Mulheres sábias, palavras sábias

Postado em
0

Olá queridas! Quantas de nós almejamos ser mais sábias no dia a dia? Construir relacionamentos baseados na sabedoria e crescer dessa forma para com Deus e os homens? O texto de hoje está repleto de conselhos preciosos, escrito por Stephani Borba, professora do Rhema.

Leiam abaixo, sejam edificadas e, claro, pratiquem a Palavra!

A nossa vida exala um cheiro para Deus e para as pessoas através das nossas ações, palavras e atitudes.

“Porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo” (II Coríntios 2.15).

Em outra versão diz que “somos o bom perfume de Cristo”. Em Efésios 5.2, fala que, quando andamos em amor, assim como Cristo, ofereceremos para Deus um sacrifício com um aroma suave.

Devemos exalar para Deus um perfume agradável e, com certeza, isto se estenderá para as pessoas com as quais convivemos.

Podemos enxergar isso como uma grande responsabilidade!

Somos a diferença! Somos Perfume, sal e luz!

Em Mateus 5.13-16, Jesus disse que a nossa luz deve brilhar diante dos homens, para que vejam as nossas boas obras, boas ações, bom comportamento, e glorifiquem a Deus que está nos céus.

Em Provérbios 31 podemos ver um bom exemplo de mulher: a virtuosa, a qual brilha através das suas boas obras. Ela pratica o bem, é de confiança e exala o bom perfume da sabedoria. Quando ando em sabedoria, ando em amor e exalo um bom perfume para Deus e para as pessoas.

Devemos também ter cuidado com as influências. Vamos pegar o cheiro de quem estiver próximo a nós. Estarmos próximas de pessoas cheias de sabedoria nos trará inspiração e nos ensinará muito. “Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal” (Provérbios 13.20).

Voltando para Provérbios 31, o verso 26 diz que esta mulher fala com sabedoria e ensina com bondade, ou seja, da sua boca saem palavras sábias e bondosas. O capítulo 3 de Tiago fala sobre controlarmos a nossa língua e, por isso, ele também toca sobre sabedoria.

Amadas, podemos sim falarmos com sabedoria e bondade, não é algo impossível de se alcançar, pois Deus já nos providenciou as ferramentas para isso. Como meu marido gosta de dizer: “Vamos chegar lá! Glória a Deus!” No início da Carta, no capítulo 1, ele diz que se necessitarmos de sabedoria, podemos pedir a Deus, em oração, e Ele nos concederá liberalmente.

Em outra versão, podemos ler: “Quando ela abre a boca sempre tem algo importante a dizer e sempre o diz com toda gentileza”.

A palavra “gentileza” significa: Delicadeza, amável, atenciosa. Podemos concluir que a mulher sábia fala com delicadeza, com doçura e atenção. Ou seja, a mulher sábia fala o que é importante de ser dito.

Em Colossenses 4.6 somos exortadas acerca do nosso falar: Nossas palavras devem ser sempre agradáveis e temperadas com sal, para que saibamos como responder a cada um”.

As palavras devem dar um novo sabor a determinada situação, devem ser agradáveis mesmo sendo duras algumas vezes, como foram as do profeta Natã corrigindo o rei Davi. É a sabedoria e a gentileza, não gritos, que nos farão sermos ouvidas: “A palavra gentil (amável, delicada) desmonta o coração mais fechado” (Provérbios 25.15).

Nossas palavras devem trazer um norte, uma sensação de que algo foi resolvido, de bem estar por trazer soluções.

A resposta moderada neutraliza o furor. Porém a língua fiada põe mais lenha na fogueira” (Provérbios 15.1). Neutralizar significa: “paralisar, anular, destruir a ira”. Lembre-se disto: A sabedoria sempre apagará o fogo de uma discussão, em vez de piorá-la. Como disse Joyce Meyer: “a melhor forma de ganhar uma discussão é evita-la!”.

Tiago também nos ensinou na sua Epístola a sermos mulheres tardias para falar, ou seja, cautelosas, prudente em nossas palavras. Mulheres sensíveis ao tempo de falar, agir e de COMO agir. Acredito que, em muitos momentos, silenciar será a melhor resposta para determinada ocasião.  Afinal, há tempo de falar e também de calar (e creio que devam ser maiores) (Eclesiastes 3.7).

Se faz necessários sermos sábias em nossos relacionamentos. É um processo, um caminho a ser percorridos, mas creio que podemos sim alcançar este objetivo, de sermos sábias em tudo, inclusive no falar. Este deve ser um alvo diário!

Podemos lembrar também da rainha Ester, ela era uma mulher cheia de sabedoria. Falava na hora certa e agia no tempo e no modo certo. Desta forma, ela alcançou favor diante do rei e salvou o seu povo. Falar com sabedoria e se comportar de maneira sábia abrirá portas.

 “As palavras amáveis curam e ajudam, mas as palavras maldosas ferem e destroem” (Provérbios 15.4).  As palavras cheias de sabedoria em nossas bocas, ajudarão muitas pessoas!

Ainda sobre a mulher virtuosa e a sabedoria que ela vive no seu casamento, o versículo 23 de provérbios 31 nos mostra que: “O seu marido é muito respeitado quando se reúne com as autoridades locais”. Acredito que o proceder da mulher sábia ajuda o seu esposo a ser respeitado pelas pessoas de fora, pois isto deve ser reflexo do que ele vive dentro de casa.

Ele é respeitado quando se reúne com outros homens e acredito que quando ele dar as costas, ou vai embora, ele é elogiado e não debochado. O comportamento da sua esposa cheio de sabedoria e doçura para com ele, sem autoritarismo, por exemplo, não anula a autoridade dele para com sua esposa diante dos outros.

Uma mulher que não é muito sábia, poderá envergonhar o seu marido na frente de outros, simplesmente pela forma desonrosa que fala com ele ou sobre ele.

Precisamos ser cuidadosas com relação a esse tipo de situação. Provérbios 12.4 retrata bem o isso, quando nos diz que “a mulher exemplar, a sábia, é coroa (é honra) para o seu marido, mas a de comportamento vergonhoso é como câncer em seus ossos”, ou seja destrói, mata a influência do seu esposo.

Finalizando, Provérbios 31.12, fala que esta mulher não é irritada e o trata muito bem por toda a vida.

Não veja esta mulher virtuosa como algo inalcançável, não sinta-se tão distante dessa realidade, pois este é um caminho a ser trilhado por todas nós. Mas, não estamos sozinhas nesse percurso. A verdadeira sabedoria habita em nós. O Espírito Santo vive em nós e Ele pode nos ensinar todas as coisas.

Que a cada dia desfrutemos dessa presença em nós e decidamos, a cada manhã, tornamo-nos mais sábias, através da oração, comunhão com o Espírito e meditação e prática da Palavra de Deus.

Declare todos os dias que você será mais e mais sábia e comece a controlar suas palavras, controlando os seus pensamentos, filtrando-os pela Palavra. Pense bem antes de falar. Não se precipite e não dê lugar a ira! Isto lhe fará muito bem, além de trazer grandes melhorias em seus relacionamentos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA