Vida Abundante

Postado em
0

por Manoel Dias

Somos filhos de uma visão que o nosso Ap. Bud Wright acreditava com todo o coração. Hoje, nós quem estamos continuando o propósito dessa visão.

Uma visão move uma pessoa. Ela é como um combustível, como uma locomotiva que nos coloca em movimento. Se nós estivermos juntos e em unidade, vamos fazer coisas ainda maiores. Não quero fazer parte de uma igreja acomodada, mas afogueada e, como igreja afogueada, precisamos seguir os valores que a nossa visão possui. Vida abundante é um desses valores, pois faz parte do plano de Deus para nós.

“Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem. O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas” (João 10.10-12)
 

É importante entendermos a salvação, mas também é importante sabermos que, a partir dela, entramos em um Reino e que nesse Reino existe abundância. Entramos e vivemos nesse Reino.

A Bíblia diz que Ele é a porta para uma nova vida e que quem passou pela porta entrará e achará pastagens. A vida abundante é algo que Deus planejou para nós e ela envolve todo o nosso contexto: nossa cidade, nosso país. 

Onde o evangelho chega, começa a colocar as coisas em ordem.

Foi Jesus quem nos falou sobre abundância. A gente pode se questionar se não seria demasiado falarmos de vida abundante, se não seria suficiente uma vida “boa”, mas a Bíblia menciona muitas vezes expressões que remetem à abundância.

“[…] dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também (Lucas 6.38)

Deus quer que desfrutemos dessa vida e, para isto, precisamos alargar nossa visão. Ele quer que tenhamos abundância para nós e para compartilharmos com os que estão ao nosso redor. Mas essa vida  começará primeiro em nosso coração, pois, se você não é próspero por dentro, não será por fora.

A Bíblia diz que o Evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que nEle crê. Se você nasceu de novo, você está apto para viver nessa vida em abundância que o Evangelho oferece.

Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos. E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”  (João 8.31 e 32)

Um discípulo primeiro permanece na Palavra e, muitas vezes, permanece sem entender tudo. Mas de fato, por permanecer é que conhecerá a verdade. Você entrou em um Reino de vida abundante. Permaneça alimentando-se da Palavra e irá vê-la produzindo eficazmente. A semente da Palavra é incorruptível e produz exatamente o que Ela é. Se a Palavra dEle é onipotente, então o que Ela produz também é onipotente.

Vida abundante é um valor divino que deve estar dentro de nós. Você nasceu do Espírito, das alturas, para ver longe e isso irá se cumprir. Se você não está vendo essa vida, comece a chamar à existência. Pare de olhar só para o natural ou para o seu salário. Deus tem diversas maneiras de fazer Sua promessa se cumprir.

Teremos plenitude em todas as áreas de nossas vidas. O que não aconteceu, vai acontecer e o que vai acontecer vai contagiar outros da sua família e ao seu redor.

Não fique na margem. Desfrute dessa vida. Essa vida não é para o futuro, mas para hoje! A vida de Deus está disponível para nós. Nos tornamos coparticipantes da natureza divina. Quando você está com essa natureza, fica blindado quanto as paixões do mundo, pois agora a vida Zoe (vida de Deus) te sustenta. É possível alguém deixar de lado a vida espiritual e ficar cada vez mais natural. Contudo precisamos nos manter firmes em nossa vocação e assim teremos garantida a nossa entrada no Reino eterno.

Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude, pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo” (II Pedro 1.3 e 4)
 

Na época do Templo do Rei Salomão havia excelência em tudo, não só na construção, mas na conduta, na adoração, na limpeza. Tudo ali era excelente.

Existe uma linha muito fina entre a excelência e a ostentação. Nos tempos de Daniel, ele era visto como alguém que tinha um espírito excelente. Mesmo sendo honrado, ele não exigiu o que ofereciam pelo seu comportamento divino, pois ele se importava com o valor eterno que a excelência é.

“Então, o mesmo Daniel se distinguiu destes presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelecê-lo sobre todo o reino” (Daniel 6.3)

Onde Daniel conquistou aquele espírito excelente? Não se conformando com as coisas do mundo, mas se guardando daquilo que o poderia contaminar na Babilônia. Seja uma influência! A excelência de Deus influenciará toda a sua vida, sua casa e tudo o que te cerca. Quem se aproximar de você irá perceber e perguntar de onde vem e você terá a oportunidade de falar da influência de Deus na sua vida. Nascemos para uma vida abundante e de excelência!

*Fonte: Site da Igreja Verbo da Vida sede em Campina Grande-PB.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA