Servindo com gratidão

Postado em
0

por Thiago Borba

“Pois quem é maior: o que está à mesa, ou o que serve? Não é o que está à mesa? Mas eu estou entre vocês como quem serve” (Lucas 22.27)

Jesus estava apontando um traidor, mas também estava mostrando que o conceito do mundo sobre serviço e liderança, não se aplica à Igreja. O maior, para o mundo, é quem está à mesa. Para Jesus, o maior é o que serve.

Já em Mateus 20.20, os discípulos ficaram indignados com os filhos de Zebedeu, pois se sentiram melhores do que eles. Mas, da mesma forma, Jesus está dizendo que quem deseja ser grande, deve servir.

Servir independe da posição que você ocupa, pois não é uma questão de posição e sim de natureza.

Jesus faz um contraste entre dominar e servir. No mundo, quem domina são os grandes e os pequenos servem; já no reino de Deus, ambos servem, pequenos e grandes. Jesus é a exata expressão de Deus, então se Ele tinha no coração esse desejo de servir, quer dizer que Deus deseja nos servir também. Servir é um caminho para o crescimento. Quem quer crescer, precisa servir, mas, quem já cresceu, também precisa continuar servindo.

Deus tem interesse em nos servir, nem que seja para nos ver mais alegres. Entenda isso como um princípio, servimos as pessoas para torná-las melhores. Uma autoridade, no conceito mundano, está lá para ter suas necessidades supridas pelos servos. Mas, no conceito da Palavra de Deus, o Senhor é o nosso pastor e não deixa que nada nos falte (Salmo 23.1).

Precisamos ter o mesmo sentimento que Deus tem ao nos servir. Deus está sempre procurando qual a nossa necessidade para nos tirar da tristeza para a alegria. Por isso, eu quero te estimular a se envolver em algum departamento da sua igreja.

Quando você melhora a vida de alguém, a sua vida melhora também. Precisamos ter o desejo de nos envolver nos trabalhos da nossa igreja, se você não faz isso, ficará estagnado. É isso que faz com que você desenvolva relacionamento com outras pessoas, amadureça, aprenda com outros.

Quem se isola, procura seus próprios interesses, mas quem serve pessoas serve a Deus.

Amor não é um sentimento. Não podemos dizer que amamos a Deus porque sentimos isso. Sabemos que amamos a Deus de acordo com os parâmetros da Palavra sobre isso. João 14 diz: “se me amais, guardarei os meus mandamentos” e “se alguém tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama”.  A prioridade que damos à Palavra, é a prioridade que damos a Deus. Quanto mais você se dedica à Palavra, mais você está se dedicando a Deus. Em 1 João 4, diz que se alguém ama a Deus e não ama seu irmão, é mentiroso.

Não há outra forma de servir a Deus que não seja servindo as pessoas. Se você não gosta de gente, você tem um problema com Deus!

Jesus disse: “se tu me amas, cuida das minhas ovelhas”. Comece a pensar em como você pode amar mais a Deus. Alguns de nós estamos “matando” nossos irmãos. Precisamos nos dedicar mais às pessoas! O mundo tem pregado uma cultura de egoísmo que, às vezes, tem entrado na Igreja. De acordo com o novo mandamento, amamos ao próximo como Jesus nos amou. O nível é muito alto, pois Jesus colocou a nossa vida antes da dEle, Ele deu a própria vida por nós. Jesus abdicou da Sua vontade por nós.

Quanto do seu tempo é dedicado às pessoas e quanto é dedicado a si mesmo? Precisamos sair do culto sabendo que ao menos uma pessoa teve uma manhã diferente por nossa causa. O que você tem pra dar? Use aquilo que você tem. Se é apenas um sorriso bonito, é isso que Deus vai usar para alcançar alguém, mudar a vida de alguém com uma atitude simples.

Nossa vida não é mais nossa. Cuidado com esse conceito de que sua vida está em primeiro lugar. Não tenha sua vida como preciosa! E daí que as pessoas não te agradecem? Você não faz por reconhecimento, faz porque precisa servir, porque é sua natureza. Você faz para Deus e Ele é um bom galardoador. Quando você é fiel no pouco, Deus pode te colocar no muito.

Se submeter a alguém é parte do serviço. Deus levantou líderes; servir e seguir essas pessoas é parte de fazer a obra de Deus. Você, que murmura, não está servindo, pois o amor diz a verdade, mas o amor também suporta todas as coisas. Não use a desculpa de que o amor fala a verdade para desabafar um monte de coisas ruins que você traz no coração sobre algo que alguém fez.

Ou a gente serve por gratidão, ou serve por ambição.

Servir por ambição é servir pensando no que aquela pessoa pode fazer por você. Quando servimos com gratidão, pensamos no que já foi feito por nós.

Quem serve com ambição, está sempre medindo o esforço para saber se vale à pena se esforçar. Quem serve com gratidão não mede esforços, faz porque é uma forma de demonstrar que ama ao Senhor!

*Texto retirado do Site da Igreja Verbo da Vida Sede em Campina Grande-PB 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA