A Família e a Igreja

Postado em
0

por Manoel Dias

A Bíblia afirma que nós vivemos como filhos de Deus e, nos apresenta uma realidade em que estamos conectados com quatros esferas de autoridade.

A primeira esfera é a individual. Em Tessalonicenses 5.23 está escrito:  “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. Individualmente, cada um de nós iremos prestar contas acerca da nossa vida, tanto diante dos homens como, principalmente, diante de Deus.

A segunda esfera é a família. Todos nós estamos inseridos em um contexto de família, independente de como ela seja. Hoje, vemos algumas coisas que antigamente não víamos aqui no Brasil, as pessoas estão vivendo cada vez mais individualmente, mas Deus criou o homem para viver em família. Nós brasileiros temos esse sentimento de família e o diabo não vai roubar isso de nós, a Igreja tem o papel de sustentar o que Deus estabeleceu como família.

A terceira esfera de autoridade é a Igreja, a qual Deus é o nosso Pai e nós convivemos como família, por isso chamamos uns aos outros como irmãos. Temos um pastor na igreja local e um cabeça no Trono.

Na última esfera, temos a sociedade na qual estamos inseridos, a que Deus nos chamou para sermos testemunhas das coisas dEle. Deus quer falar ao povo através da nossa voz.

Deus tem um olhar especial para a família, está no coração dEle. Em Êxodo, no capítulo 12, Ele dá a promessa a Abraão de que ele seria pai de multidões. Alguns anos depois, seus filhos se multiplicam e, milhares de famílias, descendentes de Abraão, estão no Egito na condição de escravos. Deus manda sacrificar um cordeiro por família. Em alguns textos da Bíblia vemos que animais eram sacrificados por um relacionamento pessoal, em outro por uma congregação, mas quando o povo estava saindo do Egito, Deus trouxe de forma clara, que o sacrifício era por família. Era necessário uma obediência no contexto de família.

Existe um papel que é da igreja, mas o homem que tem a sua família é o pastor dela em uma esfera menor. Ele tem o poder de santificar e criar um ambiente no qual vamos nos conectar com tudo o que Deus tem preparado para nós.

A igreja é uma bênção, mas existe um papel anterior que está no contexto dos pais, das mães, dos filhos mais velhos, de influenciar a todos na família. Temos que ter esse sentimento de que somos levantados para alcançar, abençoar, santificar, proclamar, orar pela família. A nossa família está sob a nossa responsabilidade.

 

*Trechos da mensagem realizada na Igreja Verbo da Vida sede em Campina Grande-PB em Maio de 2018. Para assisti-la clique aqui

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA