Vida de oração

Postado em
0
Quando olhamos para o início da igreja vemos o quanto os irmãos viviam em oração. Basta lermos os capítulos iniciais do livro de Atos e saberemos o porquê de tanto poder em manifestação naqueles dias. Não era porque eles eram mais especiais do que nós, nem tão pouco pelo fato da igreja estar em seu início. A causa do poder estava na vida de comunhão, através de uma vida de oração.
 
O missionário e missiólogo, Patrick Johnstone, diz em seu livro, Intercessão Mundial que “quando o homem trabalha, o homem trabalha; quando o homem ora, Deus trabalha”. 
 
Jorge Müller costumava dizer que “um crente pode fazer mais em quatro horas, depois de empregar uma em orar, que cinco sem orar”.
  
Precisamos entender que para realizarmos a obra que o Senhor nos tem chamados à fazer, não seremos bem sucedidos se não orarmos. O poder ou a manifestação do poder está numa vida de oração individual e/ou congregacional.
 
No que tange à obra missionária – evangelismo de escopo mundial, temos aprendido que podemos fazer a diferença no curso da vida de muitas pessoas por causa da nossa vida de oração.
 
Em 1 Timóteo 2:4, a Bíblia nos diz que é a vontade de Deus que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. Mas isto irá acontecer só porque é vontade de Deus?! Não!!!
 
Como já disse John Wesley: “Nos parece que Deus é limitado pela nossa vida de oração. Ele nada faz pela humanidade a menos que alguém o peça para fazê-lo”.
 
Para que a vontade de Deus, expressa em 1Tm 2:4 se cumpra, se faz necessário duas ações do homem: Orar e evangelizar.
 
Reinhard Bonnke diz em seu livro, Evangelismo por Fogo que “evangelismo sem intercessão é um explosivo sem um detonador. Intercessão sem evangelismo é um detonador sem um explosivo”.
 
Mas se juntarmos estes dois indispensáveis ingredientes, poderemos transtornar o mundo, como foi dito com respeito a Paulo e Silas em Atos 17.
 
Precisamos ir, precisamos evangelizar e será a nossa oração que preparará o caminho para nós passarmos. A nossa missão depende da nossa vida de oração!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA