A música como ferramenta

Postado em
0
67

por Manassés Guerra

Quando você O chama, Ele vem. Sim, Ele habita em você, mas isso não significa que você esteja experimentando da presença dEle. Você chama e Ele vem. Por meio da adoração, você se rende a Deus ao ponto de trazê-lo em manifestação.

Adoração não é somente um caminho por onde você vai até Ele, mas você pode trazê-lO. Na adoração você tEm liberdade para acessar o lado de lá.

Têm algo que vai acontecer com frequência, quando você decidir invocar a realidade de Deus aqui na terra. O mundo perdeu essa influência dos Céus, mas você pode trazer essa influência para a terra. A música é essa ferramenta de invocação. Nós temos, originalmente a canção que invoca, atrai os Céus, o poder. Pode tudo estar parecendo um deserto árido, mas você pode transformar o ambiente.

Dois pilares fundamentais compõem a criação humana: o ser filho e ter governo. Como filho de Deus, você têm relacionamento com Deus, mas, como governante, Deus lhe deu poder para administrar os recursos e para servir ao próximo. Tudo isso junto completa a adoração. Ser filho já lhe faz servo, porque o governo lhe coloca à serviço da autoridade de Deus.

As orientações de Deus nunca serão para você se isolar da sociedade, mas para você correr para as pessoas. As diferentes formas de dons e talentos são para servir as pessoas.

A música é uma ferramenta poderosa para você ter comunhão com a presença de Deus e trazê-la para o lado de cá.

Na medida que entendemos isso, vemos que fazer acontecer tal coisa não é complicado, mas é algo simples. Através do cantar em línguas, por exemplo, quando você quer alcançar o lado de lá, da parte de Deus, você começa a cantar em línguas. O momento de música em um culto, não é mera distração. Você deve ir fundo. É como uma cacimba, um poço, pois existe um poço dentro de você. Mas, não adianta ter água e não ter com o que puxá-la, você precisa de um balde e para puxar as águas profundas de dentro, você começa a entoar cânticos espirituais.  

O governo surge na adoração. Não é mera declaração da mente, são declarações vindas do trono. Cantando, você está declarando, trazendo a manifestação para o lado de cá. Se você não entende e não estiver firme por dentro, sobre o que declara, as canções serão esmorecidas pelos problemas.

O adorador tem que ter uma canção para o outro também. Só quem não entendeu o que é adoração, não tem uma canção para cantar para outra pessoa.

“Por causa das muitas opressões, os homens clamam, clamam por socorro contra o braço dos poderosos. Mas ninguém diz: Onde está Deus, que me fez que inspira canções de louvor durante a noite, que nos ensina mais do que aos animais da terra e nos faz mais sábios do que as aves dos céus? Clamam, porém ele não responde, por causa da arrogância dos maus. Só gritos vazios Deus não ouvirá, nem atentará para eles o Todo-Poderoso” (Jó 35. 9-13)
 

O Espírito diz que eles gritavam com suas próprias palavras, mas não paravam para receber as canções que vem de dentro. Como não ter essa canção, se é Ele que coloca dentro de você?

Deus já lhe fez um adorador e você pode mergulhar nesse entendimento. Todos nós temos essa canção dos Céus dentro da gente. Às vezes, para amar a Deus, outras para declarar a  Palavra, outras para cantar para o teu irmão. Cante até pegar fogo! Uma das coisas que aprendi enquanto ensinava sobre estas coisas, foi a cantar até pegar fogo.

“Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” (Colossenses 3.16)

Seja possuído ao ponto de manifestar Deus. A música é uma ferramenta poderosa para praticar aquilo que você tem aprendido na Palavra e, mesmo com as lágrimas rolando, você começa a cantar, até que você se enche de alegria.

*Texto retirado do Site da Igreja verbo da Vida em Campina Grande-PB.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA