazerem uma escolha: a de qual sexo querem ser, masculino ou feminino?

Existem princípios bíblicos que não devem sair da nossa mente. Um deles é o relatado em Genesis 1 e 2 quando lemos que Deus criou macho e fêmea, homem e mulher. Ele não criou os seres humanos e depois deu a eles alguns dias para pensarem sobre o que gostariam de ser, isso foi determinado desde o princípio.

Mas foi uma determinação munida de ferramentas que são os genes, os hormônios e as características psicológicas que formaram a criação mais elogiada por Deus, perfeita e bem definida, a humanidade.

Associado a isso, Deus deixou claro que a família teria um papel fundamental, o de instruir no caminho, isto é, devemos ensinar nossos filhos quem eles são e com qual propósito foram criados.

Creia que quanto mais instruções dermos aos nossos filhos, ensinando-os a amar e respeitar aDeus, as pessoas e a fazer as escolhas corretas, maior será a estrutura desenvolvida dentro deles, o suficiente para rejeitar as propostas do mundo e os princípios contrários aos divinos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA