Sirva através das suas finanças

Postado em
0

por Perilo Borba

Servir significa abrir mão do seu próprio interesse para satisfazer o interesse dos outros. Não é Deus quem vai nos tornar servos, somos nós quem escolhemos ser. Não de qualquer jeito, mas servos cheios de amor.

Jesus é o nosso maior exemplo de servo. Em sua estada na terra, sempre destacou que é melhor servir do que ser servido.

Cristo se descrevia como Filho do Homem para mostrar que se Ele conseguiu, nós também conseguimos. Ele não veio para ser servido, mas para servir, dando sua vida por muitos.

“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3. 16)

Quando amarmos “de tal maneira”, como Jesus nos amou, daremos nossa vida pelo outro. Amar o nosso próximo incluir o dar, a ação de suprir o próximo.

Se esforce para ter o suficiente para si mesmo e para dar à pessoas. É melhor dar do que receber (Atos 20. 35). É melhor servir do que ser servido.

Deus enviou Jesus por amor ao mundo. Se crermos nEle, estaremos salvos. Como salvos, nosso dever é amar as pessoas e dar a vida por elas. Quando nos tornarmos servos, abrimos mão dos nossos próprios interesses para nos interessarmos pelos dos outros.

Amar não é só falar que ama. Amar é provar que ama.

Essa prova, muitas vezes, se dá através do dar. Tirar do que é seu para dar para outra pessoa. Se você ama a Deus, a quem não vê, e não ama ao seu próximo, você está sendo mentiroso. Servir pessoas é uma prova de que, além de amá-las, você ama a Deus.

Quando eu e você decidimos nos tornar servos, também decidimos que o que nós tínhamos não é mais só nosso. Você precisa analisar o que Cristo fez, porque o fato é que tudo o que você fizer, não vai chegar aos pés do sacrifício dEle. Por isso, você deve fazer sempre mais. A dívida de amor ao próximo, você nunca conseguirá pagar.

A vontade de Deus é que tenhamos uma dispensa abundante para que possamos servir ao próximo. Esse é o seu propósito, que você enriqueça para exercer a generosidade. Você tem que fazer alguma coisa com a semente que já tem. Deus dá semente ao que semeia. Se você quiser mais dEle, você tem que semear.

O serviço do dar gera dois efeitos:
Supre as necessidades dos santos e redunda em muitas graças a Deus.
Ambos os resultados não se referem a nós mesmos, mas redundam em uma colheita.

As pessoas vão reconhecer Deus através do que você está fazendo. Se você fizer, você vai ter. Quando você dá generosamente, você tem aumento. Quando você retém o que deveria dar, perde a colheita. Deus vai te dar mais para você poder dar a outras pessoas. Existem ímpios que estão prosperando mais do que muitos crentes, pois eles estão usufruindo da regra natural da colheita e os crentes não, infelizmente.

O que aconteceria se Adão e Eva tivessem comido as sementes e não plantado-as? Comer a semente interrompe o processo de multiplicação.

Quando uma semente não é plantada, uma oportunidade é perdida.

A oportunidade de servir deve nos trazer alegria. Você nunca vai participar de algo com o qual você não se alegra. Se servir em algo está sendo peso para você, invés de ser motivo de alegria, tem algo errado.

Talvez algumas pessoas estejam pensando: “estou precisando receber”. Porém, pode ser que o que elas precisem realmente seja dar. No fruto tem semente. Quem semear muito, colhe muito (2 Coríntios 9.6). Você decide o quanto vai colher.

Existem diversas maneiras de se investir no reino de Deus através das finanças. Em Malaquias 3.10 lemos sobre a importância de trazermos os dízimos e ofertas para a manutenção do templo. Também temos as campanhas para a construção da igreja, missionários em campo e projetos sociais em nosso meio.

Se você não pode se envolver com determinadas atividades, você pode ajudar a pagar a conta.

Não se trata de valor, se trata de fazer. Cinco pães e dois peixinhos foram o suficiente para fazer acontecer um milagre. Deus está esperando você servir com o que tem para realizar um milagre em sua vida. Oremos ao Senhor consagrando tudo o que está em nossas mãos, para que Ele nos guie sobre como melhor servirmos na Sua obra. Servir com nossas finanças também é adoração a Deus!

* Trechos da ministração na Igreja Verbo da Vida Sede em novembro de 2018

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA