Semeando esperança no Sertão

Postado em
0

por Jônatas Romero

Em julho de 2015, em um dia à tarde, quando estava olhando o meu perfil no Instagram, vi algo que me chamou atenção. Uma foto de uma mobilização missionária no sertão do Piauí no perfil do pastor Juliano Son. Desde então, tudo mudou, é como se a rota da minha vida tivesse encontrado os trilhos certos e, agora, eu tivesse sempre em direção a mim mesmo, dentro do propósito de Deus. Passei a viver em prol de um povo, trabalhar por isso, falar disso, dormir e acordar pensando nesse povo: o povo sertanejo.

Em janeiro de 2016, em Capitão Gervásio de Oliveira (PI), tive meu primeiro contato com o sertão do Piauí. Lá foi onde Deus falou comigo que eu não seria o que enviaria, mas seria o enviado; não usaria da matemática, mas sim da música para alcançar aquele povo. Na época, estudava Matemática e tinha o sonho de ser doutor para poder enviar e sustentar missionários no campo; porém, tudo mudou! Passei a entender que logo, logo seria enviado.

De janeiro de 2016 a janeiro de 2020, passei por 9 cidades do sertão do Piauí, em cada uma delas uma experiência incrível e única. Não dá para fazer comparações, pois em cada uma vi o Senhor se movendo, alcançando pessoas, curando, salvando, restaurando famílias, jovens sendo libertos de vícios e passando a sonhar, novamente, com um bom futuro. Nesse tempo, estive entre idas e vindas do Piauí para Campina Grande (PB), minha terra natal.

Em 2019, Deus me deu a oportunidade de passar o ano todo morando no Sertão. Para lá fomos com o projeto “Acordes do Sertão”, abrindo uma escola de música e preparando pessoas locais para dar continuidade à escola. Graças a Deus, assim aconteceu! Também foi levantada uma nova liderança de jovens para a igreja local.

No meu coração, sempre me lembrava das palavras do profeta Isaías:

“Pois derramarei água na terra sedenta, e torrentes na terra seca; derramarei meu Espírito sobre sua prole, e minha benção sobre seus descendentes” (Isaías 44.3 – NVI)

Assim eu vi de perto o Sertão sendo transformado, em específico o Piauí. Um estado que até tempos atrás era um dos menos evangelizados, hoje tem provado do poder da Palavra, tem sido transformado. O que me anima é saber que não tem sido só no Piauí, mas pessoas têm sido levantadas de todas as partes para fazer missões naquele região.

O sertão já não é mais o mesmo. Quantos projetos, bases missionárias, Deus tem levantado por todo o Nordeste!

Estar no meio deles é tomar café todos os dias em todas as casas, é “prozear” sobre a vida e os ensinamentos dos país, é ver alegria em meio a tantas coisas tristes, é ver gratidão em todo tempo, é receber o melhor deles, mesmo quando não se tem muita coisa para oferecer. É ver beleza em meio às plantações, é aprender a plantar, a colher, é aprender a valorizar tudo que se tem e amar uns aos outros, mesmo que não conheça quem são os outros.

No Sertão ainda existe um povo a ser alcançado. No ano passado, entramos em um povoado no interior do Piauí, onde as pessoas nunca tinham ouvido falar de Jesus. Isso me mostrou o quanto de trabalho ainda temos pela frente, mas o melhor de tudo é que tem chegado, a Palavra tem sido pregada e o povo tem sido alcançado. 

Que possamos sempre rogar ao Senhor da seara para que ceifeiros sejam enviados, pois a seara ainda é grande. Além disso, que possamos ser canais para sustentar aqueles que estão lá, nos disponibilizarmos a ir e fazer parte dessa tão grande obra que o Senhor tem realizado naquele lugar.

 


Jônatas Romero

Graduado da Escola de Missões Rhema em 2017 , Campina Grande (PB)
Missionário no Sertão 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA