Nada menos que a excelência

Postado em
2

por Socorro Quirino

Excelência segundo a definição do dicionário é a qualidade do que é excelente. E significa muito superior, muitíssimo bom, perfeito, distinto, ótimo, entre outros. Assim, partindo desse princípio, tudo que devemos fazer para Deus, deve estar enquadrado nesse propósito e nada menos que isso. E por que deve ser assim? Porque a Palavra de Deus nos ensina dessa maneira quando afirma em Colossenses 3.23-24: Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens,sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.”

E se fazemos como para Deus, independentemente se somos reconhecidos ou homenageados pelo que fizemos ou estamos fazendo, devemos fazer sempre da melhor maneira. Não deixe a mosquinha do “por mais que eu faça ninguém reconhece, então tanto faz se é bem feito ou não” falar ao seu ouvido, a ponto de levá-lo a desistir de fazer bem feito o que Deus te deu como tarefa. Sabemos que as direções são dadas por homens, mas o trabalho, a obra é de Deus e para Ele, portanto será a Ele que você deve agradar “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor” porque é Dele que virá a recompensa por todos seus feitos.

Mas, onde entra a excelência no Ministério com Crianças? Em tudo que for feito para elas. Desde a escolha do ambiente, em que ela será recebida para cultuar a Deus, até o momento em que ela vai para casa. A qualidade do trabalho desenvolvido deve ser, dentro das suas possibilidades, sempre o melhor possível. O ambiente deve ser mais limpo e arejado, os recursos visuais adequados para cada idade e feito com beleza e bom acabamento. Outro ponto importante é o  preparo do professor que está ministrando a Palavra de Deus, levando a criança a conhecer a Cristo e sentindo que a igreja tem um lugar preparado para recebê-la.

As crianças não podem ser tratadas como as que ficam com as sobras dos espaços da igreja. A exemplo do ar condicionado ou ventilador que foi trocado, do templo ou das salas dos adultos, e já não funcionavam muito bem –“mas por enquanto serve” – e esse por enquanto vai ficando. O líder é responsável por zelar pelo bem-estar das crianças, no ambiente da igreja, e também por despertar nos seus liderados a qualidade do que é excelente, para que os mesmos possam desempenhar bem o seu chamado.

Não podemos usar a falta de condições como desculpa por não ter levado o melhor ensino para nossas crianças, porque Jesus é o maior interessado nelas. Ele disse em Mateus 18:5 “Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo”, dessa forma porque Ele mesmo não daria as condições? O que seria preciso? A sua fé e o seu trabalho.

As crianças que vão para a igreja e lá encontram um ambiente propício apenas para a diversão encararão a vida espiritual com frivolidade. Elas acabarão perecendo, mesmo estando dentro da igreja, porque a Palavra de Deus não foi tratada como algo muito superior, e estará fora do seu alcance. Logo, por causa disso, não irá penetrar no coração e elas apenas ouvirão falar de Jesus, porém não vão conhecê-lo.

A excelência do seu trabalho vai demonstrar o quanto você está comprometido com o seu chamado e isso será muitíssimo bom para o que você vai fazer na sua igreja, por isso não queira para sua vida ministerial nada menos que a excelência, pois se tudo que for feito estiver baseado em Colossenses 3:17  Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai” vocês serão mesmo muito prósperos no seu chamado.

E finalmente Os que servirem bem alcançarão uma excelente posição e grande determinação na fé em Cristo Jesus. (I Timóteo 3.13)

2 COMENTÁRIOS

  1. Paz!

    Sou colaboradora na salinha das crianças em Paulista-PE e gostaria de saber qual material vocês utilizam para a ministração das aulas, se tem algum material específico do ministério.

    No aguardo.

    Barbara Neves

DEIXE UMA RESPOSTA