Depósitos e retiradas

Postado em
0

Por: Marizete Garcia

Queridos, bem vindos a linha de raciocínio que Deus pelo Seu Espírito está nos levando, para que uma vez prontos, passemos a novos níveis e vivamos ACIMA do esperado. Nos capítulos 14, 15 e 16 de João vemos Jesus preparando os discípulos para a sua partida, dando as últimas instruções e os confortando com as seguintes palavras lá pelo capítulo 14 verso 15 em diante. “Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará “OUTRO” consolador, para que esteja convosco para sempre”. Esta palavra “OUTRO” nos originais gregos quer dizer “ALLOS” que significa um da mesma espécie, essência, natureza, DNA igualzinho ao dele, amigo, companheiro, conselheiro, ajudador, intercessor, fortalecedor, advogado e apoiador. Que maravilha! Ele vos guiará em toda verdade e clarificará tudo para vós.

Eu vou, mas vos deixarei com assistência plena, não vos deixo órfãos, com sentimento de abandono, inadequados para funcionar. Eu vou mas volto, tamanho é o meu amor por vós. Não fiquem tristes, se eu não for, o “AMIGO” não virá. E Jesus continua com seu discurso consolo, dizendo: ainda tenho muito a falar, mas vós não o suportais tudo agora, mas quando o Amigo chegar vai comunicar a vocês o que recebeu de mim, dirá tudo o que tiver ouvido do meu Pai. Ele estará revelando coisas maiores ainda, a fim de que a vossa alegria seja completa, porque naquele dia suportarás ouvir. Que privilégio, viver sendo informados antecipadamente!

Que segurança o revelador viria e de fato já chegou! Ele trás consigo os mesmos recursos insondáveis das riquezas divinas, o conhecimento revelado e Seu grande objetivo é nos tomar pela mão e como bom “AMIGO” nos levar a níveis espirituais mais elevados, porque para este fim fomos criados, para viver “ACIMA” da média humana e ELE foi responsabilizado para nos ajudar a chegar lá. Ele se despede nos preparando e afirmando que a vida cristã não tem sentido sem esta compreensão de que o ESPÍRITO SANTO é tudo em nós!

Ele continua sendo com o Pai e o Filho o “Eu SOU” para nossa Aliança ou seja, tudo que nós precisamos. Que se quisermos ter uma vida vitoriosa devemos atentar para essa comunhão íntima e investir nela. Não posso imaginar a igreja vivendo pálida a essas revelações. A igreja neotestamentária não viveu distante destes princípios e portanto nós não podemos ter uma vida de êxito ausentes deles, porque somos a continuação desta igreja e ainda estamos na mesma dispensação, portanto o propósito permanece sendo o mesmo.

O Espírito Santo vai nos convencer que tudo que o Pai tem é nosso e tudo que é permitido ser nosso, é do Pai. Que o Pai é glorificado no filho, ou seja em nós, e que da forma que o Pai amou a Jesus nos ama! Por esta causa podemos fazer coisas grandes e até maiores ainda, das que temos visto até o momento.

Podemos está com a razão a mil por hora, perguntando-nos, como estas coisas são possíveis? Como estarei acima do sistema já que vivo na terra? Como desenvolver essa relação mútua, de alegria plena em um mundo conturbado? Como fazer obras maiores? Como prosperar no meio a tantas adversidades? E o que fazer com tantas crises? O próprio texto responde em João 17 25 e 26, Pai justo o mundo não te conheceu, MAS EU TE CONHECI. E este conhecimento não para, não é apenas um conhecimento inicial. A diferença e a resposta parte da revelação do conhecimento, da distinção do que serve e do que não serve a Deus, do justo e do ímpio. Somos destaques nesta geração, por conta da nossa paternidade e linhagem.

No verso 26 Ele diz que nos deu o CONHECIMENTO mas que CONTINUARIA a nos dar. Fomos imergidos em uma fonte e ordenados a fazer com que rios de águas vivas fluíssem do nosso interior. Enchendo-nos do Espírito, não nos embriagando com vinho, mas enchendo-nos do Espírito (Ef 5 18). CONHECIMENTO REVELADO é a grande chave mestre que temos e que abre qualquer tipo de porta. Nossos investimentos prioritários não são na esfera da carne, do mundo e sim, na esfera do espírito. Porque todas as bênçãos enviadas para nós estão no âmbito do espírito, nas regiões celestiais em Cristo e já nos foram liberadas (Ef 1 3) e se nós queremos vivência-las devemos levantar a nossa visão e consequentemente o nosso nível.

Deixando que a Palavra de Cristo habite abundantemente em nós, falando entre nós, salmos, hinos e cânticos espirituais (Cl 3 16). Meditando na Palavra, criando arquivos, orando, orando em línguas espirituais, fazendo depósitos para que tenhamos condições de realizar retiradas. Trabalhando o homem espiritual para compreender sua verdadeira realidade e origem.

O Diabo tentou Jesus em LC 4 9 mentindo para que Ele duvidasse da sua paternidade, sem revelação dela ele estaria abrindo portas para medo, duvida e incredulidade.Estava comprometendo sua relação com o Pai. Mas Jesus havia achado nas Escrituras o lugar que falava à seu respeito e sentou neste lugar. Achou Sua posição, tomou posse dela, e esta ação não comprometeu sua vida e ministério. Não afetou o seu testemunho de filho de Deus, de Aliança e Herança.

Ache seu lugar, e sente-se! Possua o privilégio de ser feito filho de Deus, enche-se do Espírito, ande conforme o esperado e faça a diferença em sua geração. Porque certamente você será o Jesus que muitas pessoas encontrarão e o Evangelho que elas lerão. O comando para este tempo é: Encha-se do Espírito!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA