Qual o seu objetivo?

Postado em
0

por Rachel Garcia

Olá, querido,

Graça e paz!

Que alegria poder escrever esse texto diretamente para você! Uma pessoa tão importante para o Reino de Deus, que abriu mão de si mesma em prol do chamado do Senhor!

Gostaria de fazer uma simples pergunta: Qual é o nosso objetivo como missionários?

Acredito que sua resposta tenha sido que o nosso objetivo é “proclamar o Evangelho a toda criatura”. Um Evangelho vivo, que liberta, cura, transforma, anima e restaura!

Deus não está apenas interessado em saquear o inferno. Seu interesse vai além. Ele quer ver as pessoas sendo cheias de Sua Plenitude. Por meio do sacrifício de Jesus, Ele gerou condições para uma vida melhor, em um nível superior. Uma vida cheia do próprio Deus. Uma vida saudável, divertida, próspera, entre tantas outras coisas que Ele nos proporcionou mediante Sua infinita Graça! Deus não quer apenas tirar o homem de uma condição de condenação, mas também o levar a viver REINANDO em vida!

Bem, nós já sabemos disso, nós pregamos isso. Mas… estamos VIVENDO isso? Ou será que estamos deixando alguma coisa escapar?

Por exemplo, você tem sentido como se estivesse quase sempre com fadiga? Desânimo? Cansaço? No livro Choque Cultural, o escritor Myron Loss diz o seguinte: “Você vive em uma tenda humana que precisa de comida, de descanso e de exercício. Seu corpo glorificado será liberado mais tarde; mas, por enquanto, você precisa ‘fazer das tripas coração com o que tem’. Muitos missionários reclamam de estar cansados o tempo todo. Muitas vezes, exames físicos revelam que o problema é a falta de exercícios”. Parece que esse quadro não combina muito com a VIDA ABUNDANTE, não é mesmo?

Como sabemos, o Campo Missionário é um lugar de muitas descobertas, muitas novidades. É tudo novo, longe da família, amigos. E, por tudo isso, pode carregar uma grande carga de estresse, com muitas tensões. Porém, o Missionário precisa estar sempre alerta, sempre atento aos movimentos de Deus, sempre preparado para as portas que se abrem, sem estar distraído ou desanimado.  Afinal, vidas estão em jogo. Sua vida de oração, leitura da Palavra, leitura de bons livros, confissões da fé precisa estar sempre em atividade.

Mas, você sabia que havia mais um aspecto da sua vida que precisa estar em constante movimento e atividade? Sim, seu corpo é o vaso de barro que carrega toda a unção, seus dons e tudo o que Deus depositou em você, para que tenha ampla suficiência e complete sua carreira sem esmorecer. Logo, este corpo precisa ter energia e disposição suficientes para que você alcance a linha de chegada! A unção precisa do seu corpo vivo e disposto para tocar a vida das pessoas. É aí que eu quero chegar: Não deixe seu corpo esquecido!

Você precisa se alimentar corretamente, praticar atividades físicas, ter tempo de descanso e tudo o que for necessário para sua própria qualidade de vida. A zona de conforto do missionário pode comprometer sua saúde, bem como sua missão. Afinal, sem o corpo até onde ele chegaria?

A atividade física aumenta o vigor, o ânimo, libera hormônios do prazer que combatem o estresse, aumentam a autoestima, entre outros benefícios. Quando pratica atividades físicas e desenvolve bons hábitos alimentares, você ganha mais disposição para orar, mais concentração para ler a Palavra e bons livros. Você acabará ficando mais forte nas suas convicções e mais confiante e ousado para declarar a Palavra, misturada com fé e alcançar o seu propósito. Isso significa que, usar tempo para fazer atividades físicas, também lhe faz ganhar mais tempo, pois você se torna mais produtivo no que resta. Assim, manter uma vida saudável lhe fará um missionário ainda mais efetivo.

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (I Tessalonicenses 5.23)

Pode não parecer fácil no começo. Vai requerer disciplina, domínio próprio, determinação. Porém, como este texto diz, é interesse do Senhor que você se encontre irrepreensível e Ele mesmo é quem o santifica em tudo. Ele lhe ajuda e lhe guia para que você alcance sua plenitude. Como diz nosso grande irmão Rozilon Lourenço: “Missionário bom, é missionário vivo!”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA