Não se alegre com a dor dos outros

Postado em
0
356

por Dione Alexsandra

“Não se alegre quando o seu inimigo cair, nem exulte o seu coração quando ele tropeçar, para que o Senhor não veja isso, e se desagrade e desvie dele a sua ira” (Provérbios 24.17-18)

Se eu pudesse resumir esses versículos em uma frase seria essa: Não se alegre com a dor dos outros!

As pessoas lhe fizeram mal e mais tarde vieram a ter problemas? O texto citado acima nos adverte seriamente a mantermos uma atitude correta em nosso coração  a não nos alegrarmos com a aflição delas. Estes versículos dizem, basicamente, que se nos alegrarmos e acharmos que elas merecem o que estão tendo, a nossa ofensa se torna pior que a delas, e receberemos a ira que lhes estava destinada.

Este realmente é um texto tremendo da Palavra de Deus e não sei você, mas eu vejo a seriedade dele e tomo cuidado na minha postura com relação as pessoas que já me machucaram de alguma forma e como me comporto quando as vejo sofrendo como alguma coisa.

Todos nós temos que admitir que quando alguém nos faz mal ´necessário muita “força de vontade” para não ficarmos pelo menos um pouco alegres ao vermos aquela pessoa receber o que está sucedendo a ela. Podemos fingir que não temos esse tipo de sentimento, mas acredito que todos nós temos problemas com atitudes maliciosas de vez em quando.

Precisamos ver que Deus está atento primordialmente com a postura do nosso coração. É muito importante não ser mesquinho e intolerante com relação às ofensas feitas contra nós. Precisamos apenas manter uma atitude correta em nosso coração e deixar Deus cuidar de todas as outras pessoas. Devemos sempre nos lembrar de que “pessoas feridas ferem pessoas”.

Aqueles que nos ferem em geral estão sofrendo por dentro, e a dor deles pode ser tão forte que sequer têm consciência de que estão ferindo.

Quero deixar mais alguns textos sobre o assunto para a meditação:

“No entanto, não devias ter contemplado com satisfação o dia da desgraça do teu irmão; tampouco se alegrado com a destruição do povo de Judá; nem escancarado tua boca para falar com arrogância sobre o dia da aflição do teu próximo!” (Obadias 1.12)

“O amor não se alegra com a injustiça, pois sua felicidade está na verdade”

(I Coríntios 13.6-7)

“Pois ainda que um justo caia sete vezes, sete vezes tornará a se erguer; os ímpios, todavia, são arrastados para a desgraça! Se teu inimigo cai, não te alegres com isso, e não exulte teu coração se ele tropeça, para que o SENHOR, não veja isso, fique aborrecido contigo, e retire de sobre ele o seu castigo.… (Provérbios 24.16-18)

Não se alegre com a dor dos outros. Não se permita exaltar-se em cima do sofrimento alheio. Nem pise alguém que porventura já esteja no chão por alguma razão. Não fomos constituídos juízes e nem detentores da verdade absoluta sobre nada.

Sempre lembra que a medida de misericórdia que você usar para alguém será a medida de misericórdia que usarão quando você precisar dela.

Seja abençoado enquanto medita nessas palavras

Forte abraço!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA