Autoridade do Crente

Postado em
1

“Depois, entraram em Cafarnaum, e, logo no sábado, foi ele ensinar na sinagoga. Maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas. Não tardou que aparecesse na sinagoga um homem possesso de espírito imundo, o qual bradou: Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder- nos? Bem sei quem és:o Santo de Deus! Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai desse homem. Então, o espírito imundo, agitando-o violentamente e bradando em alta voz, saiu dele. Todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si: Que vem a ser isto? Uma nova doutrina! Com autoridade ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem! Então, correu célere a fama de Jesus em todas as direções, por toda a circunvizinhança da Galiléia” (Marcos 1:21-28)

Seria essa uma Nova Doutrina? Essa foi a grande indagação dos seus discípulos. Sim! A doutrina da autoridade do crente. Se observarmos a antiga aliança não encontramos nenhum demônio expulso em nome de Jesus. Temos uma alusão quando Davi tocava a harpa e um espirito maligno que atormentava Saul, o deixava.

Essa nova doutrina foi inaugurada por Jesus em seu ministério. A bíblia mostra que com uma mera palavra Jesus repreendia os demônios e curava os enfermos.

Em Mateus 28:18-20 encontramos a Grande Comissão, que é a da igreja. Jesus disse: “Toda autoridade me dada no céu e na terra. Portanto ide…”.

Em Lucas 10:19 a Biblia diz “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano.

Esses textos nos mostram que a autoridade que Jesus tinha sobre o poder do diabo, não era exclusiva dele. Ele deu esse mesmo poder a sua igreja, e hoje podemos andar nos mesmos passos que o mestre. Pois a própria bíblia diz: “ que aquele que Nele está deve andar como ele andou”. E ele andou em autoridade aqui na terra.

Encontramos um episodio interessante em Atos 3:1-10, quando dois discípulos Pedro e João encontraram um coxo de nascença pedindo u esmola à porta do templo. A resposta foi: Olha para nós! Eu não tenho prata nem ouro, mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus, anda!E vemos na continuidade que esse homem foi completamente curado.

O slogan da religião diz: “não olhe pra mim, eu não tenho nada, não sou nada”. Perceba que não foi isso que Pedro e João falaram. Foi justamente o contrário, olha para nós! Na ocasião eles não tinham dinheiro, mas tinham algo que mudaria a vida daquele homem para sempre. O nome de Jesus!

Pedro e João tinham algo que nós não temos hoje? Não! Temos o mesmo nome, que opera o mesmo poder. Agora a grande questão é, estamos conscientes desse nome?

Escutamos tais expressões: “se Jesus tivesse aqui, eu não estaria passando por isso”. De fato ele não está fisicamente, mas o nome toma lugar da pessoa ausente. Em outras palavras, o nome de Jesus opera os mesmos milagres que a pessoa de Jesus.

Concluímos então que nesse nome que foi dado a nós, sua igreja, podemos fazer as mesmas coisas que Jesus fez. Como ele mesmo disse em João 14:12“Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA