A analogia da pressão

Postado em
1

Nesses dias, enquanto eu meditava sobre algumas coisas para escrever esse texto, orei por uma inspiração nova, fresca, que me desse um assunto para abordar do qual, normalmente, não falamos. Enquanto pensava, me vieram algumas coisas e vou tentar descrevê-las aqui.

No dia-a-dia, eu costumo fazer e prestar bastante atenção nas analogias. Para que você entenda bem o que quero passar, veja a definição, segundo a Wikipédia, da palavra “analogia”:

“A analogia tem um papel muito significativo na resolução de problemas, tomada de decisão, percepção, memória, criatividade, emoção, explicação e comunicação, geralmente por meio de tarefas básicas, como identificação de lugares, objetos e pessoas, por exemplo. A linguagem analógica específica engloba exemplificações, comparações, metáforas, símiles, alegorias e parábolas, mas não metonímias. A analogia é importante não só na linguagem diária e senso comum (provérbios e expressões idiomáticas podem fornecer exemplos de aplicação), mas também na ciência, filosofia e humanidades. Os conceitos de associação, comparação, correspondência, metáfora, semelhança e similitude estão relacionadas à analogia”.

Vejamos, então, a analogia da pressão:

PRESSÃO ARTERIAL

Quando um médico ou enfermeiro vai fazer o procedimento de verificação da pressão ele não usa o termo comum que ouvimos: “Pode tirar a minha pressão?”. Não, não posso tirar, mas posso aferir que é o mesmo que verificar.

Não sei se você já observou na sua própria vida, mas quando temos alguma alteração de pressão, o nosso corpo sente, dá sinais… nós não ficamos normais. Porque a pressão normal gira em torno de 12 por 8. Alguns, ficam bem com ela em torno de 11 por 7 e por aí vai…

Recentemente, devido a inúmeras situações que vivenciei, tive picos de pressão bem alterada. Em alguns momentos ela estava alta, em outros a pressão estava baixa e isso não é normal, nem bom. E depois de ter vivido essa experiência, eu me lembro de ter orado sobre isso, porque era a minha mínima que aumentava mais do que o normal. Segundo os médicos, quando isso ocorre é proveniente de questões emocionais, preocupação, estresse, cansaço excessivo etc…

Já quando é a máxima que fica alta é sinal de hiper tensão mesmo, nesse caso tem que cuidar com medicamentos diariamente para mantê-la sob controle. Este não era o meu caso, mas era o anterior.

Deus nos criou para viver em paz e, quando nos movemos para longe dessa condição, o nosso corpo físico sofre, “ele fala”, literalmente, e se não for ouvido, “ele grita”. Não espere isso acontecer para fazer algo em seu favor.

PRESSÃO NA VIDA

Esse fato me fez fazer a analogia, a comparação, uma semelhança quanto a nossa vida no sentido geral. Quando passamos por pressão em alguma área, nós devemos agir provavelmente como a pressão arterial. Ou seja, pedir a alguém para tirar a pressão é errado. O que podemos fazer é aferir, verificar, observar o porquê dessa pressão anormal.

Ao identificá-la, devemos fazer alguma coisa para nos livrar dela, mas não são as pessoas que farão isso por nós. Deus nos diz em Mateus 11. 28: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei; Tomais sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração e acharei descaso para a vossa alma, porque o meu jugo é suave e meu fardo é leve”.

Eu gostei de ouvir algo sobre esse versículo, através de Jananyna Albuquerque, recentemente. Ela disse: “As pessoas não são responsáveis de lhe aliviar quando você está debaixo de pressão ou extremo cansaço. Elas não são responsáveis de tirar a sua sobrecarga. Jesus NÃO disse: procure o seu melhor amigo para que ele tire a sua sobrecarga, ou procure o seu pastor e, em um aconselhamento, coloque todas as suas cargas para ele. Não! Ele disse: venha para mim, quem tem o remédio sou Eu. Amados, esperar as coisas das pessoas é assinar um termo de suicídio. As pessoas não podem fazer por você algo além de uma medida”.

Essa pressão pode ser física, mental ou emocional. Quando estamos debaixo de pressão nos cansamos mais facilmente com tarefas que antes não nos cansariam tanto. Cansaço é esticar os elásticos além da conta. Não podemos, é preciso descansar. É necessário parar literalmente e avaliarmos as nossas motivações ao fazer as coisas.

O cansaço físico é resolvido por uma boa noite de sono e um banho quente. Mas, o cansaço emocional não. É preciso reavaliar a maneira como estamos vivendo, o que pensamos o que falamos e o que fazemos. Deus não tem interesse de nos ver assim. Ele nos quer vivendo bem, em paz e alegria, mas precisamos fazer a nossa parte.

Quando estiver debaixo de forte pressão, corra para Deus, porque tem muitas coisas sobre nós que só Ele pode entender quando precisamos ser entendidos. Ninguém consegue entender você mais do que o Senhor. Por melhor conselheiro que este alguém seja ou por mais que seja cheio de amor e compaixão. Às vezes, Deus não vai nos dizer o que estamos querendo ouvir, mas o que precisamos ouvir e isso vai nos “incomodar”. Às vezes, Ele vai falar conosco em um nível que a gente não espera.

Para aliviar a pressão arterial, os médicos recomendam novos hábitos de vida, qualidade de vida mesmo. Boa alimentação, atividade física e tranqüilidade para viver bem.

Na vida emocional, para aliviar as pressões, também precisamos fazer algumas coisas. Devemos nos livrar de pesos e pecados que nos assediam constantemente. Livre-se disso, é você quem se livra de mágoas, ressentimentos, amarguras, preocupações que tem lhe feito tanto mal.

Que tenhamos um dia-a-dia mais leve, tranqüilo, sem cansaço além do normal e com alegria de viver a vida, independente das circunstâncias que passamos.

Para animar alguns que passam ou passaram por pressões nesses dias, segui as instruções médicas e as instruções da Palavra de Deus. Estou muito bem, obrigada, com a pressão normal, sono tranqüilo, comendo corretamente e cuidando mais do corpo físico, além claro, de estar bem emocionalmente, o que é bem importante também. Com tudo que vivi, eu tirei lições em várias áreas. Que em meio às pressões do seu cotidiano, você não perca a oportunidade de tirar lições. Erra menos quem aprende mais.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA