A necessidade de ser um bom líder

Postado em
1

por Thiago Borba

Em 1 Timóteo 3.4-5 está escrito: “E que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?”

Eu gostaria de alertar você sobre a necessidade de liderar. Nós que somos homens, temos a responsabilidade de liderarmos as nossas casas. Há quatro áreas específicas que o irmão Rick Renner compartilha sobre liderança do lar, são elas: casamento, criação dos filhos ou comportamentos dos mesmos, condição física da casa e organização financeira.

Inicio falando sobre casamento, pois se trata de um projeto de Deus. Como líderes, temos que entender certos conceitos para manter o bem-estar em nosso relacionamento. Se há falha na sua família, a responsabilidade é do líder. Um chefe do lar não é aquele que apenas supre as necessidades financeiras ou materiais, mas aquele que apoia com conselhos, orientações e referenciais.

A igreja pode exercer toda autoridade de Jesus aqui na terra. Entenda que a sua esposa também tem autoridade sobre seus filhos. Ela também deve ter acesso aquilo que pertence a você, pois assim, o bem-estar da sua relação estará garantido. Nós precisamos sacrificar o nosso bem-estar pelas nossas esposas. 

O bom líder coloca as vontades do liderado acima das suas.

Precisamos entender que crente não casa pensando na possibilidade de separar. Seja aberto com as suas esposas. Nós aprendemos que elas estão submissas a nós, porém, devemos respeitá-las, essa é a responsabilidade de um bom líder. 

Falo um pouco sobre os nossos filhos. A forma como lideramos os nossos filhos em nossas casas, mostra o líder que nós somos.

Não terceirize a criação dos seus filhos, a criação deles deve ser de casa. A igreja serve como um bom complemento, mas a base vem de casa.

Em relação às nossas casas. Elas demonstram o nível de organização que nós possuímos em nossas vidas. Se temos uma casa bagunçada, é sinal que a nossa vida também está bagunçada. Como vamos ser um referencial para os outros dessa maneira? Um crente deve ter consciência da responsabilidade de manter a nossa casa bem cuidada, pois isso será um reflexo de como está a nossa vida. 

Para finalizar, gostaria de falar sobre a organização financeira. Como crentes que somos, devemos entender que há prosperidade disponível em nossas vidas. Um crente não deve ser um devedor. Que exemplo nós daremos se formos crentes com dívidas? Eu, particularmente, já vi situações em que crentes não conseguem crédito por serem devedores e isto não faz parte, ou melhor, não deve fazer parte das nossas vidas. As pessoas devem olhar para nós como bons pagadores, pessoas com organização financeira exemplar.

*Trechos da ministração do Pr. Thiago Borba na Conferência de Homens 2020

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA