Saia do Barco

Postado em
0

por Jan Wright

“E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram. Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais! Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas. E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus. Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor! E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste? Subindo ambos para o barco, cessou o vento” (Mateus 14.26-32).

Nós precisamos obedecer ao Senhor. Pedro saiu do barco. Infelizmente, tem muitas pessoas que não querem nem sair do barco. Nós podemos “andar sobre as águas”, mas a única maneira de desfrutar do sobrenatural é ter a nossa visão em Jesus.

Mas, se olhar para as circunstâncias, para o que pessoas estão falando contra você, irá afundar. Mantenha  sua visão na palavra e você não terá com o que se preocupar. Medo e ansiedade significam que você está considerando mais os problemas do que o que Jesus falou.

Mantenha-se em equilíbrio, olhando sempre para Jesus e praticando a Palavra. Muitos também estão “afundando” porque não estão andando em amor. Estão falando contra outras pessoas ou ficando magoadas. Temos que viver uma vida de perdão! Não deixe nada ficar entre você e outra pessoa.

Resolva!

Perdoe!

Você precisa ser livre dessas coisas, não permita nada dentro do seu coração que não esteja tratado. Seja verdadeiro! Não baseie as suas emoções em mentiras do diabo. Não mude o seu destino porque alguma coisa levantou contra você. Há uma Palavra liberada para a sua vida e esta palavra precisa está na sua boca e no seu coração.

Se receber uma notícia negativa, lembre-se de que, na palavra, você tem outro relatório, o de Deus. Você é crente, ou não? Crente crê no que Deus falou! Entenda que Deus não fez promessa para Ele, foi para nós, para que possamos viver em vitória aqui na terra.E não são só para quando chegarmos no céu. O céu começa aqui na terra.

Há muitos milagres para acontecer, grandes coisas que Deus tem para fazer em nossa vida, mas precisamos alinhar a nossa vida com a Palavra dEle para podermos desfrutar de tudo que Ele preparou.

Eu me alegro muito quando vejo os brasileiros tendo sucesso em Deus. Eu me alegro mais com os frutos da Palavra na vida de vocês do que na minha. Eu amo vocês! Eu oro por vocês e quero vê-los crescendo cada vez mais e provando do sobrenatural.

Não fique tão conformado, na zona de conforto, no barco. Saia do barco. tenha paixão dentro de você pelo Senhor e pelos comandos que Ele lhe tem dado. Deus quer lhe usar para impactar a vida de pessoas.

Cada culto que você vai, eventos que participa, palavras que ouve, livros que ler, tudo é importante. Fortalece a sua fé. Não considere normal. Seja fervoroso! Você precisa ter a mesma animação em ouvir novamente as verdades da Palavra de Deus que teve quando as ouviu pela primeira vez.

Faça o que Deus lhe chamou para fazer! Eu não quero ser você se estiver calçando um sapato que não é seu.

Cumpra o que Deus chamou você para fazer e será um sucesso!

Mas, sucesso não vem de repente. Ele é fruto de trabalho, de continuação. Dia após dia, sendo fiel e vivendo a Palavra, sem desanimar. Como pessoas podem ficar desanimadas com Deus e com a obra dEle? Se estão, é porque estão vendo as coisas erradas, ouvindo as coisas erradas, crendo nas coisas erradas.

Escreva a visão de Deus para você e não a retire de diante dos seus olhos! Segure as promessas de Deus como um bulldog segura o osso e você as verá acontecer! Pode até parecer que será impossível, mas para Ele não há impossíveis em nenhuma de suas promessas.

Dê o primeiro passo de fé. Comece! Deus está com você. Ele já providenciou tudo que você precisa. Não necessita mendigar com Ele. Ele já deu tudo, você só precisa se convencer disso. Se tem uma Palavra, uma direção, é suficiente… Saia do barco e não olhe para as circunstâncias.

 

*Texto retirado da Revista Conexões – edição Junho 2017.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA