Não seja Vítima – Parte I

Postado em
2

por Luana Mayara

Esse é o primeiro de outros textos que estarei escrevendo nessa linha de raciocínio, a fim de te despertar a se ver como Deus te vê, para que você assuma uma posição e desfrute da vida extraordinária que Deus tem para você.

O escritor Nelson Rodrigues afirma que os brasileiros sofrem do complexo vira-lata, que seria a falta de autoestima perante os desafios, o resultado do complexo de inferioridade, que produz uma mentalidade de ser vítima das dificuldades. É um traço de pessoas que sempre reclamam da vida, que nutrem um comportamento de “coitadinho”, com afirmações “eu não posso”, “eu não sou ninguém”, “minha vida é complicada”, “as pessoas não prestam atenção em mim”, etc.

Acalentam pensamentos que são “patinho feio”, gostam de atenção exclusiva e que as outras pessoas tenham pena delas.  Sem contar que são tendenciosas a serem invejosas. Pelo fato de não serem destemidas, se incomodam profundamente com o crescimento de outros. Ademais, abrem porta para à amargura, desânimo e podem chegar a um estado de depressão.

Infelizmente, cristãos, filhos de Deus, e vou mais longe, alguns pregadores do Evangelho se comportam dessa forma – vítima das dificuldades.

O que revela uma falta de compreensão ou convicção de quem é. Porque se considerassem que são Filhos de Deus e andassem nessa revelação, com toda certeza a vida seria diferente.

Então, em primeiro lugar, deixe-me perguntar: Como você se vê? Um Filho de Deus em crescimento, ou, embora seja filho de Deus, se vê como uma pessoa fracassada, complicada, sempre em falta, por que não dizer um filho aleijado? Não estou aqui me referindo a deficiência física, e para essa situação também há solução – a cura em Cristo Jesus. Mas, me refiro a cristãos que se veem por dentro como um deficiente espiritual.

Querido, todos nós temos áreas em nossa vida que não estão em ordem, a pleno vapor. Mas, você não é um Filho de Deus aleijado espiritualmente, mas um Filho que carrega o DNA de Justiça de Deus, da Graça abundante para produzir melhores resultados. Essa é a verdade legal ao seu favor, mesmo que você ainda não esteja andando em novidade de vida em todos os aspectos, mas esse é um FATO CONSUMADO : você é filho de Deus, herdeiro e coerdeiro em Cristo Jesus.

MUDE A SUA MENTALIDADE e  a forma com a qual você se enxerga. Porque toda mudança está associada a uma mudança de perspectiva, da imagem que alimentamos em nosso espírito.

Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele. Provérbios 23.7

Quero te trazer a lembrança uma história que se passa em II Samuel 9, quando Davi lembrou da promessa que fez a Jônatas de poupar sua descendência no dia em que se tornasse Rei. Nesse capítulo, Davi, agora Rei, pergunta se ainda há algum filho de Jônatas para que ele pudesse estender a sua benevolência, seu servo Ziba afirma que há, sim, um Jovem chamado Mefibosete.

Parafraseando, Davi mandou chamar Mefibosete e disse-lhe que iria restituir-lhe todas as terras que tinha sido do seu avô Saul, e que este iria, a partir de agora, assentar-se na mesa do Rei.

Contudo, o Jovem herdeiro morava em Lo-Debar, que no original significa “lugar de esquecimento”.  Resumindo, ele tinha nascido com sangue real, mas, por conta da desobediência do seu avô, o Rei Saul, perdeu tudo que tinha e, principalmente, esqueceu da sua identidade, da linhagem que carregava. De modo que, mesmo ouvindo as palavras do grande Rei Davi, um homem de autoridade, ainda assim questionou-lhe : Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu? II Samuel 9.8

Perceba, não era Davi que o enxergava daquela forma, era ele que sustentava aquela imagem dentro de si. Mefibosete assumiu uma postura de vítima em sua própria vida.  O que não mudou o compromisso de Davi de honrar à aliança feita a Jônatas, assim, prontamente resistiu-lhe as terras, e a partir daquele dia o jovem passou a se assentar em sua mesa, comendo da sua comida, da sua bebida e recebendo da sua influência.

Outro detalhe é que Mefibosete era aleijado de ambos os pés, mas, principalmente, podemos dizer um aleijado espiritual, sem consciência de quem tinha nascido para ser, um príncipe. Ainda que ele não ocupasse o trono, a sua natureza era de realeza.

O que Davi fez por aquele jovem é uma alegoria daquilo que Jesus fez por nós. Ele nos resgatou da terra do esquecimento, não sofremos mais do complexo de vira-lata. Estamos assentados na sua mesa, nos lugares celestiais comendo do pão da Palavra, e bebendo o vinho do Espírito.

É possível que você tenha uma atitude de vítima porque você tem alimentando uma imagem errada sobre si, tem se visto como cão, quando na verdade você é Filho de Deus.

Pare de se lamentar sobre o que deu errado, o que não aconteceu, esqueça as decepções, e comece a se ver como Filho de Deus, porque de fato essa é a sua natureza.

Você pode ter comportamentos deficientes no tocante ao agir e reagir, possa ser que você esteja passando uma situação de pressão financeira, ministerial, familiar. Mas, você é maior que a pressão – VOCÊ É FILHO DE DEUS, fale sobre quem você é, e não sobre Lo-Debar, o lugar do esquecimento, da falta de identidade e de propósito.

FALE A PALAVRA, FALE QUEM VOCÊ É – FILHO DE DEUS, fale sobre a natureza que você carrega.  Quanto mais falamos, mais ativamos a natureza de poder que carregamos, e assim desfrutamos de coisas novas independente das informações de fora, mas, baseado na Graça que nos alcançou.

Não seja vítima das dificuldades, assuma uma posição de transformação na sua vida, declarando a Palavra de Deus. A mudança começa a partir das Palavras que saem da sua boca. Cada Palavra é uma semente que gera novas plantações e colheitas.

A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.  Provérbios  18.21

Sim, somos cidadãos brasileiros, contudo, uma vez que nascemos de novo a nossa principal cidadania é a celestial. Então, ajamos de acordo com a cultura do céu, se posicionando na Palavra!

Você não é uma vítima da vida, mas é um Filho chamado para Reinar em Vida!

Até a segunda parte dessa mensagem!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA