A nossa nova vida em Cristo

Postado em
0

por Thiago Borba
(Pastor da Igreja Verbo da Vida Sede em Campina Grande-PB)

“Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo. Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II Coríntios 5.16-17).

A Bíblia diz que somos feitos novas criaturas quando entregamos nossa vida a Jesus. Agora nós somos diferentes. Essa mudança é total. Deus não o consertou ou remendou. Ele recriou você, o refez. Essa é a realidade que nós precisamos entender. Nosso espírito foi recriado, e não podemos ser reconhecidos pela nossa carne, pela nossa natureza terrena. Nós devemos ser conhecidos pelo espírito.

Eu queria chamar a atenção para algumas coisas que Jesus fez por nós. Quando olhamos para o Jesus da cruz, ali não é quem nós somos, e sim quem nós éramos. Ele assumiu nossas dores e enfermidades, se fez pobre em nosso lugar. Nunca se identifique com o Jesus da cruz. Esse é quem você era.

A realidade espiritual não pode ser discernida naturalmente. Ela se discerne espiritualmente. Eu posso tocar a sua alma. Coisas naturais alcançam coisas naturais, mas para alcançar o teu espírito e perceber o mundo espiritual, nós não precisamos sentir, falando de uma forma natural. Existe uma realidade da Palavra que define quem nós somos hoje. O teu sentimento não define quem você é por dentro, quem te define é a nova realidade, é o que Jesus fez, é o que a Palavra diz ao seu respeito. Tem alegria e paz dentro de você. O amor de Deus já foi derramado dentro do seu coração. Se você quiser viver uma vida de sentimentos, vai viver muito aquém do que Ele fez por nós.

“Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas. E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural; Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era. Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito” (Tiago 1.21-25).

Tiago está dando uma exortação para nós como crentes, para sermos praticantes da Palavra. Ele diz “despojando-vos”, ou seja, tire essa roupa de maldade, esse acúmulo de impureza que está em cima de você. Muitas vezes estamos limpos por dentro, mas com as práticas erradas, com o condicionamento errado a respeito da nossa vida, acostumados com a velha maneira de pensar. Ele diz: “se apega a essa Palavra para que ela possa salvar a sua alma”.

Você, por dentro, agora é uma pessoa nova. Comportamentos antigos não servem mais. As atitudes, o temperamento antigo não servem mais. Troque essas roupas velhas por vestes de justiça. Existe uma capacidade sobrenatural para você ser quem Deus criou para ser. Quando renovamos a nossa mente, conseguimos discernir o que é ou não da vontade de Deus. O que estamos fazendo com essa capacidade? Estamos salvando a nossa alma, mudando a nossa forma de pensar com relação a nossa natureza espiritual?

Quando olhamos para o espelho, o fazemos para ver se tem algo errado na nossa aparência e, assim, nos ajustarmos. Da mesma forma, ouvir a Palavra é como se olhar no espelho. Você ouve com o objetivo de ajustar o que não está no lugar, o que não está correto, e você ajusta a roupa espiritual, a sua maneira de pensar conforme a Palavra declarada.

Não é o sentimento que diz se você tem paz ou não, se você consegue dormir ou não. Não é o sentimento que dita as regras em nossas vidas. É o que Palavra diz ao seu respeito. Ela muda os sentimentos. Os sentimentos passam, mas a Palavra permanece para sempre. Não espere sentir algo para começar a agir. Não espere sentir para você começar a se alegrar, ou sentir-se amado por Deus. Deus o ama independente do que você sente. Ele se importa com você independente do que você sente. Existe uma realidade espiritual muito além daquilo que estamos sentindo naturalmente. Nós precisamos entender isso. Em Efésios, Paulo fala isso. Ele pede para que Deus nos conceda espírito de sabedoria e revelação.

Não deposite a sua confiança naquilo que você sente, mas na Palavra de Deus. O reino espiritual não pode ser definido pela forma como nos sentimos. Existe uma realidade muito acima. O que nós precisamos é crer e colocar em prática. Nós precisamos nos mover nos espírito. Eu quero ajudá-lo a se mover no espírito. A Bíblia diz, em Romanos, que nós precisamos ser zelosos e fervorosos de espírito, servindo uns aos outros, ou seja, nós precisamos nos aquecer mais. E isso não é quando sentimos vontade. O sentimento não pode ser confiável. É pela fé na Palavra.

“Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tuTHa paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres” (Apocalipse 2.1-5).

Deus me levou a esse texto. Quantos sabem que amor não é sentimento pela Palavra, mas são atitudes e ações? Amar a Deus é guardar os seus mandamentos; é praticar a Palavra; é amar ao Senhor. Ser ouvinte e não praticante não faz de você uma pessoa que ama a Deus. Quando você ouve a Palavra e deixa ela mudar suas vestes, sua forma de pensar, isso sim é amor. Quando não nos alegramos com a Palavra tem alguma coisa errada. É importante sermos zelosos, mas também é importante sermos fervorosos.

Deus nos ordena a nos arrependermos e voltarmos às práticas das primeiras obras. Agora me diga, onde está escrito que precisamos sentir alguma coisa? Paulo disse que precisamos andar no espírito. Lembra de onde caístes, se arrepende e começa a fazer de novo. Não espere a vontade vir. Se você sabe o que tem que fazer, faça. Não espere sentir. Tem fogo dentro de você. Se aqueça! Fique cheio do Espírito! Quanto mais quente você estiver, mas fácil será para Deus moldá-lo. Esqueça do que as pessoas dizem ao seu respeito. Sua reputação não é nada. Você é nova criatura.

Não deixe a temperatura cair, seja cheio do Espírito. Se encha mesmo sem sentir nada. De repente, vai transbordar.

*Texto extraído do Site da Igreja Verbo da Vida Sede 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA