Como provar os espíritos?

Postado em
0
9195

Por: Marcelo Saraiva

“Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo.  Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.  Eles procedem do mundo; por essa razão, falam da parte do mundo, e o mundo os ouve.  Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.” 1 João 4.1-6

O ensino que quero trazer hoje trata-se de um assunto de grande importância na Palavra de Deus, que é a necessidade de provar os espíritos.

No texto acima o apostolo João nos adverte a não darmos crédito a qualquer espírito, pelo contrário de forma enfática e inequívoca ele diz no verso um: “antes, provai os espíritos se procedem de Deus…”.

Gosto de outras versões que dizem:

Queridos amigos, não dêem crédito a todos os que dizem que são inspirados por Deus. Ao contrário, ponham-nos à prova e verifiquem se o espírito que eles têm é mesmo de Deus ou não, pois muitos falsos profetas têm saído pelo mundo afora.

1João 4.1 Versão Fácil de Ler

Muí queridos amigos, não creiam sempre em tudo o que vocês ouvem, só porque alguém diz que é uma mensagem de Deus: examinem primeiro, para ver se realmente é. Porque há muitos falsos mestres por aí. 1João 4.1 Bíblia Viva

O que significa provar os espíritos?

Essa palavra provai no grego é dokimazo que tem o sentido de testar, examinar, provar, verificar (ver se uma coisa é genuína ou não), como metais. 2) reconhecer como genuíno depois de exame, aprovar, julgar valioso.

Isso quer dizer então que devemos ficar atentos para ver se os espíritos estão com a Bíblia na mão ou um livro do irmão Hagin para sabermos que verdadeiramente ele é um espírito de Deus?

Não, não é isso que ele está falando. Se provar os espíritos não é isso, então o que é?Provar os espíritos é provar o ensino, a mensagem.

Historicamente essa carta foi escrita quando a igreja estava sendo influenciada por muitos ensinos falsos, ensinos que até mesmo negavam a humanidade de Jesus e Sua ressurreição física. Essa carta foi escrita justamente para fortalecer os irmãos na fé em Cristo e também por consequência corrigir os ensinos errados da época.

Essa expressão usada por João na verdade diz respeito a analisarmos a mensagem, o ensino que recebido.

Observe algumas expressões usadas por João no capítulo quatro:

  • Eles procedem do mundo; por essa razão, falam da parte do mundo, e o mundo os ouve.
  • Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.

Provar os espíritos é de fato provar o ensino, a mensagem, pois por trás de todo ensino existe um autor. Por trás dos ensinos de homens chamados e ungidos por Deus está o Espirito Santo, mas por trás de alguns outros ensinos estão espíritos de demônios ou como o apostolo Paulo disse em sua primeira epistola a Timóteo, doutrinas de demônios.

As epístolas do apostolo João são de fatos uma defesa da fé, da verdadeira mensagem do evangelho de Jesus Cristo, vejamos:

“Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou. Filhinhos, agora, pois, permanecei nele, para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança e dele não nos afastemos envergonhados na sua vinda. Se sabeis que ele é justo, reconhecei também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.” 1 João 2.27-29

João nesse texto não está dizendo que hoje não precisamos de metres da Palavra, nem de longe ele está afirmando isso. O que ele de fato está ensinado é sobre a habitação do Espírito Santo em nossas vidas e o ensino que Ele traz. De fato, o Espírito Santo vai testificar em nosso coração a respeito da mensagem que estamos ouvindo se procede de Deus ou outra fonte.

Esse termo usado por João a …unção nos ensina trata-se do Espírito Santo nos ensinando e testificando em nossos corações sobre a mensagem recebida, pois o próprio Senhor Jesus disse no evangelho de João que o Espírito da verdade nos guiara a toda verdade.

Para reforçar o entendimento de que julgar os espíritos é na verdade julgar uma doutrina vejamos o que o João disse na sua segunda carta tratando sobre o assunto de ensinos errados:

Porque muitos enganadores têm saído pelo mundo fora, os quais não confessam Jesus Cristo vindo em carne; assim é o enganador e o anticristo. Acautelai-vos, para não perderdes aquilo que temos realizado com esforço, mas para receberdes completo galardão. Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas-vindas.Porquanto aquele que lhe dá boas-vindas faz-se cúmplice das suas obras más. 2 João 1.7-11

João fala de características:

  • Ultrapassa a doutrina de cristo e nela não permanece.
  • Não traz esta doutrina.

João traz ainda uma séria advertência dizendo: Acautelai-vos, para não perderdes aquilo que temos realizado com esforço, mas para receberdes completo galardão.

Sim amados irmãos não devemos dar credito a qualquer espírito, a qualquer mensagem, mas analisar, julgar à luz das escrituras as mensagens.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA