Crendo nas Promessas

Postado em
0
285

por Bud Wright

“Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel” (Hebreus 10.23)

Nós precisamos estar totalmente persuadidos de que Deus cumprirá todas as suas promessas para a nossa vida. Abraão ficou assim. Jesus viveu assim. Paulo tinha esta mesma certeza de que o Senhor era fiel. E podemos ler sobre vários outros homens de fé na Bíblia. Eu pergunto para você: Será que Deus amava eles mais do que nos ama? Ou será que o poder dEle diminui? Claro que não. Se Ele cumpriu as promessas para eles, vai cumprir para nós. Mas, precisamos crer.

Quando ouvi as primeiras vezes sobre Marcos 11.23, eu pensava: “Jesus pode fazer isso”. Mas, quanto mais eu ouvi e li esse texto, mais eu entendi que eu também poderia. Jesus falou: “Se alguém”. Eu sou alguém. Você é alguém. Então, você pode também crer com o seu coração e falar com a sua boca e será assim com você.

Tem três vezes o verbo “dizer” e apenas uma vez o verbo “crer”. Isso significa que confissão é importante. Nós precisamos confiar em nossas palavras. Se não tivermos confiança no que estamos falando, nossa fé não funciona. As pessoas podem confiar nas suas palavras? Quando você diz algo, você cumpre? Se as pessoas não podem confiar em sua palavra, você também não poderá. Assim, como sua fé vai funcionar?

Nós devemos alinhar a nossa vida e a nossa confissão com a Palavra de Deus. Nós nascemos de novo confessando que Ele é o nosso Senhor e precisamos manter todos os dias essa confissão. Mas, também precisamos viver como quem tem Ele como Senhor, seguindo as ordens dEle, fazendo o que Ele quer, com procedimentos que agradam a Ele.

Não importa o que você está sentindo, a Palavra é verdade se você sentir ou não. Fé é isso! Crer no que está escrito, não importa as circunstâncias. Crendo com o coração mesmo que não esteja vendo ainda. Fé é a atitude de agir de acordo com o que Deus falou. Viver pela fé é viver praticando e esperando o que Deus prometeu.

Abraão não tinha Bíblia, mas Ele tinha palavras, promessas de Deus para Ele e agiu como se elas fossem verdade. E eram! O escritor aos Hebreus, no capítulo um, disse que Deus falou de várias formas, mas hoje Ele fala através da Palavra. Temos que viver considerando que o que está escrito é a verdade.

Se Ele diz que eu posso orar e pedir o que quiser, em nome de Jesus, e será assim comigo, então, eu preciso colocar em prática. Mas, para isso, eu preciso crer de todo o meu coração. Quando comecei a ouvir essas mensagens sobre fé, eu não cria. Em 1976, quando eu pastoreava lá nos Estados Unidos, convidei um evangelista brasileiro para pregar lá. Ele falou sobre as promessas de Deus e disse: “Procure na Bíblia algumas promessas e comece a crer no que está escrito”.

Eu fui para casa e sentei na mesa com a Bíblia aberta, procurando algumas promessas. Então, parei em João 15.7:

Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito”.

No momento em que li isto, minha cabeça metodista não podia aceitar. Eu pensei: “Qualquer coisa?”. Realmente eu não estava crendo. O fato de você ler ou conhecer não significa que você crer. Você só está crendo quando chegou a ponto de praticar. Mas, o Espírito Santo foi me ensinando. Eu fiquei meditando naquele texto. Até que falei: “Eu permaneço nEle. Ele permanece em mim, porque Ele disse que habitaria comigo e estaria comigo até o fim dos séculos”. Então, eu já estava começando a crer, porque eu já estava correspondendo às condições necessárias. Eu orei: “Senhor, eu creio que você habita em mim”. Na mesma hora, eu ouvi dentro de mim: “Por causa disso você pode me pedir o que quiser e lhe será feito”.

Eu meditei tanto naquela Palavra que fiquei tão persuadido de que era verdade e comecei a praticar. E se cumpriu. Aleluia! Quanto mais você medita nas promessas e se adequa as condições necessárias para poder desfrutar daquela promessa, mas rápido você ficará convicto a ponto de praticar.

O Salmo 91 tem muitas promessas que nós devemos confessar todos os dias. Você precisa está totalmente persuadido de que Deus está lhe guardando. Você precisa concordar com Ele, com o que está escrito, por meio das suas confissões. Eu creio que a confissão da Palavra me guardou de muitos males.

Você precisa confessar todos os dias a sua cura, mantendo a sua cura. Mas, isso requer tempo. Preguiça vai lhe impedir de viver pela fé. Não tenha preguiça de ler e meditar na Palavra e de orar. Confissão da Palavra é também oração. Quando você confessa, você está concordando com Deus. Significa ter comunhão com Ele, está se comunicando com Ele, exaltando o que Ele falou. Isso vai abençoar você, vai deixar você totalmente convicto de que as promessas dEle se cumprirão em sua vida. Isso é edificar a sua fé.

Mas, fé também requer ações correspondentes. A primeira ação é confessar, mas precisamos agir de acordo com o que cremos. Se você crer que Ele está lhe guardando, não vai ficar andando com medo.

É preciso agir correspondente. No Velho Testamento, podemos ler em Josué que Deus deu uma promessa ao povo: “A cidade é de vocês”. Mas, Ele também deu instruções. Eles poderiam ficar lá com uma fogueira acesa e confessando: “Graças a Deus! A cidade é nossa!”. Podiam fazer isso todos os dias, mas nunca teriam a cidade. Por que? Porque confessar é preciso, mas também é necessário agir, obedecendo as instruções. Eles fizeram exatamente o que Deus disse e aconteceu exatamente como Deus disse.

Por exemplo, muitos creem que podem impor as mãos sobre os enfermos e eles serão curados. Mas, eu pergunto: Você está impondo?… Então, vamos agir de acordo com a Palavra, vamos viver considerando a Palavra como verdade e as promessas se cumprirão em nossa vida. Deus é fiel e fará a parte dEle. Mas, precisamos fazer a nossa também.

 

*Texto retirado da Revista Conexões  – Edição de Dezembro de 2017.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA