O perigo da inveja

Postado em
1

por Eliezer Rodrigues

“Os judeus, porém, MOVIDOS de inveja, trazendo consigo alguns homens maus dentre a malandragem, ajuntando a turba, alvoroçaram a cidade e, assaltando a casa de Jasom, procuravam trazê-los para o meio do povo” (Atos 17.5)

A Bíblia diz que os filhos de Deus são guiados pelo Espírito de Deus (Romanos 8.14). Porém, quando um filho de Deus não alimenta diariamente o seu espírito com a Palavra de Deus, com certeza a sua carne vai se sobressair, se tornar forte. Sua conduta e pensamentos passam a ser carnais.

O apóstolo Paulo ensina aos Gálatas sobre quais são as obras da carne (Gálatas 5.19-21) , e uma delas é a inveja. Não existe diferença para Deus entre prostituição e inveja, ou inveja e ciúmes, ou ciúmes e feitiçaria, pois todas as obras da carne estão na mesma lista e são pecado.

A palavra “inveja” tem a sua raiz grega como phthio que se traduz por: corromper, destruir, depravar, contaminar, e etc.

Por exemplo, alguém com problemas de inveja pode se corromper tentando SER alguém que ela não nasceu para ser (e por isso não haverá qualificações). Se corrompe também ao querer TER algo que o outro tem (para mostrar status e parecer que sempre está por cima), mas que ainda não tem condições de ter.

O invejoso tem uma espécie de “ira” dentro do seu coração, um sentimento de competição, e vive desejando o que as outras pessoas têm. O invejoso diz que os outros fazem o que ele sempre quis ter e fazer. É uma linha muito fina do que parece um simples desejo e as vezes até parece fé, mas, o propósito está totalmente errado.

O invejoso tem um foco maligno no “glamour” dos outros, na honra, no crescimento, na recompensa dos outros e etc. Ou seja, o invejoso não se alegra quando outros se alegram, não celebra a promoção dos outros, porque o coração do invejoso diz: “Eu estou muito mais qualificado para isso!”.

A inveja parece algo inofensivo, apenas um problema íntimo, pessoal. Mas, não é bem assim que a Bíblia nos alerta sobre ela. Por exemplo, o primeiro homicídio na Bíblia foi fruto de inveja! E é um dos caminhos perigosos alertados pelo apóstolo Judas no primeiro capítulo da sua carta, versos 10 e 11, onde ele chama a inveja de “O Caminho de Caim.”

Se um invejoso não se tratar pela Palavra, ele se torna inconstante, rebelde, assassino da influência dos ministros do Evangelho e líderes, além de destruidor das obras do Senhor; julgando, em si mesmo, que seu coração está certo e todos estão errados.

Eu tive algumas ovelhas com problemas de inveja e é bem difícil lidar com essa situação, porque há invejosos com “duas faces”. Se um invejoso não tratou o problema de inveja na sua vida, então, aprendeu a conviver com ela de forma hipócrita, ou seja, camuflando o problema com palavras bonitas, elogios falsos e até mesmo servindo na igreja bem direitinho.

Veja o que o apóstolo Tiago diz:

“Se, pelo contrário, tendes em vosso coração INVEJA AMARGURADA e sentimento faccioso, nem vos glorieis disso, nem mintais contra a verdade. Esta não é a sabedoria que desce lá do alto; antes, é terrena, animal e demoníaca. Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins” (Tiago 3.14-16)

Veja que Tiago fala que a “Inveja Amargurada” gera um “Sentimento Faccioso”. O que é um sentimento faccioso? Essa palavra no grego é eritheia que significa: “Intriga, desejo de colocar-se acima, desdenhar, perseguição egoísta, vangloriar”. Tudo isso é fruto da inveja amargurada!

Conhece alguém que quando você diz: “Você viu que o irmão fulano comprou um carro novo?” E o invejoso diz: “Também, comprar em 48 vezes e um erro ruim daquele todo mundo compra!”. Veja, o invejoso é um ladrão de alegria, ele é carnal!

Como vencer a inveja, pastor Eliezer Rodrigues? Toda obra da carne se vence com uma só maneira: andando em amor, no fruto do espírito, na palavra de Deus!

A inveja precisa ser mantida crucificada diariamente. A inveja deve ser subjugada pelo amor diariamente, até que o amor cresça e governe sua vida a ponto de dominar a inveja.

1 COMENTÁRIO

  1. Owww 🤗🙏
    Isso mesmo, precisamos constantemente vigiar nossos corações. A inveja infelizmente está infiltrada de forma muito camuflada “crentês servindo direitinho”, mas com motivações erradas. O amor é literalmente a resposta!

DEIXE UMA RESPOSTA