Conversa franca

Postado em
0

por: Manoel Dias

*Texto transcrito a partir de ministração em áudio

Hoje venho conversar francamente com vocês sobre algumas coisas importantes no Reino de Deus.

Aquilo que eu adoro eu me torno semelhante. Devemos adorar a Deus assim como os querubins o fazem, temos que ter essa semelhança com os anjos. Adorando-O em espírito e em verdade.

Se você tem um chamado em Deus saiba que vem muito trabalho pela frente, você vai ter que se sacrificar em muitas coisas, mas do seu sacrifício sairá o resgate de muitos.

Cuidado! O orgulho rouba a unção, mas ter um coração de servo irá atraí-la. Quem quer unção fresca, tem que ter um coração disposto a servir.

“Eis aqui o meu servo, a quem sustenho; o meu escolhido, em quem a minha alma se compraz; pus sobre ele o meu Espírito, e ele promulgará o direito para os gentios”. (Isaias 42. 1)

João Batista carregava multidões para o deserto, porque nele repousava a unção de Deus, se eu achar o ponto chave em Deus, a unção vai me levar aonde Ele quer que eu vá.

Não vou precisar de marketing pessoal, não vou precisar forçar. A unção vai me levar e me conduzir, porque Deus é o mais interessado. A unção depositada não é apenas para me alcançar, mas para alcançar a vida do meu próximo.

Deixe todas as imagens do caráter de Cristo te possuírem por dentro.

No serviço a Deus tocaremos em vidas. Você vai tocar as vidas das pessoas enquanto serve ao Senhor. Deus tem grande prazer em ungir aqueles que são servos, unção não se compra, unção se conquista.

Jesus é o nosso referencial e Ele iniciou seu ministério com o poder do Espírito Santo.

Aqueles que andarem com o Senhor nos últimos dias chegarão a experimentar do Espírito Santo de tal maneira que irão ter mais consciência da unção do que das roupas que vestem.

Deus quer nos arrancar da dimensão dos cinco sentidos,  para a dimensão do Espírito, para que não só andemos no poder.  Mas, que aprendamos a receber e canalizar.

Tal qual Jesus, eu preciso ter consciência do Espírito Santo para cumprir a missão que o Pai me deu.

Nada vai substituir a unção para concluir o meu ministério. Jesus não dependeu dos recursos terrenos para cumprir seu ministério, mas da unção e de recursos celestiais.

Apascentar as ovelhas de Deus é algo mais amplo do que pensamos, isso é característica do ministério pastoral, mas quem está em um dos dons quíntuplos e no ministério de socorros, está para apascentar as ovelhas também.

E isso é mais que ser um ministro, é conhecer tanto o Pai que cuida dos filhos pela Paternidade Divina. Só sofre duas vezes por um filho quem tem um coração de pai.

Aos 12 anos, Jesus disse: “eu vim cuidar dos negócios do meu pai”, Ele não estava cuidando do ouro do templo. A unção vai nos estender para as pessoas, para servir e fazer o bem. Aprenda a cuidar dos negócios do seu Pai.

Pessoas vão lhe decepcionar, mas não desista!

Deus quer nos amadurecer a tal ponto de nos conceder níveis de unção que vão trazer um impacto nas pessoas que tocarmos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA