Eu sou resiliente?

Postado em
4

Às vezes, a gente se depara com uma palavra que nos chama atenção e ela fica sempre na nossa mente, foi assim com a palavra RESILIENTE. E quando descobri o seu significado pude crer que de alguma forma ela seria importante no meu dia a dia.

Por isso, fui pesquisar no dicionário e ver com mais detalhes o que queria dizer. Vi que a mesma se encaixa em várias situações. Porém, preferi me deter no sentido da psicologia e no sentido espiritual.

Na área da psicologia, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão seja qual for a situação. É a capacidade de adaptar-se as mudanças e a momentos de adversidade positivamente.

No sentido espiritual, explorando um pouco esse aspecto na bíblia, pude ver como existem situações e pessoas resilientes que nos servem como exemplo. Podemos com certeza ter na bíblia um conforto espiritual que nos fortalece e nos encaminha para continuarmos. Quero apresentar alguns versículos em que podemos nos apoiar quando precisarmos olhar em frente.

O Sl 30.5 diz que “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”. Por isso, sabemos que temos esperança. Em Is. 40.29, Ele nos mostra que mesmo cansados podemos sim nos levantar todas as manhãs porque Ele “Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.”

E no Sl. 28.8, Ele nos ensina a não desistir e nos diz onde encontrar o que precisamos “O Senhor é a força do seu povo; também é a força salvadora do seu ungido. A força esta na casa de Deus.”

A bíblia está cheia de exemplos de pessoas resilientes como José, odiado, desprezado, ameaçado de morte, vendido como escravo. (Gn 37.19) Viveu no Egito durante 15 anos como um escravo. Assediado pela mulher de Potifar, escapou ileso, mas passou 2 anos na prisão. (Gn 39.12-20) E saiu de lá para ser o governador do Egito.

E o que podemos dizer sobre a Resiliência de Rute que teve 3 pessoas mortas na sua família, seu sogro Alimeleque, seu cunhado Malom e seu próprio marido Quiliom. Viveu com sua sogra da caridade recolhendo sobras de trigo nos campos de Boaz. Mas, mesmo assim não desistiu e nem se lamentou, se adaptou aquela situação.

E Pedro depois de negar três vezes a Jesus jurando que não conhecia tal homem. Levanta-se restaurado no dia de Pentecostes e ganha três mil almas para o Senhor. (Mt 26.60-75)

Paulo sofreu em várias circunstâncias e mesmo assim continuou em frente no seu apostolado. (2 Co 11.23-27) “São ministros de Cristo? Falo como fora de mim eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites… em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um.Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo. Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos. Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez”.

E olha que nem precisamos passar por tudo isso. E assim meus caros professores e lideres de Igreja de Criança, mesmo que algumas desventuras ou situações atravessem o seu caminho saiba que existe dentro de você uma força que vai fazer você não se abater no meio do seu caminhar com o seu chamado.

Saiba que, como Jesus falou para Paulo, a minha graça te basta.Isso deve ser suficiente pois estamos, sim, firmados em promessas valiosas Dele para nós e para os nossos pequeninos. Deixem que as crianças aprendam com vocês a serem assim, RESILIENTES.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA