Desenvolva o hábito de amar na prática

Postado em
2
314

por Dione Alexsandra

Olá pessoal, hoje compartilho um trecho de um dos capítulos do meu livro “Jornada para a Liberdade” lançado pela Editora Reinar. O livro está disponível para venda no VerboShop.

Anos atrás eu estava em um consultório médico e quero dizer que fico feliz em poder contar essa história e dizer que foi há anos atrás. Eu estava sentada e uma senhora que estava com problemas de saúde ficava querendo me falar sobre seus problemas. Sinceramente, eu não queria ouvir sobre eles. Afinal, eu estava lendo meu livro e queria ser muito “espiritual”, não queria ser boa para essa mulher, queria ser “espiritual”.

Eu só queria sentar lá, ler, orar baixinho e pensar como Deus se agradava de mim, porque eu estava estudando e orando em um consultório médico.

Qual será a nossa verdadeira espiritualidade?

Você pode ter toda a sua Bíblia grifada, mas se você não é bom para as pessoas não adianta de nada. A Bíblia diz que não importa o que você faça, se você não tiver amor, não passa de um grande ruído (ver I Coríntios 13).

O fato é que cada um de nós que estamos no ministério, não importa aonde vamos, estamos no ministério ali também. Afinal, nós somos a luz do mundo. E, caso você não tenha notado, é muito escuro lá fora. Então, aonde quer que formos precisamos deixar a nossa luz brilhar. Isso não significa que devemos pregar três partes de uma de nossas melhores mensagens onde quer que formos. Mas podemos começar sendo apenas gentis. O fato é que eu não queria ouvir aquela mulher, mas o amor é sobre doação e não sobre obtenção e, de repente, veio ao meu coração esse pensamento que sei que era Deus, porque eu duvido que tenha pensado isso por mim mesma: “Se fosse Joyce Meyer sentada aqui você ficaria feliz em falar com ela?”

Deixe-me te dizer, se fosse Joyce Meyer que estivesse lá, ela poderia falar sobre todos os seus problemas, sobre cada fio do seu cabelo, suas unhas e eu teria ficado paradinha diante dela com toda atenção necessária. Porque se Joyce Meyer tivesse falado comigo, teria me feito sentir importante. Mas aquela mulher desconhecida não estava fazendo nada por mim. Mas Deus abriu uma porta para eu fazer algo por ela, simplesmente ouvindo-a. Isso a faria importante para Deus. Naquele momento, aquela mulher era mais importante. Importar-me com aquela mulher também me fez importante.

Nós precisamos preparar a nós mesmos para sermos usados por Deus todas as vezes que passarmos pela nossa porta ao sair de casa pela manhã. Deus quer te fazer pronto para que, ao sair de casa, esteja atento para o que acontece ao seu redor, para ser usado por Ele a qualquer hora que Deus quiser usá-lo.

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4.8)

Como o amor pelas pessoas começa em nossa vida? Eu sempre acho que o amor começa nos pensamentos em relação a elas. Lembrando que só porque elas não são como nós queremos, não significa que há algo de errado com elas. Eu já pensei assim antes. Só porque algo nelas nos incomoda não significa que estão erradas. Nós não somos o padrão para todas as pessoas do universo. Cristo é o padrão.

“Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13.7)

Esteja sempre pronto a acreditar no melhor das pessoas. O amor pensa e acredita no melhor. Eu demorei demais para entender isso, sempre fui uma pessoa crítica, desconfiada e descobridora de falhas. Eu não acreditava no melhor, apenas no pior de cada pessoa e ainda dizia: “Melhor ser assim porque não tenho expectativas e não vou me frustrar”. Isso porque tinha muitas coisas ruins acontecendo em minha vida. Descobri muito cedo o lado terrível de pessoas, mas só porque eu tinha uma razão para ser dessa maneira, não tinha o direito de permanecer desse jeito.

Só porque você tem uma razão para ser negativo por causa das coisas que aconteceram no seu passado, uma vez que sabemos a verdade da palavra não temos mais o direito de permanecermos desse jeito. Porque Deus está nos oferendo uma vida melhor, mas para chegar lá tem que ser da sua maneira e não do nosso próprio jeito.

Quanto mais amamos as pessoas, mais tiramos os olhos de nós mesmos, mais temos tempo para ouvirmos pessoas que realmente preferíamos nem mexer, e assim mais feliz somos. O amor sai de casa mentalmente preparado para ajudar as pessoas. Eu tenho me treinado para isso e qualquer um pode se treinar também. O que se faz no púlpito em 50 minutos não é suficiente para demonstrarmos o amor de Deus pelas pessoas, existem mais 23 horas e 10 minutos disponíveis. Na verdade, Deus está mais interessado na nossa vida privada do que com a nossa vida pública. Além disso, não teremos poder de Deus no púlpito se a nossa vida privada não estiver correta. O amor sempre procura pessoas para ajudar. Devemos ser encorajadores. Jesus sempre teve tempo para ajudar as pessoas.

Muitas vezes, nós sabemos o que devemos fazer pelas pessoas, mas simplesmente não fazemos. Existem pensamentos que devemos pensar de propósito. Coisas do tipo: “eu vou caminhar em amor hoje, ajuda-me Senhor”. “Eu quero ajudar alguém hoje” e você começa a orar assim todos os dias. Eu te garanto que você será a pessoa mais ocupada do que possa imaginar. Você encontra todos os dias pessoas espancadas pelo mundo, pessoas feridas, mal tratadas. Estão deitadas em algum lugar, se não fisicamente, mas estão mentalmente, emocionalmente e espiritualmente do lado da estrada da vida, sem esperança e sem ajuda. O que nós podemos fazer a respeito? Por vezes, paramos no semáforo e esperamos que o farol mude para que possamos fugir antes que o mendigo possa chegar à nossa janela. Entenda que quero trazer para um equilíbrio aqui. Se você sente que Deus quer que você o ajude, faça algo. Senão, então não faça nada. Mas pelo menos seja simpático. Temos que usar de sabedoria, nem todos que pedem dinheiro são realmente pobres, alguns se condicionaram a essa situação. Você é guiado pelo espírito e saberá como agir, mas não seja insensível à dor dos outros. É preferível ajudar alguém e estar errado a não ajudar alguém e estar errado.

Não adianta apenas sentir pena das pessoas, precisamos nos mover para ajudá-las também. Se você sabe de alguém que está sofrendo, ore por ele, e diga: “Senhor, conforte-o hoje!” O que não podemos é não fazer nada. Não fazer nada não é aceitável mais para nós. Eu estou me treinando a desenvolver o hábito de ajudar pessoas, nem sempre é confortável esse treinamento, mas estou avançando.

O bom samaritano em Lucas 10.34-35 disse: cuide dele custe aquilo que custar, e eu pagarei. Não temos mais tantas pessoas que digam: “custe o que custar”. Pessoas que digam conte comigo para o que for preciso, essas pessoas estão raras hoje em dia. Não estou falando de algo que você não pode fazer. Tenho uma pergunta: “Se você cometesse um erro, você seria amigo de si mesmo?”

Quão misericordioso eu sou quando alguém não faz a coisa certa nas primeiras três vezes? Perdoar é um bom hábito, e acredite, vai te deixar mais leve.

A vida tem me ensinado que ela é como uma roda, o que você faz volta para você. Eu tenho pensado muito em algumas coisas e digo a mim mesma, coloque isso na roda e deixe girar.

Desenvolva o hábito de, quando tiver um problema com alguém, seja o primeiro a pedir perdão. Essa área era difícil para mim, mas é necessário mudar e exige esforço. Nós, mulheres, somos as que mais vamos pedir perdão na vida e devemos fazer por Deus e por nós para sermos felizes. Tinha pessoas que eu ficava três semanas sem falar com elas e elas nem sabiam o que tinham feito. O que podemos pensar? Quer saber? Vou deixar isso pra lá. Desenvolva o hábito de não expor as falhas das pessoas, fale com Deus e ore, você manterá muitos segredos entre você e Deus quando fizer isso.

Estava pensando em Davi e sempre tiro lições da história dele. Ele foi ungido para ser rei vinte anos antes de receber a coroa. Isso tem lições profundas. Só porque você está ungido para fazer alguma coisa, isto não significa que você começará a fazê-lo antes que você tenha seu tempo com o Rei Saul e tenha vivido seu tempo em cavernas. Antes de sermos usados por Deus publicamente devemos aprender como devemos ser usados por Deus em casa, entre quatro paredes. Especialmente quando as coisas não são do nosso jeito.

Desenvolva o hábito de investir  no seu crescimento

Devemos aprender a investir no nosso crescimento espiritual. Eu não passo um mês sem adquirir pelo menos um livro. Diariamente administro um tempo para ouvir ministrações em áudio ou vídeo e ouço muitos ministros diferentes, mas existem aqueles que ouço algo deles constantemente. Assim como fisicamente eu preciso de alimento natural todos os dias para manter meu corpo saudável, mas também eu preciso do alimento espiritual para alimentar o meu espírito e renovar a minha alma. Isso exige tempo, dinheiro e dedicação. Se você quer conhecer a amplitude de conhecimento de uma pessoa veja o que ela está lendo, ouvindo e assistindo. O que você lê, ouve e assiste revela o tamanho da sua visão.

2 COMENTÁRIOS

  1. COMO te amo mulher de DEUS.
    Vc foi minha professora em pedra de Guaratiba.

    Sua matéria transformou minha vida.
    💋❤️💖💖💖😍😍💚🤣😂💪💪😍😍💪💪

    • Cilene, amo sua vida também e acredito que as sementes plantas em seu coração ainda irão frutificar muito na sua vida e nessa cidade maravilhosa. Abraço. Dione Alexsandra

DEIXE UMA RESPOSTA