Não importa como…

Postado em
0
496

por Dione Alexsandra

Sei que a nossa vida consiste em processos, crescimento, treinamento e avanço. Mas, nesse processo, algumas coisas em nós não acontecem na rapidez e velocidade que desejamos. Pelo menos comigo, as coisas levam um tempo para acontecer.

Em uma das minhas conversas recentes com Deus vivendo um desses processos, eu fui bem sincera com o Senhor e falei: “Senhor, chega! Cansei! Não sei mais o que fazer para me livrar disso… Usei todas as formas que conheço, todas as estratégias que tenho, todos os sentimentos que possuo, toda a inteligência que adquiri na minha vida e toda sabedoria que pensava ter, mas não consegui, não sei como resolver isso… Me ajude”.

Lembro de ter chorado bastante enquanto falava essas coisas e sabe de uma coisa, chorar aos pés do Senhor é o melhor lugar, porque não saímos desse lugar apenas aliviados, mas inspirados, influenciados e completamente conscientes da nossa total incompetência para resolver algumas coisas e, talvez, nesse ponto, nos vemos completamente dependentes de Deus.  E comigo não foi diferente. Enquanto me aquietava após orar e chorar, o Senhor me ensinou algo. Ele me levou para esse texto:

“Então, Jesus disse: “O Reino de Deus é como sementes lançadas num campo por um homem. Ele vai dormir e se esquece do que fez. A semente brota e cresce, mas ele nem imagina como isso ocorre. A terra dá conta de tudo, sem a ajuda dele: primeiro o caule, depois a espiga e por fim o grão. Quando o grão está maduro, ele o colhe — é o tempo da colheita!”.  (Marcos 4.26-29)

Lembro de ter ensinado e pregado sobre ele algumas vezes, lembro dos exemplos que dava, do descanso do agricultor enquanto dormia, mas agora, era diferente. Eu estava precisando do remédio e o próprio Senhor estava me dando a receita e, naquele dia, algo mudou em mim.

A situação permanece a mesma, mas em mim, a mudança começou. O Senhor me falou: “Dione, você vai dormir e acordar por um tempo e, enquanto isso, o processo estará acontecendo. Cada noite que for dormir lembre-se que acordará no dia seguinte mais próximo da colheita, mas assim como o agricultor, você não saberá como, no entanto, algo estará acontecendo dia após dia, noite após noite e, chegará o dia que você acordará e verá o fruto e poderá colhê-lo com alegria. Apenas regue a semente, com ações de graças. Vá dormir lembrando que, enquanto você dorme, eu estou trabalhando, as coisas não param de acontecer… Mas um dia, não importa como… Você acordará e verá a recompensa por ter acreditado, confiado e descansado em mim…”.

Essa experiência está marcando a minha vida e estou descansando no processo. Não tem um dia sequer que eu não lembre dessa palavra. Todos os dias eu durmo e acordo sabendo que cada dia está mais perto, não importa quanto tempo levará para a manifestação, mas a confiança que não estou sozinha nesse processo me anima. A certeza que Deus, o criador do mundo, o especialista em causas impossíveis, parou um tempo só para me lembrar que cuida de mim, isso é suficiente para me fazer acreditar que é possível.

Eu sei que nunca mais lerei Marcos 4.26 da mesma forma, essa palavra se tornou Rhema para mim de uma maneira particular, pessoal e intransferível. Quando algo da Palavra de Deus se torna Rhema para você, ninguém consegue arrancar mais essas verdades.

Gratidão é uma marca de um cristão maduro, de alguém que reconhece sua total dependência de Deus e sua incapacidade de produzir resultados sozinho. Acho que os agricultores têm muito a nos ensinar. Eles sim, entendem o que é descanso e dependência. Eles sabem que sua tarefa é plantar, mas não está em si a força e a capacidade de produzir resultados e. talvez, essa certeza os faz acreditar que sempre haverá uma chuva, que sempre verão o agir de Deus na terra e esse agir os faz crer que o supremo agricultor sabe o tempo e o modo de todas as coisas.

Eu decidi enquanto espero, descansar e respeitar os processos de crescimento dentro de mim. Não tenho exigido de mim nada além e nem aquém. Durante o dia estou atenta, enquanto estou acordada, quero estar sensível para não atrapalhar os processos, porque não me foi dada a capacidade de resolver, mas me foi dada a capacidade de crer, de acreditar que amanhã eu vou acordar mais perto do cumprimento, da manifestação da promessa.  Só preciso estar atenta para não falar e nem fazer nada que atrapalhe o processo. Amanhã estarei melhor que hoje, porque a gente aprende com o Espírito Santo a ser melhorar no processo…

Chegará o dia, eu sei, mas enquanto isso, durmo e acordo, sem saber como, algo está acontecendo a meu favor nesse instante…  Não importa como, vai acontecer.

Se existe algo que você já tentou de tudo e não conseguiu resolver sozinho, decida pedir ajuda a Deus. Ele é o único que o conhece plenamente e sabe o que é melhor para a sua vida. Fique atento às direções, a palavra que vier ao seu coração e lembre-se: você não tem completo controle sobre a sua vida. Renda-se ao Senhor e permita que Ele o ensine a passar pelos processos e, enquanto passa por eles, descanse e entenda que tudo leva um tempo. Não queria saber como vai ser… Nós não temos respostas para tudo. Não sabemos de tudo. Ele sabe. Obedeça ao comando de Deus!

Dione Alexsandra, aprendendo a esperar o processo…

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA