Jejum

Postado em
1

Por: Manoel Dias

A Bíblia nos diz: “Por me ei na torre de vigia…” Precisamos nos tornar mais sensíveis, atendentes a períodos mais longos de intercessão e jejuns em conformidade com a palavra. O jejum carnal é para os seus próprios interesses e não agrada a Deus. Um jejum carnal não ouve a sua voz no alto.

O tipo de jejum que Deus quer é que soltemos a ligadura da impiedade e desfaça as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces o jugo.

Ver Isaías 58.6

O jejum vai fazer com que nos importemos uns com ou outros.

Os efeitos do jejum é que carreguemos a glória de Deus. E nós precisamos desejar isso para experimentar a presença de Deus. Colheremos esses efeitos em nossas vidas e ministérios.

E Deus fará brilhar a luz em nossos caminhos, porque estamos buscando a face Dele.

Deus vai criar soluções diante de você.

Quando estivermos vivendo uma vida de oração, jejum e consagração, Deus vai nos guiar continuamente e fartará a nossa alma. Tem pessoas que estão satisfeitas com migalhas, mas o Senhor tem a plenitude. Anda na minha presença é ser perfeito.

O efeito do jejum e a plenitude. Se buscamos a face Dele e humilharmos ele transformará o nosso caminho.

Devemos ser reparadores de brechas e restauradores de veredas.

A bondade de Deus vai nos possuir e será reflexo para os outros. Iremos afetar as pessoas com o fervor do Espírito Santo, mas para isso é necessário termos sensibilidade no espírito.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA