O Bom Pastor

Postado em
1
746

por Marcelo Saraiva

Jesus, pois, lhes afirmou de novo: Em verdade, em verdade vos digo eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não lhes deram ouvido. Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem. O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas não deste aprisco a mim me convém conduzi-las elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor. (João 10.7-15)

Em seu ensinamento o Senhor Jesus se revela como o Bom Pastor e explica o que um bom pastor faz e como devem proceder todos aqueles que foram chamados para esse importante ofício. Nesse texto quero salientar algumas expressões ditas por Jesus sobre O Bom Pastor, observe:

O LADRÃO

O Mestre afirmou que o ladrão tem um papel bem definido: O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir… Quem é o ladrão descrito por Cristo?

Certa vez eu estava ensinando no Rhema e uma aluna veio conversar comigo dizendo: “Professor nesse texto Jesus não afirmou claramente que o ladrão é o diabo”. Concordei com ela, pois o texto não é claro em afirmar que é o diabo, mas eu também perguntei a ela: ‘Você tem dúvidas de que o diabo mata, rouba e destrói. Qualquer coisa que mata rouba ou destrói se assemelha as obras do diabo, ainda que não seja o diabo tem uma associação’.

O BOM PASTOR

Jesus disse: O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. Isso significa dizer que todos os que foram chamados para esse oficio devem ser crucificados assim como o Senhor Jesus foi? Claro que não, o que de fato Jesus está ensinando é que o bom pastor dedica a sua vida, dedica tempo pelas ovelhas em ensinar, orar, aconselhar. Existe um trabalho em favor das pessoas para que haja crescimento e edificação das vidas. É isso que o Senhor ensina, tanto que Ele faz um contraste com mercenário mais na frente.

O MERCENÁRIO E O LOBO.

Observe o que Jesus falou: “O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa”. (João 10.12)

Jesus quis dizer literalmente que esse Lobo é um Canis Lupus, um lobo selvagem que tem atacado as pessoas? Creio que não, se perguntarmos a todos os pastores espalhados pelo mundo não ouviremos nem relato em que eles tiveram que expulsar um lobo cinzento, o que no máximo pode acontecer é expulsar um cão pulguento, mas um lobo real não. Então, se esse lobo não é um animal real, o que é afinal de contas?

Nos versículos anteriores ao que citei, Jesus começou a ensinar através de “linguagem figurada”, porém os discípulos não haviam entendido, então Jesus teve que esclarecer um pouco mais. O mestre falou de forma figurada, então, podemos compreender que esse lobo é de fatos as tentações, problemas, circunstâncias que se levantam contra os cristãos todo santo dia. Perceba que o mercenário não se preocupa com as ovelhas, pelo contrário, ele foge e deixa elas dispersas. É lamentável, mas existem pessoas assim.

O Bom Pastor tem cuidado das ovelhas, sim ele está interessado pelo bem-estar de cada filho de Deus. Ele ora, intercede, aconselha, visita. Já o mercenário não está nem aí.

Observe o que Jesus fez e, então, entenderemos o que bom pastor faz:

“Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos”. (Lucas 22.31-32)

Jesus sabia que Pedro seria tentado severamente, Ele usou até mesmo a expressão “peneirar como trigo”, se você já viu como o trigo é fino, imagine a peneira como é.

Claro que enquanto estivermos aqui na Terra seremos tentados, Jesus não podia impedir a tentação que Pedro ia enfrentar, mas Ele podia orar para que ele se mantivesse firme e, foi o que Ele fez para que Pedro ficasse firme e Deus fosse glorificado em sua vida.

Perceba que Jesus como o Bom Pastor orou, se preocupou, intercedeu pela vida de sua ovelha – Pedro.

Jesus disse em João 18.9“…Para se cumprir a palavra que dissera Não perdi nenhum dos que me deste”. O Bom Pastor cuidou de todas as suas ovelhas.

ELE NOS ENSINOU A DISTINGUIR

“Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis”. (Mateus 7.15-20)

Outra verdade ensinada por Cristo é o fato de que podemos distinguir o verdadeiro do falso através dos frutos, isso mesmo podemos perceber características do verdadeiro e do falso.

Embora Jesus tenha citado somente sobre o profeta, é um princípio que se aplica a todos os demais ofícios. Em cada Ofício Ministerial existe uma capacitação especifica que o distingue. Em todos os Ofício Ministeriais que Deus tem estabelecido, infelizmente, tem se levantado falsos.

Quando você vai ao supermercado encontra dificuldade em distinguir morango de melancia ou jaca de laranja, ou ainda limão de abacaxi? Não, mesmo que você não trabalhe num hortifrúti ou na CEASA, você não encontrará dificuldades em distinguir as frutas mesmo não sendo um expert. Pois, do mesmo jeito podemos distinguir o chamado genuíno e o falso.

Talvez, você me pergunte: Marcelo, você está julgando?

Não, não se trata de julgar e sim de praticar o que Jesus nos ensinou, pois Ele nos ensinou a DISTINGUIR – “Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis”(Mateus 7.20)

 A PROVISÃO DE DEUS PARA A IGREJA

Vivemos dias difíceis, mas graças a Deus, sabemos que Ele continua chamando e ungindo homens para ocuparem esse dom tão essencial para a igreja. Ele sabe da necessidade desse Ofício, pois Ele já manifestou o desejo do Seu coração através do profeta Jeremias.

“Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e com inteligência”. (Jeremias 3.15)

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns Marcelo Saraiva pelo belo esclarecimento sobre vida de prosperidade não é buscar o que já temos…
    abraço setembro nos vemos aqui igreja Verbo da vida tiradentes..

DEIXE UMA RESPOSTA