Faça o bem aos seus filhos

Postado em
0

por Sylvia Lima

Tudo o que a Palavra fala, ainda que não se encaixe exatamente no nosso contexto atual, ela vai nos vacinar para que não precisemos passar por algo, ou ela vai nos ensinar para que possamos ensinar a outros. A Palavra é útil para as nossas vidas, ainda que não precisemos, em certos aspectos, porque sempre existirão pessoas ao nosso redor que precisarão daquilo que sabemos e, assim, poderemos levantá-las e ajudá-las.

Na passagem que fica em Gálatas 6.9, diz assim: “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos”. Hoje é um dia para as mulheres e eu creio que esse versículo é a cara delas, porque elas possuem a característica de serem doadoras e generosas. Há tantas mulheres que, mesmo sem haver gerado filhos do seu ventre, se propuseram a cuidar de pessoas como se fossem seus próprios filhos. Um exemplo é o da Mama Jan Wright.

Eu estava pensando que hoje, nessa arte de cuidar de filhos — por causa da mentalidade da cultura lá fora e de como o mundo tem seguido o seu curso — muitas pessoas têm aberto mão de alguns princípios que são fundamentais para a construção de um ser humano saudável. O apóstolo Paulo, nesse versículo de Gálatas, está dizendo que não devemos nos cansar de fazer o bem, porque se continuarmos a fazê-lo, no tempo certo, iremos colher.

Cuidar de filhos é uma missão de vida. Enquanto você estiver viva, os filhos são seus e, mesmo que eles saiam de debaixo das suas asas e sigam vivendo a própria vida deles, eles ainda continuam dentro de você e no seu coração.

Eu tenho observado que, às vezes, os princípios que têm sido ensinados lá fora não são os mesmos que temos colocado como base na nossa vida pela Palavra de Deus. Às vezes, vemos pais e mães sendo enfadados de educar os seus filhos, de ensinar a eles a Palavra porque, talvez, com essa ideia do “politicamente correto”, ninguém quer ser chato ou falar a verdade para não confrontar. A Palavra fala que a gente não deve se cansar de fazer o bem e corrigir à luz da Palavra, pois faz parte da missão de fazer o bem, como pais e líderes dos filhos.

Eu considero a correção como bênção. Quando deixamos algo para lá e não corrigimos, isso passa a mensagem de que não nos importamos mais. Não corrigir é uma demonstração de que você não ama e não está fazendo o bem. Isso não faz parte da proposta da Palavra. A construção de um ser humano, na sua mente e na sua vida, leva tempo para ser moldado e, se você deixa para lá porque acha que corrigir é chato ou constrangedor, você estará passando um referencial de que não há problema nesse comportamento. Porém, se uma criança cresce fazendo o que quer, ela vai se tornar uma pessoa que no futuro será rejeitada. 

Deus confiou os nossos filhos a nós. Ele entregou pessoas preciosas em nossas mãos para que fosse formado neles a própria imagem de Deus, de quem eles são em Cristo através do testemunho de vida, da instrução, da correção e do amor. Então, se você chegou nesse ponto de dizer que está cansado, eu creio que, hoje, o Senhor vai levantar você por dentro, para que possa tomar o lugar de cuidar dos seus filhos, segundo o conselho de Deus e daquilo que a Palavra fala.

Talvez você não esteja vendo o fruto do trabalho que já fez, mas não desista, nem se canse. Ao invés de dizer palavras que vão lhe fazer desistir, diga que o Senhor é a sua força, pois Ele lhe dá sabedoria para instruir aos seus filhos no caminho que eles devem andar.  Uma criança que não é corrigida trará vergonha para os seus pais. Existem pessoas que têm envergonhado a Palavra porque não foram disciplinadas enquanto crianças e apresentam, até mesmo, deficiências nos relacionamentos.

É importante inculcar na cabeça dos seus filhos os princípios, os limites, os valores da Palavra de Deus. Em Tito 2.1-8, diz assim: 

“Tu, porém, fala o que convém à Sã Doutrina. Quanto aos homens idosos, que sejam temperantes, respeitáveis, sensatos e sadios na fé, no amor e na constância. Quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias em seu proceder, não caluniadoras, não escravizadas a muito vinho; sejam mestras do bem, a fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem ao marido e a seus filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, sujeitas ao marido, para que a palavra de Deus não seja difamada. Quanto aos moços, de igual modo, exorta-os para que, em todas as coisas, sejam criteriosos. Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras. No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adversário seja envergonhado, não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito. Quanto aos servos, que sejam, em tudo, obedientes ao seu senhor, dando-lhe motivo de satisfação; não sejam respondões, não furtem; pelo contrário, deem prova de toda fidelidade, a fim de ornarem, em todas as coisas, a doutrina de Deus, nosso Salvador.”

A Palavra de Deus estabelece um padrão para todos os tipos de pessoas. Se você é homem, há um padrão para você; se é mulher, você tem um padrão; se você é filho também há um padrão; do mesmo jeito para o servo e para o patrão. Como mãe, é minha responsabilidade praticar e ensinar os princípios da Palavra. Quando falamos de família, precisamos também considerar o que é bom para o outro. Ensine ao seu filho que a sua atitude deve considerar as pessoas ao seu redor, para que ele não cresça egoísta, pensando só em si mesmo.

Há um conselho também para os homens. Como é importante a palavra de vocês no seu lar! Preste atenção na importância da sua voz, como líder na sua família. Como pai, você é importante para o seu filho. Talvez ache que a responsabilidade de tudo a respeito do seu filho é da sua esposa, mas isso não é verdade. Deus é tão sábio, que colocou duas pessoas para extrair, de cada uma, a influência para construir a criança, para formar uma pessoa completa. A sua voz, como pai, é muito importante para o seu filho e para a sua esposa. Porém, mesmo que por algum motivo não haja a presença física do pai, sempre temos o referencial da Palavra de Deus.

Uma criança criada sem limites pode chegar em um momento da vida que, apesar de ter sido tolerada em casa, ela não será pelas pessoas. Por isso, não se canse de instruir, de corrigir. Quando o seu filho errar, diga não, fale a verdade com ele, abrace, discipline, ame, mas não deixe de fazer parte da vida deles, porque eles precisam de você, para que cresçam com saúde emocional e caráter. Seja o pai que supre, mas que também corrige e ensina. Não se canse, porque crianças crescem. Então pense: o que foi construído nelas durante o tempo em que esteve com você? 

Persevere fazendo o bem aos seus filhos! As palavras que eram chatas na infância serão a base para o futuro deles, pois eles irão repeti-las. Princípios não mudam, são bases que servem para construir a nossa vida e, se ela está fundamentada na Palavra, os seus filhos irão reproduzir isso na vida adulta. Cuide dos princípios da Palavra, se levante por dentro e saiba que Deus está pronto para restaurar qualquer coisa que ficou quebrada. 

Texto retirado do Site da Igreja Sede em Campina Grande-PB.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA